Mato Grosso

Ação conjunta apreende carga de cocaína avaliada em R$ 7 milhões

Uma ação conjunta do Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron) e da Polícia Federal (PF) apreendeu, no fim da tarde desta sexta-feira (25.01), no distrito de Alto do Juruena em Campos de Júlio, mais de 450 quilos de cocaína pura (cloridrato). A droga estava escondida na carroceria de um caminhão dentro de uma propriedade rural, que fica próxima a uma pista de pouso clandestina. Seis pessoas foram presas. A carga está avaliada em R$ 7 milhões e tinha como destino a Europa.

Os policiais chegaram até os autores do delito após investigação do Núcleo de Inteligência do Gefron e da Polícia Federal. Além da droga, foram apreendidos também um caminhão semi-reboque, uma caminhonete S10 e um veículo Colbat.

“Esta é a primeira grande apreensão do ano e é uma ação importante porque uma grande quantidade de droga deixará de ser comercializada”, ressaltou o coordenador do Grupamento, tenente-coronel PM José Nildo de Oliveira, que destacou ainda que a cocaína pura tem valor comercial maior que outros tipos de entorpecentes

Leia Também:  Passageira de ônibus é presa novamente transportando drogas

A droga e os suspeitos foram encaminhados para a Polícia Federal. Os seis homens devem responder por tráfico internacional de drogas.

Disque denúncia

O Gefron possui um telefone para denúncias anônimas. Qualquer informação que possa auxiliar as atividades policiais na fronteira pode ser feita pelo contato 08006461402. O sigilo do denunciante é garantido.

Comentários Facebook

Agricultura

Mulheres líderes do agro realizam visita técnica à Brasília

Lideranças femininas do setor agropecuário de Mato Grosso embarcaram hoje (10.08) para uma visita técnica em Brasília. Ao longo dos próximos dias, um grupo com 40 mulheres visitará a Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária (CNA), a sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), o Instituto Pensar Agro (IPA), entre outras instituições na capital federal.

As atividades fazem parte da programação da Academia de Liderança – Mulheres Líderes do Agro, a primeira organizada pelo Senar-MT exclusivamente ao público feminino. Ao todo, serão três encontros, de julho a setembro. Nesta segunda etapa, que ocorre em Brasília, as mulheres conhecerão mais sobre a atuação das instituições visitadas, seus representantes e a estrutura dos poderes executivo, legislativo e judiciário.

A Academia de Liderança reúne produtoras rurais, lideranças sindicais e mulheres que trabalham no setor agropecuário. O objetivo é formar líderes que possam atuar nas mais diversas esferas que envolvem a agropecuária no estado e impulsionar ainda mais o seu desenvolvimento.

No primeiro módulo, que ocorreu em Cuiabá, as participantes aprenderam mais sobre atuação política no agro e autoconhecimento e propósito. Além disso, tiveram a oportunidade de conhecer as áreas de atuação de cada uma das instituições do Sistema Famato: o Senar-MT, Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Instituto Agrihub, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) e os Sindicatos Rurais.

Leia Também:  Mulheres líderes do agro realizam visita técnica à Brasília

Essa é a primeira visita técnica da Academia de Liderança, após o início da pandemia de Covid-19. “Esse momento foi muito aguardado, a pandemia adiou o nosso projeto, mas finalmente conseguimos realizá-lo e estamos muito felizes em poder reunir e fortalecer as mulheres do nosso setor”, afirmou o superintendente do Senar-MT, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, mais conhecido como Chico da Pauliceia.

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA