Baixada Cuiabana

Sem habilitação e dirigindo na contramão homem oferece dinheiro a policiais para não ser levado à delegacia

Publicados

em

Policiais militares do 10º Batalhão conduziram à delegacia na madrugada desta quarta-feira (16.09) um homem por corrupção ativa, dirigir alcoolizado e sem habitação, além disso, ele utilizava drogas no bairro Cidade Alta, na capital.

A equipe realizava ronda pela região quando viu um carro na contramão. Devido à situação, foi solicitada ordem de parada, obedecida. O homem estava em visível estado de embriaguez e não autorizou o teste de bafômetro. Ele carregava uma porção de cocaína,

Dentro do carro os policiais encontraram latas de cervejas vazias e o homem disse que não tinha habilitação.

Durante sua condução até a viatura e no trajeto até a delegacia, o homem ofereceu aos policiais R$ 1 mil para ser liberado.

Comentários Facebook
Leia Também:  Polícia Civil e Procon Municipal apuram aumento de preços em materiais de construção na Capital

Baixada Cuiabana

Polícia Civil e Procon Municipal apuram aumento de preços em materiais de construção na Capital

Publicados

em

Uma ação conjunta da Polícia Civil, através da Delegacia Especializada de Consumidor (Decon), em parceria com o Procon Municipal realizou na manhã desta terça-feira (22.09), a fiscalização em três lojas de materiais de construção com o objetivo de verificar possível prática de aumento de preços abusivos.

Durante os trabalhos foi realizada a fiscalização dos preços de produtos essenciais relacionados a obras de construção, como cimento, tijolo, ferro e que tiveram aumento de preço significativo nos últimos meses.

Conforme o delegado da Decon, Rogério Ferreira, o disparo no preço de insumos no período de pandemia, onerou a construção civil, porém a ação conjunta visa identificar eventuais pessoas e empresas que possam estar se aproveitando da situação de crise para aumentar suas margens de lucro.

“A ação é semelhando a da semana passada em que realizamos a fiscalização do aumento de preços de produtos da cesta básica. Nesse tipo de caso, em sofre são os consumidores sob a alegação de que se trata apenas de um movimento natural do mercado, ocasionado pela pandemia.”, explica o delegado.

Leia Também:  Zé do Pátio testa positivo para Covid-19; sintomas são leves

Desde o início da pandemia causada pelo coronavírus, a Polícia Civil e os Procons Municipal e Estadual estão realizando diversas ações integradas, para coibir e reprimir o aumento abusivo no preço de produtos, como o álcool em gel 70º INPM e a ivermectina, resultando na abertura de dezenas de procedimentos investigatórios preliminares e a responsabilização administrativa e criminal de empresários que tentaram se aproveitar da situação de desabastecimento.

Comentários Facebook
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

POLÍTICA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA