Criatividade e bom humor são as principais ferramentas de contato com os idosos assistidos pelos CCIs

Luiz Alves

Os coordenadores dos Centros de Convivência de Idosos (CCIs) têm utilizado estratégias lúdicas para despertar a atenção dos idosos atendidos pela rede municipal de assistência. Por meio da técnica, os profissionais conseguem abordar, de forma mais atrativa, a importância do isolamento social como prevenção ao novo coronavírus. Os conteúdos sobre cuidados e sintomas são repassados ao público em vídeos. 

“De forma espontânea, valorizando a nossa cultura e o fortalecimento do vínculo familiar, propomos provocar o feedback dos idosos”, disse o coordenador do Centro de Convivência de Idosos João Guerreiro, Diego da Silva.

Já na unidade do bairro Porto, o CCI Padre Firmo, acompanhando a onda do Tik Tok, está incentivando a prática de atividades físicas e cuidados com saúde, utilizando-se da dança. “Estamos trabalhando para acompanhar o dia a dia dos nossos idosos, para que todo auxílio necessário seja ofertado nesse momento”, contou a coordenadora Fabiane Brito.

Os mais de 2 mil idosos assistidos pele rede de atendimentos ofertados pelos Centros de Convivência dos Idosos (CCI’S), estão recebendo atenção diferenciada, desde início da adoção de medidas de enfrentamento à Covid-19. O trabalho é coordenado pela Secretaria de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa Com Deficiência, que orientou cada coordenador e equipe técnica a elabora medidas alternativas de atendimento para monitoramento diário dos idosos.

Apesar das atividades coletivas presenciais terem sido suspensas e as unidades ficarem fechadas em cumprimento ao decreto municipal 7.849/2020 sancionado pelo prefeito Emanuel Pinheiro na última sexta-feira (20), os idosos continuam recebendo atenção.

A criação de grupos de WattsApp, também foi uma das alternativas encontradas para manter o contato direto com os usuários. Com o aplicativo, é possível ter um canal de envio de orientações, esclarecimentos de dúvidas e saber sobre o estado de saúde de cada assistido. As equipes estão fazendo plantões de trabalho para oferecer essa assistência a população da terceira idade.

Além disso, para dar continuidade aos tratamentos de saúde, as receitas médicas e ou medicamentos de uso contínuo, são entregues nas residências dos idosos. Vídeos com exercícios físicos, também são enviados para os idosos, bem como a distribuição de cestas básicas, cobertores, máscaras de proteção e álcool gel.

“Como a principal recomendação é evitar a aglomeração de pessoas, a utilização do serviço digital de mensagens instantâneas foi a melhor saída. Diariamente temos notícias dos idosos. Até o momento, nenhum caso registrado que precisou de encaminhamento para a rede básica de saúde. Os idosos estão obedecendo as regras de prevenção e contágio do coronavírus e estão ficando em casa”, disse a coordenadora de Atenção Básica, Eva Nelson.

Além das quatro unidades dos Centros de Convivência de Idosos, os assistidos pelos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) também estão recebendo a mesma forma de atendimento, via wattsapp ou por meio de contato telefônico. As atividades coletivas e em grupos estão suspensas em cumprimento ao decreto municipal 7.849/2020 sancionado pelo prefeito Emanuel Pinheiro, no dia 20 de março.

 

Comentários Facebook