Romoaldo Júnior participa de reunião para tomada de medidas contra o novo coronavírus

Foto: FABLICIO RODRIGUES / ALMT

O deputado Romoaldo Júnior (MDB) participou, na terça-feira (17), da reunião do Colégio de Líderes da Assembleia Legislativa que analisou diversas propostas de medidas preventivas contra o coronavírus, que provoca a Covid-19. No encontro, o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, apresentou números e dados sobre a doença e exibiu medidas preventivas tomadas pelo estado. E também anunciou que o Ministério da Saúde está enviando a Mato Grosso 500 lotes de testes, cada um capaz de fazer 4 exames.

Conforme dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES), equipes de Vigilância Epidemiológica monitoraram, até o momento, um total de 32 ocorrências em Mato Grosso, entretanto sete casos foram descartados e 10 foram excluídos por não preencheram critérios de definição de caso para Covid-19. Os resultados suspeitos foram enviados para laboratório de referência nacional para testagem.

Na avaliação de Romoaldo Júnior, as medidas adotadas pelo governo estadual até o momento estão sendo proativas. Diante disso, ele argumentou sobre o Decreto nº 407, de 16 de março de 2020, assinado pelo governador Mauro Mendes, que dispõe sobre medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus.  Entre as medidas, estão a suspensão das aulas na rede estadual, redução de visitas nos presídios e criação de um gabinete para atuar no combate à Covid-19.

“O governador Mauro Mendes está agindo bem. Fez o decreto de enfrentamento ao vírus, instituiu um Comitê Estratégico Operacional para tratar, exclusivamente, de questões ligadas ao coronavírus. A situação é muito séria, as pessoas devem ter cuidado com as fake news e realmente se precaverem. Procure cumprir tudo o que as autoridades do governo estão orientando porque estamos atravessando um período crítico”, conscientizou o parlamentar ao ressaltar que a população é a melhor parceira na disseminação das políticas públicas implantadas pelas autoridades.

Entenda o que o decreto muda para os servidores do governo de MT:

Foram suspendidas as atividades de capacitação, de treinamento ou de eventos coletivos realizados pelos órgãos ou entidades da administração pública estadual direta e indireta que impliquem em aglomeração de pessoas. Também estão suspensos acontecimentos acima de 200 pessoas em ambientes fechados.

O decreto também suspendeu a participação de servidores ou empregados de empresas públicas em eventos internacionais e interestaduais. O Gabinete de Situação irá autorizar o deslocamento somente em caso de extrema necessidade.

Para os servidores da educação estadual, as aulas foram suspensas a partir do dia 23 de março até o dia 5 de abril. Esse período é a título de antecipação do recesso.

Comentários Facebook