Destaque

Seleções chegam dia 11 em Cuiabá sob forte esquema de segurança

Para garantir o esquema de segurança da Copa América, mais uma reunião entre as forças de segurança estaduais e federais com a Conmebol foi realizada nesta quinta-feira (10.06) para deliberar sobre o fechamento do entorno da Arena Pantanal e dos locais de treino das seleções da Colômbia e Equador, ruas de acesso do estádio e os de treinamento, escolta do aeroporto, hotéis e nos gramados.

Devido a Covid-19, não haverá acesso do público aos jogadores. Da saída das aeronaves com as delegações que chegam na noite de sexta-feira (11) no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, até os dois hotéis em Cuiabá que vão hospedar as delegações, não haverá contato com público. Eles já vêm todos testados de seus países de origem e realizam novo teste antes dos jogos.

Responsável pela escolta das delegações e da arbitragem, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) reforçou as quatro cidades que vão sediar o evento: Cuiabá, Rio de Janeiro, Brasília e Goiânia. Uma ambulância do Samu também vai integrar a escolta para algum caso de imprevisto. A Polícia Militar e a forças de segurança dos municípios de Cuiabá e Várzea Grande.

Leia Também:  Pai do prefeito de Rondonópolis morre por complicações da Covid-19

No sábado (12), as seleções da Colômbia e Equador devem fazer treino de uma hora em Várzea Grande e em Cuiabá e eles serão fechados para imprensa. Dentro dos locais, apenas os jogadores, equipe técnica, segurança privada e representantes da Conmebol.

Já do lado de fora dos locais de treino, a Guarda Municipal fechará algumas vias de acesso em Várzea Grande, a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) deve fazer o mesmo em Cuiabá. A PRF responsável pela escolta e a Polícia Militar estarão do lado externo. Nenhum tipo de aglomeração de pessoas será permitido.

Todos os policiais envolvidos no esquema de segurança estão vacinados contra a Covid-19 ou tiveram que passar por testes para ver se estão ou não com vírus ativo. Todas as pessoas que acessarem o estádio também terão que ter se submetido a testes do tipo PCR, sejam jornalistas, quanto as delegações e os policiais.

Os seguranças privados, organizadores e todos que trabalham dentro da Arena Pantanal na organização da Copa América terão que passar por testes de Covid-19 a cada 48 horas, tendo jogo ou não, até o fim dos jogos em Cuiabá.

Leia Também:  Politec inicia coleta de DNA de familiares de pessoas desaparecidas

Também foi definida a quantidade de policiais militares e bombeiros que vão atuar dentro da Arena Pantanal. Do lado externo, a Secretaria de Estado de Segurança Pública vai montar todo aparato de segurança para garantir que não haverá aglomerações.

A Polícia Militar vai reforçar o policiamento de bares e restaurantes para evitar aglomerações nos dias de jogos.

Estiveram na reunião comandada pelo secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp, coronel PM Victor Fortes, representantes da Conmebol, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Judiciária Civil, Polícia Rodoviária Federal, Samu, Guarda Municipal de Várzea Grande, Secretaria Municipal de Defesa Social de Várzea Grande e a Semob de Cuiabá.

Comentários Facebook

Destaque

Mulher flagra filha sofrendo estupro e esfaqueia pedófilo

Uma pré-adolescente de 12 anos, nome não divulgado, foi rendida com uma faca no pescoço e sofreu tentativa de estupro na manhã deste sábado (19) na Rua Tupã, Bairro Cidade Nova, em Lucas do Rio Verde (334 km da Capital).

A pré-adolescente teria tido uma crise de choro e a mãe dela flagrado o crime, momento em que se armou com uma faca, partiu para cima do estuprador, atingiu a mão do acusado e salvou a filha.

O pedófilo correu e conseguiu escapar.

Os pais da menina acionaram a Polícia Militar (PM) e relataram o fato descrevendo o acusado.

A guarnição saiu em patrulhamento pela região, mas até a publicação desta reportagem o estuprador ainda não tinha sido encontrado.

Os pais da vítima foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil e registraram ocorrência por crime de tentativa de estupro de vulnerável.

O caso segue em investigação e o acusado procurado pela polícia.

Fonte: Mário Andreazza – Repórter MT

Comentários Facebook
Leia Também:  Mato Grosso apresenta reduções de homicídios dolosos, feminicídios, roubos e furtos
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA