Destaque

Escolas Militares Tiradentes oferecem 499 novas vagas em Mato Grosso

As Escolas Estaduais Militares Tiradentes de Cuiabá, Rondonópolis, Nova Mutum, Sorriso, Lucas do Rio Verde, Juara e Confresa estão com as inscrições abertas para o processo seletivo 2021. As sete escolas juntas oferecem 499 vagas para novos alunos em séries do ensino fundamental e ensino médio.

O processo seletivo com provas objetivas de caráter eliminatório e classificatório, foi elaborado com fundamento nos programas oficiais de ensino referente a cada série/ciclos cursados. As provas terão 20 questões de múltipla escolha, sendo 10 de Língua Portuguesa e 10 de Matemática.

A inscrição para o teste seletivo será realizada na própria escola pelos pais ou responsável legal do candidato. É necessário apresentar: cópia do RG ou certidão de nascimento do candidato, duas fotos 3×4 recentes, atestado de escolaridade, cópia do RG do pai/mãe, se dependente de militar deverá comprovar a dependência.

A novidade nesse processo seletivo está relacionada aos cuidados junto aos procedimentos e medidas de segurança de prevenção ao coronavírus. O uso de máscara será obrigatório, conforme Lei Estadual nº 11.110, de 22 de abril de 2020.

Os locais de prova estarão devidamente higienizados e sanitizados. Haverá distanciamento mínimo de 1,5 metros entre os assentos dos candidatos. Será disponibilizado álcool em gel logo no acesso, para desinfecção das mãos, objetos e demais materiais de uso permitido, além da inspeção da temperatura corporal logo quando do ingresso do candidato. As portas e janelas serão mantidas abertas durante toda a aplicação do processo seletivo.

Para o coordenador Estadual das Escolas Tiradentes, tenente-coronel André Wilian Dorileo, a Polícia Militar reitera seu compromisso com a sociedade mato-grossense em mais um projeto de sucesso.

Leia Também:  Todos os municípios de Mato Grosso continuam com risco baixo de contaminação da Covid-19

“As Escolas Estaduais da Polícia Militar Tiradentes continuarão contribuindo com a educação de milhares de alunos que têm demonstrado interesse em estudar em nossas escolas. Nos dedicamos e não mediremos esforços para a manutenção de um ensino excelência destacando a hierarquia, disciplina, respeito aos professores, à família e valores defendidos por nossa instituição”, destacou.

Cuiabá

As inscrições para a Escola Estadual da Policia Militar Tiradentes, em Cuiabá, será no período de 23.11 a 26.11. O horário de atendimento na escola é das 7h às 12h, de 2ª a 5ª feira, na Escola Estadual da Polícia Militar Tiradentes, na Avenida Osasco, 765, Bairro CPA-I. A prova será realizada no dia 15 de janeiro de 2021.

Nova Mutum

Já para a Escola Estadual Tiradentes Cel PM Celso Henrique Souza Barbosa, em Nova Mutum (264 km de Cuiabá) os candidatos podem se inscrever de 16.11 a 26.11, das 7h30 às 17h30, de 2ª a 6ª feira, com exceções dos feriados e pontos facultativos, de forma presencial na secretaria da Escola – Rua dos Cedros, 884 N, Jardim 1. O dia da prova será divulgado em edital complementar a ser publicado no mural da escola e via endereços eletrônicos.

Sorriso

Na Tiradentes Cabo PM Antônio Dilceu da Silva Amaral, em Sorriso (398 km de Cuiabá), as inscrições será de 23.11 a 27.11, via formulário eletrônico pelo link https://forms.gle/wyyYri1ixqzpTRzg7. Atendimento ao público das 8h às 18h de segunda a sexta-feira, com exceção dos feriados e pontos facultativos, na Avenida Noêmia Tonello Dalmolin, nº 2499, Edifício Unic, Bairro Parque Universitário. A prova será dia 06 de Dezembro.

Leia Também:  Obras da Avenida Poguba já estão 60% concluídas afirma a Sinfra

Rondonópolis

Na Escola Estadual Tiradentes Major PM Ernestino Veríssimo da Silva, em Rondonópolis (212 km de Cuiabá) as inscrições serão de 16.11 a 07.12, no horário das 7h às 11h e das 13h às 17h, de segunda-feira a sexta-feira, com exceção dos feriados e pontos facultativos, na sede da unidade na Rua Juriti, n.º 3227, no Bairro Parque Universitário. A prova será dia 13 de Dezembro.

Confresa

Na Tiradentes Cabo PM José Martins de Moura, em Confresa (a 738 km de Cuiabá), as inscrições serão abertas nesta quarta-feira (18.11) e segue até dia 25.11. no horário das 08h30 às 14h30, de 2ª a 6ª feira, com exceções dos feriados e pontos facultativos na secretaria da unidade. Rua Tapirapé, Esq. Rua Aloísio Babinsk, s/nº, Residencial Babinsk. O dia da prova será divulgado em edital complementar a ser publicado no mural da escola e via endereços eletrônicos.

Lucas do Rio Verde

Na Tiradentes Soldado PM Adriana Morais Ramos, em Lucas do Rio Verde (a 354 km de Cuiabá), as inscrições serão de 23 a 27.11, das 07h às 11h e das 13h às 17h, de2ª a 6ª feira, na secretaria da escola, na Avenida Bahia,701E, Rio Verde. A prova será dia 12 de Dezembro.

Juara

Na Tiradentes Cabo Israel Wesley Prado de Almeida, em Juara (a 709 km de Cuiabá), a inscrição vai de 16.11 a 30.11, das 7h às 17h , de segunda-feira à sexta-feira, com exceção dos feriados, na secretaria da escola, na Rua Bauru 1067 S, Jardim Primavera. A prova será dia 04 de Dezembro.

Comentários Facebook

Destaque

Sefaz realiza ação para apurar fraudes após denúncia de consumidores

A Secretaria de Estado da Fazenda de Mato Grosso deflagrou na manhã desta terça-feira (01.12), a Operação Contingência I. O objetivo principal da operação é dissuadir os contribuintes que sonegam impostos, prática que gera grandes prejuízos à sociedade e desequilíbrio na concorrência.

Foram alvos nesta primeira fase cinco estabelecimentos de uma rede de supermercados estabelecida em Cuiabá e Várzea Grande, além do escritório de contabilidade responsável pelo contribuinte. No decorrer desta semana a operação vai prosseguir em outras redes onde houve denúncia de não emissão de documentos fiscais.

A Operação Contingência I é resultado das investigações realizadas pelas unidades de inteligência e fiscalização da Secretaria Adjunta da Receita Pública e tiveram início partir da análise das reclamações apresentadas pelos cidadãos por meio do aplicativo móvel do Programa Nota MT.

O objetivo principal da operação é dissuadir todos os contribuintes de empregarem tal prática sonegatória, que gera grandes prejuízos à sociedade e o danoso desequilíbrio concorrencial no segmento.

Destacaram-se, entre os motivos de reclamação, as denúncias de estabelecimentos que forneciam a nota fiscal “em contingência”, mas que essa compra não se revertia em cupons para sorteio no Programa. Essa prática, quando confirmada, materializa que o contribuinte deixou de solicitar à Sefaz a autorização de notas fiscais (NFC-e), acarretando redução do montante do ICMS devido.

Leia Também:  Homem é assassinado com facadas no peito em posto de combustível

Todos os elementos levantados pela Secretaria de Fazenda, indicam o uso de software nos pontos de vendas. Portanto possuem mecanismo para filtrar quais as notas deverão ou não ser transmitidas e fazer a manipulação do faturamento, que é apresentado para Sefaz. “Nesse momento ainda não é possível atestar que isto esteja sendo utilizado por mais empresas, mais é muito sugestivo o fato de usar software comercial muito conhecido”, explicou Rafael Veira, da Superintendência de Controle e Monitoramento da Sefaz (Sucom), que comandou a operação.

“Neste primeiro momento foi levado ao conhecimento da empresa, a relação de todos os documentos, que a gente apurou, como não transmitidos a Sefaz, e concedemos para ela, dentro da política da Secretaria de Fazenda, a possibilidade da regularização em um período muito curto, de fazer a transmissão destes documentos, a apuração do imposto devido e o recolhimento. No caso da empresa não reconhecer os fatos levantados, serão aplicadas multas e penalidades, pela não transmissão destes documentos e sonegação”, disse também Rafael Vieira.

Leia Também:  Motoristas devem ficar atentos aos prazos para renovação da CNH

A Sefaz espera que a Operação Contingência I estimule os contribuintes irregulares a promoverem a autorregularização, por meio da solicitação de autorização dos documentos fiscais emitidos em contingência, da retificação das EFDs e recolhimento dos tributos que vierem a serem apurados.

Programa Nota MT

Essa não é a primeira ação fiscal que a Sefaz/MT realiza com base em reclamações realizadas por consumidores através do Programa Nota MT. Em dezembro de 2019, a Superintendência de Fiscalização deflagrou Operação Máquina Fantasma, que tinha como alvo 300 estabelecimentos alvos de denúncias por não emissão de documentos fiscais. Os resultados foram extremamente positivos, com incremento no montante de tributos recolhidos e redução das reclamações.

Comentários Facebook
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

POLÍTICA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA