Destaque

Feirante reage a assalto e é morto a tiros na frente da esposa

O feirante Idomar Dias Vieira, de 68 anos, foi assassinado no momento em que chegava para trabalhar, na madrugada deste sábado (9), em Primavera do Leste (231 km da Capital).

A vítima foi alvo de um latrocínio.

Consta na ocorrência que, a vítima e sua esposa chegaram na feira Municipal, e ao descer da caminhonete foram abordados por dois bandidos em bicicletas.

O feirante reagiu e acabou sendo baleado pelos criminosos.

Durante o roubo, um dos assassinos também foi baleado, sendo atingido no pescoço.

O trabalhador morreu no local.

Os bandidos fugiram.

O que ficou ferido procurou ajuda em um cemitério.

Segundo a testemunha, o assassino chegou gritando por socorro e logo perdeu os sentidos.

Ele removeu a arma de perto dele e escondeu em um vaso de plantas.

Em seguida, acionou o socorro.

A Polícia Militar (PM) foi até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), e foi informado que o estado de saúde do bandido é grave.

A arma foi apreendida e entregue na Delegacia de Polícia.

O comparsa segue foragido.

Fonte: Maju Souza – Repórter MT

Comentários Facebook
Leia Também:  CNI: faturamento da indústria cai pela primeira vez em sete meses

Destaque

Polícia recebe novas informações e checa possível paradeiro do menino Samuel

A Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM) de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá) realizou nesta semana diligência para averiguar mais uma informação sobre o possível paradeiro do garoto Samuel Victor Carvalho, desaparecido desde outubro de 2019.

A partir de informações recebidas de Campo Grande (MS), a equipe da DEDM de Rondonópolis passou a apurar os fatos e solicitou apoio da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, que realizou diligências in loco para a verificação do endereço levantado.

No entanto, após a checagem, foi constatado que a informação não procedia e não se tratava do menino desaparecido em Rondonópolis.

A Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Rondonópolis informa que o inquérito policial sobre o caso continua em andamento. Nas investigações foram ouvidas diversas testemunhas sobre os fatos, incluindo vizinhos, familiares, conhecidos da igreja que a vítima frequentava, profissionais da escola onde o menor estudava.

Também foram realizadas medidas de Polícia Judiciária na tentativa de esclarecer os fatos, contudo até o presente momento não existem indícios da prática de outros crimes, portanto, a Delegacia da Mulher continua trabalhando com a hipótese de desaparecimento.

Leia Também:  Incidência de pedras nos rins aumenta 30% no verão, alertam médicos

Todas as informações e denúncias em relação ao caso que chegam à delegacia são investigadas e checadas.

A Polícia Civil continua trabalhando no caso e conta com apoio da população com novas informações que possam auxiliar nas investigações. As denúncias podem ser feitas através do 197, ou pelo 66) 3423-1754 e através whatsapp (66) 9 9937-5462.

Comentários Facebook
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

POLÍTICA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA