Cliente reage a assalto e é morto por bandido em Rondonópolis

Fonte: Repórter MT

Um tornozelado armado, de 22 anos, nome não revelado, foi preso durante a noite de domingo (23), acusado de cometer um latrocínio (roubo seguido de morte) dentro de uma panificadora, no bairro Jardim Rui Barbosa, em Rondonópolis (212 km da Capital).

A vítima fatal era um cliente da panificadora de 39 anos, nome não foi divulgado.

O mesmo criminoso, minutos antes, tinha cometido um roubo em uma conveniência da Rua Rio Branco, no mesmo bairro.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada para atender a ocorrência, mas quando chegou ao estabelecimento apenas constatou a morte da vítima, que não resistiu aos ferimentos.

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) compareceu ao estabelecimento, analisou as condições em que o corpo foi encontrado e colheu informações que irão apontar as circunstâncias do crime. Em seguida o cadáver foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para exame de necropsia.

A Polícia Militar (PM) recebeu, por meio do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), a denúncia de que houve um assalto na panificadora e que havia uma vítima baleada no local.

A guarnição pediu apoio às outras equipes da região, que se encaminharam para o endereço, quando no caminho encontraram com o bandido, correndo a pé, identificado conforme as características repassadas pelo Ciosp.

O bandido foi detido e com ele foi apreendido um revólver calibre 38, com duas munições deflagradas, duas picotadas e uma intacta, além de R$ 180 em dinheiro, um relógio, dois maços de cigarro e dois isqueiros. Todos roubados.

A caminho da delegacia, o Ciosp avisou que tinha recebido uma queixa de roubo em uma conveniência na rua debaixo de onde havia acontecido o latrocínio e as características repassadas pelas vítimas batiam com a do tornozelado preso.

Os policiais questionaram o bandido, que confessou que primeiro invadidiu a conveniência, rendeu as vítimas, roubou e fugiu de moto, depois estacionou em frente à panificadora e invadiu o local para cometer o segundo assalto, quando atirou duas vezes contra uma das vítimas, levou dinheiro e os cigarros e fugiu a pé, abandonando a motocicleta.

Após confessar os dois crimes, o bandido foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil, onde foi verificado que a tornozeleira eletrônica estava desligada. Ele foi ouvido pelo delegado de plantão e ficou à disposição da Justiça.

Comentários Facebook