Cuiabá recebe novos respiradores e passará a contar com 135 UTIs para Covid-19

Assessoria

A Prefeitura de Cuiabá abrirá, nos próximos dias, mais 40 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Municipal de Referência para tratamento de pacientes diagnosticados com o novo coronavírus (Covid-19). Dessa forma, a Capital salta dos 95 leitos atuais para 135. 

Além disso, outros 10 respirados serão encaminhados para fortalecer a estrutura das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Policlínicas, atendendo pacientes moderados para impedir o agravamento dos quadros e internação em UTI. Esses 10 fazem parte de uma contrapartida do Governo do Estado, acordado no início deste mês. 

Nesta segunda-feira (29), o prefeito Emanuel Pinheiro consegui para a Capital mais 20 respiradores que serão destinados para o Hospital de Referência. Os equipamentos foram conquistados via interlocução do deputado federal Emanuel Pinheiro Neto no Ministério da Saúde. No início deste mês, o parlamentar já havia trazido para Cuiabá outros 20 respiradores, resultando agora em um total de 40.

“O deputado já tinha conseguido e entregue 20 respiradores para UTIs e, agora, está trazendo mais 20. Isso possibilitará que nossa Capital amplifique o atendimento para salvar vidas da população mato-grossense. Vinte leitos vamos entregar nesse semana, dependemos apenas da chegada das bombas de infusão. Os outro 20, também estarão em funcionamento o mais breve possível”, explica o prefeito.  

Atualmente, os 95 leitos de UTIs para tratamento exclusivo de pacientes com Covid-19 estão distribuídos entre o Hospital de Referência (antigo Pronto Socorro) e Hospital São Benedito. No primeiro, foram instalados, até o momento, 55 leitos. Já no segundo, o número chega a 40. Os novos respiradores foram para o Centro de Distribuição do Município, para ser patrimoniados, seguindo o protocolo de segurança. 

“Sabemos que o sistema de saúde da Capital é o responsável por atender um demanda que abrange todo estado de Mato Grosso. Por isso, buscamos dar nossa parcela de contribuição, principalmente em um momento que exige a união de todos. Nos colocamos à disposição para continuar ajudando a população naquilo que for necessário”, comenta o deputado federal Emanuel Pinheiro Neto. 

O secretário municipal de Saúde Luiz Antônio Possas de Carvalho, destaca que, além das unidades de saúde terciária (Hospital de Referência e Hospital São Benedito, o Município também está se dedicando para equipar as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e Policlínicas, que compõem a rede de saúde secundária. Segundo ele, com essa medida, é possível evitar que o estado de saúde dos pacientes se agravem na espera por uma UTI. 

“Com os equipamentos recebidos do Estado, vamos reforçar a atenção secundária, evitando que as pessoas sejam transferidas já em estado gravíssimo para as unidades terciárias. Com essa estabilização, já nas UPAs e Policlínicas, talvez não seja necessário fazer a transferência para a UTI. Dá para reforçar o sistema imunológico da pessoa, melhorar a oxigenação e fazer com que o caso não progrida para a UTI”, pontua Possas.

Comentários Facebook