Destaque

Sefaz alerta empresários sobre golpe de venda de mercadorias apreendidas

A Coordenadoria de Mercadorias Aprendidas (CMAP), da Secretaria de Fazenda está fazendo um alerta à comerciantes e à sociedade mato-grossense sobre supostas vendas de mercadorias apreendidas por parte do órgão. Recentemente um empresário de Sinop (500 kms ao Norte de Cuiabá) foi vítima de um golpe, quando dois criminosos, dizendo-se servidores, lhe venderam 2,6 mil caixas de cerveja, supostamente apreendidas pela Sefaz.

A CMAP somente realiza leilão, ou procedimento de liberação de mercadorias mediante processo formal, com recolhimento via documento de arrecadação, ou doações à entidades filantrópicas também por meio de processos.

A Sefaz não realiza venda direta, como salienta o coordenador de Mercadorias Apreendidas (CMAP) Erivaldo Júnior. “Sempre que houver necessidade de se alienar mercadoria apreendida, será feita mediante concorrência pública na modalidade Leilão”, menciona o coordenador.

Referente a mercadorias com prazo de validade curto no caso a vencer, existe um protocolo a ser seguido pela Secretaria de Fazenda. Além disso, os leilões são divulgados no site da Sefaz.

Leia Também:  Detran-MT suspende CNH de 3 mil motoristas infratores

O golpe

Um empresário da cidade de Sinop (500 km ao norte de Cuiabá) caiu recentemente em um golpe praticado por estelionatários e perdeu R$ 90 mil após comprar 2,6 mil caixas de cerveja. Um dos criminosos disse que era diretor da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz) e entrou em contato com a vítima.

O homem disse que tinha um lote de cervejas que haviam sido apreendidas, mas que estavam disponíveis para venda. A venda estaria autorizada porque as bebidas estariam próximas da data de vencimento. O suposto diretor da Sefaz então disse que, normalmente, o valor do lote das cervejas custaria R$ 130 mil, mas que poderia vender mais barato.

Os fatos ocorridos na cidade são objeto de investigação interna pelas unidades competentes e também pela Polícia Judiciária Civil (PJC-MT).

A Secretaria de Fazenda permanece à disposição para quaisquer esclarecimento e informações.

Comentários Facebook

Destaque

Polícia recebe novas informações e checa possível paradeiro do menino Samuel

A Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM) de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá) realizou nesta semana diligência para averiguar mais uma informação sobre o possível paradeiro do garoto Samuel Victor Carvalho, desaparecido desde outubro de 2019.

A partir de informações recebidas de Campo Grande (MS), a equipe da DEDM de Rondonópolis passou a apurar os fatos e solicitou apoio da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, que realizou diligências in loco para a verificação do endereço levantado.

No entanto, após a checagem, foi constatado que a informação não procedia e não se tratava do menino desaparecido em Rondonópolis.

A Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Rondonópolis informa que o inquérito policial sobre o caso continua em andamento. Nas investigações foram ouvidas diversas testemunhas sobre os fatos, incluindo vizinhos, familiares, conhecidos da igreja que a vítima frequentava, profissionais da escola onde o menor estudava.

Também foram realizadas medidas de Polícia Judiciária na tentativa de esclarecer os fatos, contudo até o presente momento não existem indícios da prática de outros crimes, portanto, a Delegacia da Mulher continua trabalhando com a hipótese de desaparecimento.

Leia Também:  Primeira-dama beneficia mais de 900 famílias com doações de cestas básicas e cobertores

Todas as informações e denúncias em relação ao caso que chegam à delegacia são investigadas e checadas.

A Polícia Civil continua trabalhando no caso e conta com apoio da população com novas informações que possam auxiliar nas investigações. As denúncias podem ser feitas através do 197, ou pelo 66) 3423-1754 e através whatsapp (66) 9 9937-5462.

Comentários Facebook
Continue lendo

RONDONÓPOLIS

POLÍTICA

MATO GROSSO

POLICIAL

MAIS LIDAS DA SEMANA