Destaque

Rede varejista vai investir R$ 100 Milhões na construção de mais uma loja na cidade na região da Vila Operária

O Gerente de Departamento Industrial e Comercial da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Social de Rondonópolis, Hermes Antônio Moriggi, intermediou uma reunião entre representantes do Grupo Pão de Açúcar/Rede Assaí Atacadista e o prefeito Zé Carlos do Pátio, na tarde desta terça-feira (12), no Gabinete do Paço Municipal, onde a empresa comunicou e anunciou investimentos da ordem de R$ 100 Milhões, na construção de mais uma loja do hipermercado em Rondonópolis.

A nova unidade Assaí, que atua no “sistema atacado autosserviço”, também como conhecido como atacarejo, será a 2ª loja aberta no município, e vai ocupar uma área de 49 mil m2, nos altos da Avenida Bandeirantes (lado esquerdo, sentido Centro-Bairro), região da grande Vila Operária, destacando-se como a maior loja do Estado de Mato Grosso.

Conforme informações repassadas por Marco Antônio, representante da construtora do Grupo Pão de Açúcar, responsável pela obra, a nova unidade vai dispor de 14,5 mil m2 de área construída e deverá gerar cerca de 500 empregos diretos após a conclusão, que está estimada ainda para este primeiro semestre.

Leia Também:  Multas de trânsito podem ser pagas com até 40% de desconto em aplicativo

Para o prefeito, uma nova unidade do Grupo Pão de Açúcar/Assaí na cidade, é motivo de muita alegria, e um reconhecimento ao grande potencial econômico que a cidade tem, bem como a grande capacidade de consumo de sua população.

“Nós nos sentimos felizes com a construção de mais essa unidade, pois ela vem alavancar ainda mais a nossa economia, gerando emprego e renda e, oportunidades de preços acessíveis à nossa população trabalhadora. Hoje, nós somos a segunda economia do estado, e o Assaí, ao investir na região da Vila Operária, também reconhece a força econômica dessa região da cidade, que possui uma arrecadação correspondente à sexta maior economia do estado”, revelou.

Conforme o representante do Assaí, a construção que vai ocupar uma área total de 49 mil m2, deverá ser iniciada nas próximas semanas. O prazo de construção é de aproximadamente quatro meses, devendo estar concluída e inaugurada ainda nesse primeiro semestre.

No total, serão 14,5 mil m2 de área edificada, entre instalações administrativas, loja, depósitos, estacionamento, etc., que vão gerar entre 120 e 140 empregos diretos na fase de construção; e, cerca de 500 empregos diretos, depois de concluída.

Leia Também:  Dois municípios registram alto risco de contaminação pela Covid-19

Na verdade, o Grupo Pão de Açúcar/Assaí investe em Rondonópolis desde 2013, quando construiu a sua 1ª loja na avenida Presidente Médici, a um custo de investimentos da ordem de R$ 50 milhões na época.

Agora esse investimento foi duplicado e a cidade vai ganhar a maior loja da rede em Mato Grosso. É preciso dizer ainda que, além de Rondonópolis, o Assaí está presente com lojas em Sinop, Várzea Grande e na capital Cuiabá.

Fonte: Ailton Lima | Foto: Wheverton Barros – Gabinete de Comunicação

Comentários Facebook

Destaque

Polícia recebe novas informações e checa possível paradeiro do menino Samuel

A Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM) de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá) realizou nesta semana diligência para averiguar mais uma informação sobre o possível paradeiro do garoto Samuel Victor Carvalho, desaparecido desde outubro de 2019.

A partir de informações recebidas de Campo Grande (MS), a equipe da DEDM de Rondonópolis passou a apurar os fatos e solicitou apoio da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, que realizou diligências in loco para a verificação do endereço levantado.

No entanto, após a checagem, foi constatado que a informação não procedia e não se tratava do menino desaparecido em Rondonópolis.

A Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Rondonópolis informa que o inquérito policial sobre o caso continua em andamento. Nas investigações foram ouvidas diversas testemunhas sobre os fatos, incluindo vizinhos, familiares, conhecidos da igreja que a vítima frequentava, profissionais da escola onde o menor estudava.

Também foram realizadas medidas de Polícia Judiciária na tentativa de esclarecer os fatos, contudo até o presente momento não existem indícios da prática de outros crimes, portanto, a Delegacia da Mulher continua trabalhando com a hipótese de desaparecimento.

Leia Também:  Mato Grosso tem primeira indígena vacinada contra a Covid-19

Todas as informações e denúncias em relação ao caso que chegam à delegacia são investigadas e checadas.

A Polícia Civil continua trabalhando no caso e conta com apoio da população com novas informações que possam auxiliar nas investigações. As denúncias podem ser feitas através do 197, ou pelo 66) 3423-1754 e através whatsapp (66) 9 9937-5462.

Comentários Facebook
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

POLÍTICA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA