Mato Grosso

4ª Batalhão de Várzea Grande lança projeto social de artes marciais

O 4ª BPM de Várzea Grande lança, nesta quinta-feira (24.01), às 16h, no Shopping Várzea Grande, o projeto ‘4 Bravo Lutas’. A iniciativa foi inspirada pelos projetos de sucesso promovidos pelas unidades especializadas da Polícia Militar, como o Judô Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais) e Jui Jitsu Rotam (Batalhão de Rondas Ostensivas Tático Móvel).

O subcomandante do 4ª BPM, major Jean Lima, explica que a iniciativa consiste em levar para crianças que estão em situação de vulnerabilidade e risco social a prática de artes marciais, no caso judô,  jiu jitsu e karatê, além  de valores para tornar cada criança participante um cidadão de bem.

“Fomos aguçados pelos projetos da Rotam e Bope, e seguindo essa mesma concepção estamos colocando em prática em Várzea Grande. Já trabalhamos de forma preventiva e ostensiva, agora estamos focando nas crianças e nos adolescentes entre seis e 16 anos. Assim como os outros projetos, torcemos para que seja um sucesso”.

Início

O projeto ‘4 Bravo Lutas’ nasceu do pontapé da arrecadação da corrida Bravo Rustic Run, realizada em março do ano passado, quando foi possível a aquisição dos primeiros matérias para a prática esportiva, como piso, quimonos, identificação visual e sistema contra incêndio.

Leia Também:  Mãe chega em casa e encontra homem nu deitado ao lado da filha; suspeito foi detido por tentativa de estupro

As aulas ocorrem desde dezembro do ano passado nas dependências do shopping de Várzea Grande, ministrada pelos professores Francisco Fernandes Junior, o Chiquinho, campeão mundial por 6 vezes na categoria Jui Jitsu, junto com seu pai Francisco Fernandes, o Chicão.

Comentários Facebook

Agricultura

Mulheres líderes do agro realizam visita técnica à Brasília

Lideranças femininas do setor agropecuário de Mato Grosso embarcaram hoje (10.08) para uma visita técnica em Brasília. Ao longo dos próximos dias, um grupo com 40 mulheres visitará a Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária (CNA), a sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), o Instituto Pensar Agro (IPA), entre outras instituições na capital federal.

As atividades fazem parte da programação da Academia de Liderança – Mulheres Líderes do Agro, a primeira organizada pelo Senar-MT exclusivamente ao público feminino. Ao todo, serão três encontros, de julho a setembro. Nesta segunda etapa, que ocorre em Brasília, as mulheres conhecerão mais sobre a atuação das instituições visitadas, seus representantes e a estrutura dos poderes executivo, legislativo e judiciário.

A Academia de Liderança reúne produtoras rurais, lideranças sindicais e mulheres que trabalham no setor agropecuário. O objetivo é formar líderes que possam atuar nas mais diversas esferas que envolvem a agropecuária no estado e impulsionar ainda mais o seu desenvolvimento.

No primeiro módulo, que ocorreu em Cuiabá, as participantes aprenderam mais sobre atuação política no agro e autoconhecimento e propósito. Além disso, tiveram a oportunidade de conhecer as áreas de atuação de cada uma das instituições do Sistema Famato: o Senar-MT, Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Instituto Agrihub, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) e os Sindicatos Rurais.

Leia Também:  Homem é espancado por populares após agredir mulher em MT

Essa é a primeira visita técnica da Academia de Liderança, após o início da pandemia de Covid-19. “Esse momento foi muito aguardado, a pandemia adiou o nosso projeto, mas finalmente conseguimos realizá-lo e estamos muito felizes em poder reunir e fortalecer as mulheres do nosso setor”, afirmou o superintendente do Senar-MT, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, mais conhecido como Chico da Pauliceia.

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA