CUIABÁ

Prefeitura ampliará o número de alunos atendidos com o Kit Alimentação Escolar

Por determinação do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, a entrega dos Kits Alimentação Escolar será ampliada em Cuiabá a fim de atender um maior número de estudantes matriculados na rede pública municipal de Educação. A ação coordenada pela primeira-dama Márcia Pinheiro envolve as Secretarias Municipais de Educação e de Assistência Social, Direitos Humanos e da Pessoa com Deficiência.

Desde o início da pandemia, quando foi necessária a suspensão das atividades presenciais nas unidades educacionais da rede, a gestão municipal vem buscando uma solução – dentro da capacidade financeira e orçamentária do Município, e da responsabilidade com o uso do dinheiro público -, que viabilizasse o atendimento a um maior número de estudantes, com a entrega do Kit Alimentação Escolar, além dos 18 mil inscritos no Programa Bolsa Família, do governo federal.

“Sabemos que muitas famílias cuiabanas estão vivendo situações econômicas difíceis. Então determinei as secretárias de Educação, Edilene Machado e de Assistência Social, Hellen Janayna que buscassem uma forma de auxiliar as famílias dos alunos não atendidos pelo fornecimento do Kit Alimentação Escolar da Secretaria de Educação, não inscritas no cadastro do Bolsa Família ou que não sejam assistidas por programas sociais e que estejam passando por dificuldades em razão da pandemia da Covid-19”, explicou o prefeito Emanuel Pinheiro.

Leia Também:  Mato Grosso registra 379.928 casos e 10.327 óbitos por Covid-19

Para que possa ser atendido, o responsável pela família do aluno deve acessar o site da Prefeitura de Cuiabá, no período de 13 a 16 de abril, e preencher o cadastro disponível no link, Kit da Alimentação Escolar, verificando a unidade do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), mais próxima da sua residência.

No link o responsável poderá consultar o endereço das unidades do CRAS.

Ao preencher o requerimento o responsável deverá informar os seus dados pessoais e do aluno ou alunos matriculados – nome completo, data de nascimento, unidade educacional que está matriculado, ano/turma e código da matricula -, solicitando o Kit Alimentação Escolar.

A secretária municipal de Educação, Edilene de Souza Machado explicou que o Kit Alimentação Escolar é para o aluno. “Portanto, se a família tem mais de um filho matriculado na rede pública municipal de Educação, receberá um kit para cada aluno”, explicou Edilene Machado.

Após o preenchimento, o cadastro será avaliado do ponto de vista sócio econômico, por meio de uma entrevista/visita domiciliar, que será realizada pela equipe técnica do CRAS.

Leia Também:  Procon divulga pesquisa de preços de combustíveis em Rondonópolis

Com a aprovação do requerimento, as informações serão encaminhadas à Secretaria Municipal de Educação para agendamento e entrega do Kit Alimentação Escolar, da mesma forma como é feito atualmente em relação à entrega dos kits aos estudantes atendidos pelo Programa Bolsa Família.

As unidades educacionais entrarão em contato com os responsáveis para agendamento de dia e hora para a entrega dos kits, de acordo com as medidas sanitárias e de biossegurança recomendadas. “A gestão Emanuel Pinheiro, não tem medido esforços a fim de atender a parcela mais vulnerável da nossa população. Como uma gestão humanizada, que olha para as pessoas, esta é mais uma ação de solidariedade e de humanidade para com aqueles que necessitam do poder público”, destacou a primeira-dama Márcia Pinheiro. O link para cadastramento estará disponível a partir das 8 horas do dia 13, terça-feira, até as 18 horas do dia 16, deste mês, no site da Prefeitura de Cuiabá.

Fonte: Maria Barbant | Foto: Jorge Pinho – Secom

Comentários Facebook

CUIABÁ

Em fiscalização orientativa, agentes flagram motoristas estacionados em vagas prioritárias em shoppings e supermercados

Agentes de Trânsito da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) flagraram em mais uma operação ‘Tolerância Zero’ realizada na noite desta quarta-feira (12) – motoristas e motociclistas estacionados em vagas reservadas para idosos e pessoas com deficiência (PDC). A ação foi educativa, mas, a partir de 15 de junho – os agentes irão aplicar uma penalidade aos motoristas infratores.

Os locais visitados foram: shoppings, parques e supermercados. Os motoristas flagrados estacionados irregularmente receberam uma cartilha orientativa que aponta os ‘erros’ de ocuparem uma vaga prioritária de estacionamento.

O secretário de Mobilidade Urbana, Juares Samaniego, avisa que a ideia é conscientizar a população para que não usem as vagas reservadas. “Todos os dias, alguns motoristas ou motociclistas irresponsáveis usam vagas prioritárias. Recebemos muitas queixas dos cidadãos com deficiência ou idosos que se veem impedidos de utilizarem essas vagas porque estão sendo ocupadas por aqueles que não necessitam delas. Por enquanto, não estamos aplicando multas, mas em junho iremos começar as autuações a esses motoristas”, explicou.

Estacionar em vagas reservadas aos deficientes e idosos sem credencial pode resultar na remoção do veículo, 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e R$293,47 de multa.
Ação Educativa no Maio Amarelo – A atividade faz parte do calendário de ações do Movimento Maio Amarelo – que é para chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. A intenção é colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para, fugindo das falácias cotidianas e costumeiras, efetivamente discutir o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige, nas mais diferentes esferas.

Comentários Facebook
Leia Também:  Prefeitura volta com o atendimento presencial e prorroga vencimento da cota única do IPTU
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA