Cuiabá

Programa reinicia atividades no ano de 2020

Publicados

em

O Programa Bom de Bola, Bom de Escola retomou no dia 4 de fevereiro as atividades para o ano de 2020, com o desafio de ampliar o número de vagas ofertadas. Em 2019 foram atendidos 800 alunos, e a procura por vagas não para de crescer, atualmente a lista de espera é de 250 alunos.

Desenvolvido pela Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME), o programa foi retomado pelo prefeito Emanuel Pinheiro com um novo perfil e se transformou numa ferramenta de cidadania, inclusão social, formação, e de resgate da cultura esportiva cuiabana, com o projeto Meu Time, Minha Paixão. Em 2018, no primeiro ano de atividades do programa, foram ofertadas 350 vagas.

O crescimento do Bom de Bola, Bom de Escola tem como base o alcance social do programa. No ano passado Dona Sandra Barbosa, moradora do bairro Coophamil matriculou o filho Luís Felipe de 7 anos na aula de futebol, e agora relata os benefícios. “Houve mudanças na escola e em casa, principalmente na questão disciplinar, eu acho o Bom de Bola, Bom de Escola, de grande valia, espero que mais crianças sejam atendidas”.

Leia Também:  Batalhão de Trânsito alerta ciclistas para uso obrigatório de equipamentos de segurança durante período de queimadas

O Instituto para o Desenvolvimento Econômico, Ambiental, Esportivo e Social de Mato Grosso (IDEAES), é a entidade executora do programa.  Segundo o seu presidente, Mário Márcio Pécora, a grande procura se deve ao trabalho sério que vem sendo desenvolvido.“Nós recebemos do prefeito Emanuel Pinheiro, e do secretário de Educação do Município, Alex Vieira Passos, a missão de transformar o Bom de Bola, Bom de Escola no maior programa esportivo social do Brasil, e estamos nos empenhando nesse sentido. Os resultados obtidos em 2019 e o respaldo dos pais são animadores”, afirmou.

A constante capacitação da equipe de professores e auxiliares também é apontado pelo presidente como um dos diferenciais. “Todo o semestre promovemos cursos para os nossos colaboradores com a intenção de tornar as aulas mais atrativas e prazerosas para os nossos alunos”, disse Pécora.

Sobre a ampliação do programa para 2020, Pécora disse que vem sendo feito um esforço nesse sentido, porém neste momento as vagas existentes são apenas para crianças de 6 a 8 anos. Isso porque os alunos dessa faixa etária que estavam matriculados no programa no ano passado subiram de categoria.

Leia Também:  Oito estão na disputa à Prefeitura de Cuiabá; veja composições

O secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira Passos ao falar sobre o Bom de Bola, Bom de Escola e seus resultados destacou o objetivo da gestão Emanuel Pinheiro, dar instrumentos e possibilidades para que os alunos matriculados na rede pública municipal de Ensino tenham uma formação de qualidade. “Com programas voltados para o fortalecimento emocional, físico e social, estamos investindo cada vez mais na Educação, e promovendo a verdadeira transformação na vida dos nossos alunos”, salientou o secretário Alex Vieira Passo.  

Programa

O Bom de Bola, Bom de Escola atende alunos matriculados nas unidades educacionais da rede pública municipal de Ensino a partir dos 06 até os 14 anos. As atividades envolvem a prática esportiva do futebol e do futsal e são desenvolvidas nos bairros Coophamil, Dom Aquino, Pedra 90 e CPA. Os treinos são realizados de terça a sexta-feira, no contra turno escolar.

Comentários Facebook

Cuiabá

Batalhão de Trânsito alerta ciclistas para uso obrigatório de equipamentos de segurança durante período de queimadas

Publicados

em

Nos últimos meses, policiais do Batalhão de Trânsito Urbano e Rodoviário (BPMTran) identificaram um aumento significativo de ciclistas nas ruas e avenidas de Cuiabá e Várzea, bem como nas rodovias de Mato Grosso.

A unidade especializada da PM alerta os ciclistas para redobrar a atenção ao pedalar e principalmente fazer o uso obrigatório dos equipamentos de segurança, ainda mais neste período de registros de incêndios e fumaça, que prejudicam a visibilidade no trânsito.

De acordo com informações do BPMTran foi constatado que as principais vias e rodovias procuradas pelos ciclistas são as BR 070 (que liga a Cáceres), BR 364 (que liga a serra de São Vicente), MT 040 (Santo Antônio do Leverger) e MT 251 (Chapada dos Guimarães), além das ruas e avenidas de Cuiabá e Várzea Grande.

A PM lembra os ciclistas sobre a obrigatoriedade de utilizar os equipamentos de segurança como a sinalização de luminosos dianteiros, traseiros e laterais e obedecer a sinalização; sempre optando em pedalar em espaços seguros de preferência as ciclofaixas.

O comandante do Batalhão de Trânsito da PM, tenente-coronel Adão César explica que o código de trânsito brasileiro estabelece algumas regras aos condutores de veículos e ciclistas de forma que possam usufruir de espaços comuns com toda segurança.

Leia Também:  Oito estão na disputa à Prefeitura de Cuiabá; veja composições

O militar destaca que as bicicletas têm prioridade sobre os veículos maiores e os que possuem motor, ou seja, o motorista sempre que possível deve conceder a passagem ao ciclista. E tanto o motorista quanto o ciclista devem prezar pela segurança do pedestre, conforme determina o parágrafo 2°, do artigo 29, do CTB.

O tenente-coronel Adão César diz ainda que os ciclistas também devem se atentar às normas básicas de segurança.

“São essenciais os equipamentos de sinalização luminosos dianteiros, traseiros e laterais, sobretudo neste período de fumaça que dificulta a visibilidade dos condutores em observar a sua volta. Não é incomum hoje deparamos com ciclistas disputando espaço com veículos automotivos sem estarem com os sinais luminosos. A segurança deve estar antenada por todos, sejam ciclistas, condutores e pedestres ” ressalta o comandante do BPMTran.

Fonte: PMMT | Foto: Freepik

Comentários Facebook
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

POLÍTICA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA