Cuiabá

1º paciente com coronavírus de MT deixa hospital

Publicados

em

Fonte: Repórter MT

O paciente número um para coronavírus em MT, diretor de uma fábrica de refrigerantes, deixou o hospital Santa Rosa nesta terça (24), está em casa e passa bem. Segundo fontes da coluna, ele passou por nova tomografia nesta segunda (23) e ficou constatada a diminuição das manchas detectadas no pulmão no exame de sábado (21).

Ele foi reinternado no sábado e foi tratado, desde então com medicamento para malária, (cloroquina com azitromicina). Segundo os estudos divulgados a cloroquina alteraria o Ph de vesículas que estão no interior das células. Isso prejudica a produção de partículas que um vírus precisa para se multiplicar. Assim, ele acaba não se reproduzindo e a infecção é controlada. Já a azitromicina, mataria o vírus.

Os médicos dizem, porém, que não se pode atribuir, ainda, a melhora do paciente ao medicamento. Por outro lado, também não se pode dizer o contrário. O diretor de fábrica, agora, continuará o tratamento com os medicamentos em casa.

Conforme a coluna antecipou, a família (mulher e filho) do infectado, apesar da convivência, não está contaminada e pode ter adquirido imunidade ao coronavírus.

Leia Também:  Republicanos oficializa candidatura de Luizão a prefeito de Rondonópolis nesta quarta-feira (16)

O paciente havia sido internado no dia 16 de março após chegar de viagem da Inglaterra. Ele estava em isolamento domiciliar, segundo boletim da Secretaria de Saúde de MT. O que foi boa notícia (leia aqui), quando recebeu alta na ultima quinta (19), se tornou motivo de grande aflição dois dias depois, quando apresentou febre e manchas no pulmão. Hoje, a família voltou a sentir alívio e a esperança, inclusive do próprio Ministério da Saúde, é que os estudos com a cloroquina associada com azitromicina, realmente tenham os resultados de cura da enfermidade.

Testes suspensos

Hospital Santa Rosa suspendeu a realização de testes do novo coronavírus diante da alta demanda e do abastecimento insuficiente de reagentes. Por meio de nota, o hospital afirmou que somente pacientes em estado grave e internados é que serão submetidos ao teste.

Casos reconhecidos

Além deste paciente liberado, a Seceraria Estadual de Saúde reconhece mais cinco casos conforme testes realizados pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT), há outros 6 casos em MT. O estado reconheceu nesta terça (24), a transmissão comunitária do novo coronavírus (Covid-19), ou seja, as autoridades de saúde não conseguem mais rastrear a origem da contaminação.

Leia Também:  Gefron apreende mais de 250 quilos de drogas em Porto Esperidião

Boletim divulgado pelo secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, aponta sete casos confirmados nesta terça-feira, sendo que dois deles foram com contaminação comunitária, um em Nova Monte Verde e outro em Cuiabá.

O último é de uma mulher de 32 anos de Nova Monte Verde, além dos cinco em Cuiabá e mais um em Várzea Grande, informados ontem. O Estado ainda investiga mais 269 casos, sendo que 13 pessoas estão internadas. Dos casos confirmados, apenas um paciente está internado, mas o secretário de Saúde afirma que não há complicações. Cuiabá tem o maior número de casos suspeitos, totalizando 42. Em seguida aparecem Várzea Grande (29), Rondonópolis (27), Sinop (22) e Tangará da Serra (16).

Comentários Facebook

Cuiabá

Batalhão de Trânsito alerta ciclistas para uso obrigatório de equipamentos de segurança durante período de queimadas

Publicados

em

Nos últimos meses, policiais do Batalhão de Trânsito Urbano e Rodoviário (BPMTran) identificaram um aumento significativo de ciclistas nas ruas e avenidas de Cuiabá e Várzea, bem como nas rodovias de Mato Grosso.

A unidade especializada da PM alerta os ciclistas para redobrar a atenção ao pedalar e principalmente fazer o uso obrigatório dos equipamentos de segurança, ainda mais neste período de registros de incêndios e fumaça, que prejudicam a visibilidade no trânsito.

De acordo com informações do BPMTran foi constatado que as principais vias e rodovias procuradas pelos ciclistas são as BR 070 (que liga a Cáceres), BR 364 (que liga a serra de São Vicente), MT 040 (Santo Antônio do Leverger) e MT 251 (Chapada dos Guimarães), além das ruas e avenidas de Cuiabá e Várzea Grande.

A PM lembra os ciclistas sobre a obrigatoriedade de utilizar os equipamentos de segurança como a sinalização de luminosos dianteiros, traseiros e laterais e obedecer a sinalização; sempre optando em pedalar em espaços seguros de preferência as ciclofaixas.

O comandante do Batalhão de Trânsito da PM, tenente-coronel Adão César explica que o código de trânsito brasileiro estabelece algumas regras aos condutores de veículos e ciclistas de forma que possam usufruir de espaços comuns com toda segurança.

Leia Também:  Polícia Civil deflagra operação para desarticular grupo criminoso no Médio Araguaia

O militar destaca que as bicicletas têm prioridade sobre os veículos maiores e os que possuem motor, ou seja, o motorista sempre que possível deve conceder a passagem ao ciclista. E tanto o motorista quanto o ciclista devem prezar pela segurança do pedestre, conforme determina o parágrafo 2°, do artigo 29, do CTB.

O tenente-coronel Adão César diz ainda que os ciclistas também devem se atentar às normas básicas de segurança.

“São essenciais os equipamentos de sinalização luminosos dianteiros, traseiros e laterais, sobretudo neste período de fumaça que dificulta a visibilidade dos condutores em observar a sua volta. Não é incomum hoje deparamos com ciclistas disputando espaço com veículos automotivos sem estarem com os sinais luminosos. A segurança deve estar antenada por todos, sejam ciclistas, condutores e pedestres ” ressalta o comandante do BPMTran.

Fonte: PMMT | Foto: Freepik

Comentários Facebook
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

POLÍTICA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA