Destaque

Big Master e Atacadão descumprem normas e são interditados pela Fiscalização

Quem passou pelo Big Master da Avenida Ismael José do Nascimento e pelo Atacadão nesta manhã de sexta-feira, 11, não teve outra reação que não fosse surpresa, afinal de contas, duas das maiores empresas de Tangará da Serra foram interditadas na noite de quinta-feira, 10, pelo Departamento de Fiscalização da Prefeitura.

A interdição ocorre, segundo a Assessoria de Comunicação do Município, sob a justificativa de que as duas empresas não estão cumprindo à risca as normas de restrição relacionadas ao combate à Covid-19 determinadas por Decreto Municipal.

Para reabrir, representantes das empresas precisam comparecer à Prefeitura Municipal e assinarem um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), se comprometendo a promover adequações emergenciais, cumprindo dessa forma o que estabelece em Decreto no que diz respeito à distanciamento, limitação de público no interior dos empreendimentos, entre outras condições.

Até o fechamento desta reportagem, as empresas não haviam se manifestado e o assunto se tornou um dos maios comentados, principalmente em redes sociais onde circulam vídeos e imagens das empresas interditadas.

Leia Também:  ONU alerta que seca pode ser "a próxima pandemia"

ATUALIZAÇÃO: Empresas foram multadas em R$ 10 mil cada

Segundo a Assessoria de Comunicação do Município, a cada uma das empresas aplicou-se multa no valor de R$ 10 mil pelo descumprimento do que estabelece o Decreto, considerando que a interdição ocorreu devido a aglomerações no interior dos estabelecimentos e a não restrição de um membro por família.

TAC – Será firmado um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) entre os estabelecimentos comerciais e o Município de Tangará da Serra, para que se cumpra todas as medidas sanitárias e de biossegurança e as medidas restritivas, no enfrentamento a Covid 19.

Fonte: Bem Notícias

Comentários Facebook

Destaque

Mulher flagra filha sofrendo estupro e esfaqueia pedófilo

Uma pré-adolescente de 12 anos, nome não divulgado, foi rendida com uma faca no pescoço e sofreu tentativa de estupro na manhã deste sábado (19) na Rua Tupã, Bairro Cidade Nova, em Lucas do Rio Verde (334 km da Capital).

A pré-adolescente teria tido uma crise de choro e a mãe dela flagrado o crime, momento em que se armou com uma faca, partiu para cima do estuprador, atingiu a mão do acusado e salvou a filha.

O pedófilo correu e conseguiu escapar.

Os pais da menina acionaram a Polícia Militar (PM) e relataram o fato descrevendo o acusado.

A guarnição saiu em patrulhamento pela região, mas até a publicação desta reportagem o estuprador ainda não tinha sido encontrado.

Os pais da vítima foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil e registraram ocorrência por crime de tentativa de estupro de vulnerável.

O caso segue em investigação e o acusado procurado pela polícia.

Fonte: Mário Andreazza – Repórter MT

Comentários Facebook
Leia Também:  Trabalhadores nascidos em dezembro podem sacar auxílio emergencial
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA