Mato Grosso

Colônia de férias terá oficinas de arte indígena, escultura de dinossauro e tintas da natureza

O Museu de História Natural Casa Dom Aquino oferece uma programação diferenciada para as crianças e adolescentes neste começo de 2020. Começa nesta quarta-feira (15.01) a colônia de férias que contará com oficinas de arte indígena, escultura de dinossauro em argila, tintas com elementos da natureza e confecção de bússola. Além do rico acervo, o próprio equipamento cultural já é uma atração, localizado em um prédio histórico, com uma vasta área verde às margens do rio Cuiabá.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas online. As oficinas são voltadas para estudantes de 6 a 12 anos, e custam R$ 50 reais, cada uma. A programação segue até 18 de janeiro, com atividades diferentes a cada dia.   

A programação começa com a oficina de Papietagem – máscaras Waura, nesta quarta-feira (15.01), das 14h às 17h. A proposta é usar a técnica de papietagem (colagem com papéis recortados) para reproduzir a arte indígena e contextualizar a consciência ambiental.

Na quinta-feira (16.01), a oficina ministrada será a de Tintas da Natureza, das 14h às 17h. A ideia é que as crianças aprendam a utilizar pigmentos e elementos naturais, atóxicos e práticos, que possam ser reproduzidos em casa. Entre os ingredientes estão sal, cola, farinha de trigo, quiabo, cebola roxa, chá mate, colorau, areia e outros.

Leia Também:  Dois municípios registram alto risco de contaminação pela Covid-19

A oficina de Estêncil – camisetas ou mural será realizada na sexta-feira (17.01), das 14h às 17h. A técnica consiste na aplicação de um desenho ou ilustração usando tinta. Nesta atividade, o Museu irá focar na criação de estamparia, as crianças irão fazer os desenhos, moldes e confecção da arte nas próprias camisetas ou em mural. A proposta será utilizar fósseis, silhuetas de dinossauros, pinturas e máscaras indígenas como inspiração.

No sábado (18.01) serão realizadas duas oficinas, a de Escultura em Argila e Rosa dos Ventos. Pela manhã, das 9h às 12h, ocorre a atividade com criação de esculturas em formas de dinossauros e artefatos indígenas. No período da tarde, das 14h às 17h, será a oficina de Rosa dos Ventos para confecção de uma bússola caseira e noções sobre pontos cardeais.  

Museu de História Natural Casa Dom Aquino

A Casa Dom Aquino foi construída em 1842 na beira do rio Cuiabá e abriga desde 2006 o Museu de História Natural Casa Dom Aquino, que possui exposição permanente de arqueologia e paleontologia.

Leia Também:  Mato Grosso registra 202.125 casos e 4.846 óbitos por Covid-19

A exposição paleontológica apresenta fósseis de animais da região, organizados cronologicamente, representando a evolução biológica através das Eras geológicas. Fosseis como o do tatu (Pampatherium humboldti) e Preguiça gigante (Eremotherium Iaurillardi), dinossauros (saurópoda), e animais marinhos do período que Chapada dos Guimarães foi mar.

A exposição arqueológica conta a nossa história através de artefatos produzidos pelo homem desde a pré-história até os dias atuais, e uma ala de máscaras sagradas dos povos waurá. Fazem parte da exposição instrumentos do homem caçador-coletor e do homem ceramista, como pontas de lança de pedra lascada, machadinhos de pedra polida e fragmentos de cerâmica. Encontram-se expostos também louças, cerâmicas neo-brasileira, moedas e outros objetos encontrados nos casarões de engenho de Mato Grosso.

O espaço conta também com cafeteria e loja de artesanato.

Serviço:

Horário de funcionamento:  quarta a domingo, das 8h às 18h

Endereço: Avenida Beira Rio, nº 2000, bairro Dom Aquino, Cuiabá (MT).

Informações: (65) 3634-4858 / 3052-8062 / casadomaquinomuseu@gmail.com

Inscrições para a oficina: https://bit.ly/2u2ggJK 

Comentários Facebook

Destaque

Mato Grosso registra 207.747 casos e 4.954 óbitos por Covid-19

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, neste sábado (23.01), 207.747 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 4.954 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 980 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 207.747 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 8.593 estão em isolamento domiciliar e 193.143 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 285 internações em UTIs públicas e 316 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 70,93% para UTIs adulto e em 36% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (45.348), Várzea Grande (13.809), Rondonópolis (13.798), Sinop (10.964), Tangará da Serra (9.129), Sorriso (9.046), Lucas do Rio Verde (8.375), Primavera do Leste (6.345), Cáceres (4.836) e Nova Mutum (4.372).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia Também:  Cuiabá está na série A do Brasileirão após empate entre CSA e Brasil/RS

O documento ainda aponta que um total de 177.488 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 436 amostras em análise laboratorial.

Comentários Facebook
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

POLÍTICA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA