Parceria público-privada amplia rede de monitoramento no Ciosp

Um “Protocolo de Intenções” foi celebrado entre o Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) e a empresa Rumo Logística. O objetivo é promover o compartilhamento de dados de 11 câmeras de monitoramento, que estão instaladas dentro da unidade comercial. A previsão é que até o fim deste mês, as imagens das câmeras já estejam integradas ao Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), em Cuiabá.

A parceria foi assinada nesta sexta-feira (14.06), em Rondonópolis (a 212 km ao Sul de Cuiabá) com a presença do ministro de Infraestrutura, Tarcício Gomes Freitas. O monitoramento vai fiscalizar o fluxo de tráfego dentro do pátio da empresa, que recebe centenas de caminhões para descarga e carga de carregamentos diversos.

“Esta união público-privada corrobora com aquilo que nós brasileiros queremos, que é um estado mais eficiente e menos custoso para o bolso de todos nós. Agradeço esta parceria com algumas câmeras disponibilizadas. A meta é ampliar ainda mais”, destacou o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes.

Ainda segundo o chefe do Executivo, o Ciosp é um dos legados da copa de 2014, pois ampliou a capacidade de operação com serviços voltados a inteligência policial.

O “Protocolo de Intenções” terá vigência por cinco anos, prorrogáveis por igual período. Além do governador, assinaram o documento o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, o diretor presidente da Rumo Logística, João Alberto Fernandez de Abreu e o diretor de operação, Darlan Fábio de David.

“A ideia é recepcionar as placas dos veículos que passam pelo terminal com o objetivo de apurar eventuais fraudes, a exemplo de roubo, furto e demais adulterações nos veículos e cargas. Esta placa chegará ao sistema e vamos cruzar com o nosso banco de dado com base em registros de ocorrências”, destacou o secretário Adjunto de Inteligência da Sesp, Wylton Massao Ohara.

A Rumo é composta de quatro concessões ferroviárias no Brasil, totalizando 12 mil km de ferrovias, cerca de mil locomotivas e 27 mil vagões, por meio dos quais a Companhia transporta commodities agrícolas e produtos industriais.

Comentários Facebook