Destaque

Meta do Proerd é formar 10 mil alunos já nos primeiros meses do ano

Dez mil alunos formados nos três primeiros meses do ano. Esta é a meta do Programa Educacional de Enfretamento e Repressão às Drogas e Violência (Proerd), coordenado pela Polícia Militar que possui como público-alvo crianças cursando o 3º ano do ensino fundamental na rede de ensino público e privada, em 39 municípios do Estado. 

O desafio continua nos meses seguintes com o trabalho continuado junto aos alunos do 5º e 7º ano do ensino fundamental. A estratégia é chegar até o final do ano com 30 mil alunos formados e realizar a formatura na Arena Pantanal, com a participação dos pais e responsáveis. A expectativa é reunir no espaço cerca de 35 mil pessoas.

O coordenador Estadual do Proerd, tenente-coronel Darwin Salgado Germano, explica que o diferencial de 2019 é a adesão das escolas da rede privada, a exemplo do Salesiano São Gonçalo, Plural, Isaac Newton e Master, além de escolas da rede pública. “Estamos realizando panfletagens em locais públicos com informações do programa e divulgação por meio de busdoor em alguns ônibus de Cuiabá”.

Leia Também:  Duas pessoas são detidas com drone, celulares e drogas na área externa da Mata Grande

Darwin destaca que o programa irá completar 19 anos e a meta é desenvolver um trabalho continuado. Os três primeiros meses com as crianças do 3º ano. Logo em seguida, o quinto e sétimo ano, fechando um ciclo de conhecimento por faixa etária. “Nosso objetivo é massificar o programa na rede de ensino e trazer a comunidade como parceiro. Por isso, a estratégia de tornar público pra que cada cidadão seja um multiplicador”.

Referente aos instrutores, o coordenador salienta que são profissionais capacitados com curso de formação de instrutor, preparados para trabalhar com crianças da pré-escola e anos iniciais (do 1º ao 4º ano); crianças do 5º ano do ensino fundamental, 7º ano, além do Proerd para os pais e ou responsáveis. “O programa foi abraçado pela Polícia Militar e visa, além da prevenção ao crime, reconstruir valores éticos e familiares que vem se deteriorando ao longo dos anos”, salientou Darwin.

Balanço 2018

O Proerd atendeu 21.026 crianças, em 39 municípios participantes, com a atuação de 60 instrutores em escolas públicas e particulares. Os alunos que passaram pelo programa aprenderam como dizer não à oferta de droga, além de elevar a autoestima, ele apresenta estilos de respostas para vários tipos de abordagens – oferta de drogas por amigos e desconhecidos e de ingresso no tráfico. Também aprenderam questões como bullying, violência física, direitos e deveres, entre outros. O programa recebe apoio por meio de emendas parlamentares e cooperação técnica, a exemplo do Tribunal Regional do Trabalho (TRT 23ª Região) e prefeituras.

Leia Também:  Homem é pego vendendo droga em ponto de espetinho

Comentários Facebook

Destaque

Policiais destemidos praticam atos extraordinários para salvar vidas em MT

Dois sargentos destemidos da Polícia Militar praticaram atos extraordinários de coragem para salvar e proteger vidas, nas cidades de Várzea Grande e Tangará da Serra, no último mês de abril. O sargento PM Valdiney Pacheco encarou o Rio Cuiabá para resgatar uma mulher que havia se jogado da ponte Mário Andreazza. No interior, o sargento Welinton Fabiano Da Silva, praticante de jiu-jitsu, conseguiu utilizar as artes marciais para imobilizar e desarmar com segurança um homem em surto psicológico.

O sargento PM Valdiney Pacheco é policial militar e atua no Centro Integrado de Operações Áreas (Ciopaer). Ele conta que naquele dia, 28 de abril, o resgate da mulher era algo desafiador. Mesmo preparado, o militar relata que se atirar do helicóptero Águia 03 e enfrentar a correnteza do Rio Cuiabá não é algo corriqueiro em sua rotina.

Para salvar a mulher, Pacheco utilizou um equipamento chamado lifebelt – de resgate de afogamento, se preparou e, após uma manobra da aeronave para chegar mais próximo da vítima, se jogou na água e alcançou a mulher. O militar conta que a vítima não reagiu e colaborou com o resgate imbuído pela coragem do sargento e de toda a equipe da aeronave.

Leia Também:  Mato Grosso recebe 60.800 doses de vacinas nesta sexta-feira (14)

Dois dias após o resgate em Várzea Grande, no dia 30 de abril, o policial militar do 19 º Batalhão, sargento Welinton Fabiano Da Silva, surpreendeu a todos com seu preparo e coragem, ao imobilizar um homem em surto psicológico, no bairro Vila Esmeralda, em Tangará da Serra.

Pessoas que acompanhavam o atendimento de rotina da equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência ( Samu) registraram por meio de fotos e vídeos o golpe de jiu- jitsu, aplicado pelo militar para desarmar e conter o paciente que colocava a vida dele e dos atendentes do Samu em risco.

O vídeo da ação do sargento viralizou nas redes sociais após mostrar o preparo técnico do policial para deter sem utilização de meios não letais e até letais, o paciente que precisava de ajuda médica.

O relato dos policiais militares e análises de especialistas sobre as duas ocorrências atendidas pelos dois heróis de farda estão disponíveis no 12º episódio do PMCAST, o podcast oficial da Polícia Militar de Mato Grosso.

Leia Também:  Polícias Militar e Civil resgatam jovem vítima de sequestro

Quer saber mais ?

Acesse o link deste episódio inédito e exclusivo do PMCAST nas plataformas de áudio:

Spotify https://spoti.fi/3bnbY2j

Deezer https://bit.ly/2RblvTn

Google https://bit.ly/3hsJ2cP

Anchor https://bit.ly/33N9bv7

PMMT https://bit.ly/2RSnNXt

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA