Quinta-feira (02): Mato Grosso registra 41 pacientes confirmados de COVID-19

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quinta-feira (02.04), 41 casos confirmados de coronavírus em Mato Grosso. Um aumento de 13 casos, desde a divulgação da Nota Informativa de quarta-feira (01.04).

Os casos confirmados estão em Cuiabá (25), Rondonópolis (5), Nova Monte Verde (1), Tangará da Serra (2), Sinop (3), Lucas do Rio Verde (1) e Várzea Grande (4). Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada pela SES (anexada a este texto).

Dos 41 casos confirmados da COVID-19 em Mato Grosso, 27 estão em isolamento domiciliar e 14 estão hospitalizados, sendo 9 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 5 em enfermarias.

A Nota Informativa com dados atualizados é divulgada diariamente a partir das 17h. A coletiva de imprensa virtual com o secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, transmitida pelo Instagram e Facebook do Governo do Estado, vai ocorrer, a partir desta sexta-feira (03.04), às 8h30 das segundas, quartas e sextas-feiras.

Cenário nacional

Nesta quinta-feira, o Governo Federal confirmou 7.910 casos de COVID-19 no Brasil e 299 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, divulgado pelo Ministério da Saúde, na quarta-feira (01.04), o país contabilizava 240 mortes e 6.836 casos confirmados de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção).

Comentários Facebook