Mato Grosso

Agricultores familiares receberam crédito de R$ 58,9 milhões em 2018

O Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e o Fundo Constitucional do Centro Oeste (FCO) liberaram R$ 58,9 milhões para 851 agricultores do Estado de Mato no ano de 2018. O crédito rural para investimento, pecuária e custeio agrícola foi utilizado na compra de bovinos de corte e leite, reforma das pastagens, cercas de arames, equipamentos e implementos agrícolas, tratores e outros. O projeto para aquisição dos recursos foi elaborado pelos técnicos da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer).

O assessor  de crédito rural da Empaer, Mariano Batista Campos, explica que ficou mais fácil e rápido o agricultor acessar e contratar o crédito  rural, por meio do atendimento de um técnico da Empaer que opera em sistema online – via Coban (Correspondente Bancário). Mariano adverte, que para realizar a operação é necessário que o produtor tenha a Declaração de Aptidão do Pronaf (DAP), documento de identificação do agricultur familiar que dá o direito a acessar o crédito.

De acordo com Campos, no ano passado a Linha do Pronaf A e Mais Alimentos – financiou recursos na ordem de R$ 37,4 milhões para 693 agricultores e outras linhas de crédito. O FCO atendeu 158 produtores e financiou R$ 21,5 milhões. O Pronaf  A é uma linha de investimento para a estruturação das propriedades e os beneficiários são os assentados da reforma agrária. O financiamento tem prazo de 10 anos para pagamento, com até três anos de carência e juros de 0,5% ao mês.

Leia Também:  Supostos organizadores do Dia do Fogo são alvos de operação em Colniza

Para o agricultor tradicional há a linha de crédito do Pronaf Mais Alimentos. São financiados projetos individuais de até R$ 165 mil para investimento e até R$ 250 mil  para custeio, com juros de 2,5%  a 4,6% ao ano. O financiamento tem até três anos de carência e dez anos para pagar. Cabe destacar que os recursos destinados às atividades de suinocultura, avicultura e fruticultura podem chegar a R$ 330 mil.

Utilizar a tecnologia para otimizar o trabalho com a bovinocultura de leite e no cultivo de soja e milho foi o que levou o agricultor familiar Cláudio Rauch, 55 anos, proprietário do Sítio Carrapicho, localizado no município de Sinop (500 km a Norte de Cuiabá), a adquirir um trator  cabinado por meio do Pronaf Mais Alimentos no valor de R$ 129 mil.

Com uma produção de até 15 mil litros de leite por mês, o trabalho é realizado pela família, composta pelo produtor e a esposa, Ivanete Borteji, e os filhos Maurício Rauch, que ajuda os pais na lida diária, e Jean Gilberto Rauch e Tiago Rauch, que trabalham na propriedade aos finais de semana. Numa área de 60 hectares, o carro chefe é a produção de leite. “Com o novo trator ficou mais fácil, não dependo mais do trabalho de terceiros, e o serviço é feito no momento certo, principalmente na colheita do milho e reforma de pastagem”, conta o produtor.

Leia Também:  Empresária de MT morre em acidente de moto em expedição

Na propriedade é utilizada a técnica da transferência de embriões para melhorar o plantel e a genética dos bovinos das raças Girolanda e Gir. O produtor explica que a média de produção de leite por vaca varia de 30 a 32 litros de leite/dia, e destaca que alguns animais chegam a produzir 38 litros de leite/dia na primeira lactação. Segundo Cláudio, a intenção da família é continuar produzindo bovinos com alto valor genético para garantir boa produtividade.

Para elaboração de projetos de crédito os interessados podem obter informações nos escritórios da Empaer mais próximo de seu município ou acessar/ creditorural.empaer.mt@gmail.com  .

Comentários Facebook

Destaque

Senar-MT lança mais dois cursos que qualificam profissionais para atuar no setor de máquinas agrícolas

Já estão disponíveis no portfólio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) mais dois cursos. O objetivo destes dois novos produtos é qualificar pessoas que vão atuar no setor de máquinas e implementos agrícolas. Aplicação de sólidos utilizando distribuidor autopropelido e Operação de escavadeira hidráulica são os dois novos cursos. Além destes, a instituição oferece mais de 350 outros cursos para capacitar e qualificar o homem do campo.

O Aplicação de sólidos utilizando distribuidor Autopropelido será numa modalidade híbrida e a carga horária será de 24 horas, distribuída em dois módulos – 16 horas de conteúdo EaD e 08 horas presencial.

Este treinamento surgiu em função da necessidade de aprimorar os conhecimentos dos profissionais que já atuam na atividade de operação de máquinas agrícolas. O objetivo é aplicar mais essa tecnologia que é a de aplicar sólidos utilizando o autopropelido.

O conteúdo programático inclui assuntos como:

– Fertilizantes e corretivos com distribuidor autopropelido

– Aspectos legais e de segurança na aplicação de fertilizantes e corretivos

– Aplicação de corretivos e fertilizantes com distribuidor autopropelido

– A agricultura de precisão na distribuição de fertilizantes e corretivos

Leia Também:  Assaí tem 170 vagas de emprego em Rondonópolis, Cuiabá, Várzea Grande e Sinop

– Barra de luzes e o piloto automático na agricultura de precisão

– Distribuidor de corretivos e fertilizantes autopropelido

– Cabine do distribuidor

– Parâmetros da aplicação de corretivos e fertilizantes

– Revisão dos componentes do distribuidor de corretivos e fertilizantes do distribuidor

– Configuração do distribuidor conforme o produto a ser aplicado

– Regulagens e calibrações do distribuidor

– Aplicação do produto

Já a Operação de escavadeira hidráulica é presencial com carga horária de 40 horas. O objetivo é que o participante aprenda a operar a escavadeira hidráulica de acordo com a recomendação do manual do operador. É importante destacar que a escavadeira é uma máquina de grande utilidade para o setor rural e da construção civil e para ser manuseada precisa de profissionais qualificados. O curso capacitará o operador a exercer o trabalho com eficácia e respeito às Normas de Segurança.

Conteúdo programático inclui assuntos como:

– Legislação

– Normas regulamentadoras da atividade

– Saúde e Segurança do Trabalho

– Conceito e histórico da escavadeira hidráulica

– Configuração de uma escavadeira: carro superior e inferior

– Utilização dos implementos de escavadeira hidráulica

Leia Também:  Homem morre atropelado por carreta após ‘pegar beirão’ em cidade de MT

– Importância da cabine do operador

– Verificação dos níveis dos sistemas

– Componentes da escavadeira hidráulica

– Deslocamento operacional da escavadeira hidráulica;

– Operação de escavação

– Movimentação de carga

Crédito: Aline Lima

Colheita de Talentos – Após concluir os cursos do Senar-MT, os participantes têm seus currículos cadastrados no Colheita de Talentos, que é plataforma do Senar-MT que tem como objetivo aproximar as empresas do agro e produtores rurais interessados em contratar profissionais qualificados e as pessoas qualificadas pelo Senar-MT.

Parcerias – para realizar as aulas práticas nos Centros de Treinamentos do Senar-MT conta com dezenas de parceiros. Dentre eles,os abaixo relacionados.

Centro Oeste Máquinas – Massey Ferguson.

Terra Premium – New Holland.

Agrofito – Case.

Jorge Máquinas Agrícolas – Plataforma.

Guimáquina – Jacto.

Grupo Vamos – Fendt.

Fazenda Guarita – Joel Strobel.

Rota Oeste – PC Deer.

Sotreq – PC Caterpillar.

IMA Rondonópolis.

Fazenda Red River – Ronaldo Alves Batista Pinto.

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA