Projeto “Café Literário” procura despertar o interesse dos alunos para a leitura

Com o objetivo de despertar o interesse dos alunos para a leitura, a Escola Estadual Antônio José de Lima, localizada no município de Juscimeira (a 157 quilômetros de Cuiabá), realiza, bimestralmente, o “Café Literário”, ação do projeto Biblioteca Integradora, que envolve alunos do 1º ao 9º ano do ensino fundamental.

A professora Verbena Sanches, responsável pela biblioteca integradora, explica que o desenvolvimento do projeto se deu a partir do recebimento de vários títulos do Ministério da Educação que foram repassados aos alunos. Com esses livros é feita a leitura coletiva, juntamente com a professora de língua portuguesa em espaços diversos dentro da escola e sempre acompanhado de comidas e bebidas. “É um momento de partilha intelectual e gastronômica, objetivando associar a prática da leitura a algo prazeroso”, explica a professora.

Após responderem a questionários, os alunos debatem o assunto em sala de aula e compreendem os elementos da narrativa, os alunos são levados à biblioteca, em um ambiente bastante harmonioso e temático, preparado especialmente para recebê-los.

“Após a leitura os alunos são indagados sobre o que conta o livro, quais os detalhes da narrativa e o ponto de vista de cada um. Eles se sentem desafiados e motivados. O resultado é sempre satisfatório, pois todos passam a frequentar mais a biblioteca em busca de outros títulos para leitura”, ressalta.

Para a professora de Língua Portuguesa Maria José Torres a ação é importantíssima, pois contribui para ampliar o vocabulário e a imaginação dos alunos. “Com isso, melhoram a leitura e a escrita de textos de gêneros variados”, avalia.

Segundo a diretora da escola, Mayara Novais, o projeto proporciona aos alunos momentos divertidos, prazerosos e de muito conhecimento através da leitura. “Estimula o potencial de cada um, desenvolvendo o vocabulário, diversificando o repertório de leituras e incentivando as produções orais e escritas”.

Conforme a coordenadora pedagógica, Lizandra, o projeto mobiliza e estimula os estudantes para um novo olhar em relação à leitura, a começar pelo tema. “A interação com o ambiente temático desenvolve a imaginação, debates e a formação de opinião”.

Os alunos aprovaram o projeto e passaram a se interessar mais pela leitura. “Achei muito legal, pois podemos ouvir das pessoas o que elas acharam do livro e elas podem ouvir o que a gente achou, e assim conseguimos ter uma visão diferente com vários pontos de vistas”, ressalta a aluna Jheimy Isabelly Passarinho, do 7° ano.

“Aprendemos a identificar o autor, o ilustrador, a editora e todas a informações e referências do livro. Antes, eu e meus colegas não sabíamos onde ficavam esses detalhes nos livros”, completa a aluna Marcella Vitória Barbosa, do 5° ano.

“Muitos alunos têm dificuldade em se expressar ao público, e com esta ação eles melhoram a fala, a escrita, a dicção e a forma de se expressar”, observa a técnica em Nutrição Escolar, Elizabeth Siqueira, que é uma das responsáveis pela gastronomia servida aos alunos.

Comentários Facebook