Mato Grosso

Curso capacita policiais para trabalhar com Policiamento Montado

O 5º Curso de Policiamento Montado da Polícia Militar teve início nesta sexta-feira (18), em Cuiabá. Nos próximos dois meses, em período integral, 13 policiais aprovados em processo seletivo para o Regimento de Policiamento Montado (RPMon) receberão treinamento teórico e prático para que possam atuar na unidade especializada de Cavalaria.

No lançamento, com aula inaugural no auditório do Comando Geral da Polícia Militar (QCG), o comandante geral da PMMT, coronel Jonildo José de Assis, destacou a importância da atuação da Cavalaria na prevenção e repressão da criminalidade.

Aos policiais que estão iniciando essa capacitação, Assis recomendou dedicação, que aproveitam ao máximo o momento de aprendizagem que fará diferença na atuação policial. “O trabalho de cada um aqui é fundamental ao controle dos índices de criminalidade”, pontuou o comandante.

O convidado para ministrar a aula inaugural foi o ex-comandante do Regimento de Policiamento Montado, coronel da reforma remunerada da PMMT, Reinaldo Magalhães de Moraes, uma das maiores autoridades no assunto. Com a palestra intitulada “Sempre haverá uma Cavalaria”, Reinaldo fez um histórico das cavalarias, do emprego do animal na lida e da relação com o homem.

Leia Também:  Mais de 1,2 mil vagas de emprego estão disponíveis no Sine MT nesta semana

O RPMon é comandado pelo major Walmir Barros Rocha e integra o Comando Especializado de Policia Militar (Cesp), juntamente com unidades especializadas como o Bope, Rotam, Batalhão Ambiental e de Trânsito.

Comentários Facebook

Destaque

Apostilas e kits alimentação são entregues nas casas dos estudantes

A equipe gestora da Escola Estadual Especial Luz do Saber, no bairro Ponte Nova, em Várzea Grande, foi de casa em casa fazer a entrega dos kits de alimentação escolar para os pais ou responsáveis dos 74 alunos matriculados.

Os profissionais foram em carros da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e também levaram apostilas para o estudo em casa. A ação ocorreu na manhã desta quinta-feira (25.02). Os pais foram informados por telefone ou pelo grupo de WhatsApp da escola o horário da entrega.

Segundo a diretora Jane Cristina Ignotti, levar os kits não é só um amparo financeiro, mas afetivo, pois os profissionais da escola foram ver como estão as famílias e as crianças em tempo de pandemia. Ao rever a equipe gestora ou mesmo a professora, os alunos se emocionaram.

“Eles (os alunos) não entendem porque parou tudo, porque ninguém vem buscá-los mais. Fica essa interrogação. Então, nós da escola, queremos saber como estão os nossos alunos, as famílias. Descobrimos que estão todos bem. Isso nos deu uma alegria imensa. É disso que gostamos”, ressalta a diretora.

Leia Também:  Mais de 1,2 mil vagas de emprego estão disponíveis no Sine MT nesta semana

Jane explica que, na entrega dos kits e apostilas, os alunos não cabiam de felicidade pois sabiam que chegaram as atividades para realizar junto com alguém da família. Os pais também ficaram satisfeitos com a ação da unidade escolar. Os professores produziram materiais personalizados e colocaram em sacolas vermelhas e amarelas com as apostilas.

No grupo de WhatsApp da escola, era só elogios. Uma das mães disse que o filho ficou tão feliz que achou que o pessoal foi buscá-lo para ir para a escola.

Comentários Facebook
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

POLÍTICA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA