Politica MT

ALMT inaugura nesta terça (19) sala de identificação infantil para confecção de RG para crianças a partir de 0 ano de idade


Foto: Marcos Lopes

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso inaugura nesta terça-feira (19), às 9h, o Espaço de Identificação Infantil, voltado para o atendimento de crianças que procurarem o Espaço Cidadania para confecção do documento de identidade (RG). Demais serviços oferecidos na sede do Parlamento também serão retomados. 

A sala tem decoração e elementos lúdicos para garantir mais conforto às crianças. O espaço também conta com equipamento específico para coleta biométrica de menores de 0 a 5 anos. “O diferencial do kit biométrico neonatal é a tecnologia, que imprime maior resolução na imagem coletada. O próprio equipamento detecta se a imagem está satisfatória e faz a captura, sem que haja necessidade de conhecimento pericial de quem está realizando a coleta”, explica o diretor comercial da empresa Natosafe, Eduardo Liebel. Com essa tecnologia, é possível fazer a coleta desde o nascimento da criança, garante. 

A ouvidora-geral da ALMT, Uecileny Rodrigues Fernandes Vieira, destaca ainda que a Assembleia vai voltar a atender o público externo em todos os serviços, mediante agendamento pelo telefone (65) 3313-6529. 

Leia Também:  Botelho percorre comunidades de Barão de Melgaço e recebe reivindicações

“Nesse período de pandemia, estivemos fechados por quase dois anos, mas não paramos de trabalhar e voltaremos com melhorias para o cidadão. Com os kits de biometria, não vamos usar mais tinta para a coleta de digital. Nesse tempo também ganhamos uma nova identidade visual no Espaço Cidadania. Além disso, o espaço físico passou por readequação e foi aumentada a área de espera para os serviços do Procon e Defensoria Pública. Depois da pandemia, quando não precisar mais de distanciamento, o espaço vai comportar até 70 pessoas sentadas”, ressalta Uecileny Rodrigues Fernandes Vieira. 

Nesta terça-feira (19), a solenidade de inauguração terá presença de autoridades e parlamentares. De acordo com a ouvidora-geral da ALMT, ainda haverá atendimento focado nos servidores da Casa. 

Fonte: ALMT

Comentários Facebook

Politica MT

Comissão de Meio Ambiente ouve coordenador de comitê ambiental do Tribunal de Contas


Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

A Comissão de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Recursos Minerais recebeu, na tarde desta terça-feira (7), o secretário-geral de Controle Externo do Tribunal de Contas do Estado (TCE/MT), Roberto Carlos Figueiredo, que apresentou ações do Comitê Interno de Gestão Ambiental (Ciga), do qual é coordenador na corte estadual.

O convidado destacou a atuação feita pelo Ciga em sete municípios e também as observações encaminhadas para os órgãos competentes após análise do comitê. Entre os apontamentos elaborados pelo Tribunal de Contas está o chamamento dos chefes de executivo e legislativo municipais para contribuírem no enfrentamento às queimadas florestais por meio da disponibilização de maquinário pesado e operador para a abertura de aceiros, com reembolso do combustível gasto por parte do governo estadual. 

As observações também continham a necessidade de urgente realização de campanhas voltadas à conscientização da população para a não utilização da técnica de queima de expansão (fogo contra fogo). “O tribunal esteve presente lá naquele momento e constatou algumas observações do que precisava ser feito de imediato”, explica Roberto Carlos Figueiredo. “Nós viemos aqui na Assembleia também defender que o plano do governo para 2022 tem de ser feito ouvindo o pantaneiro”, completou.

Leia Também:  Cuiabá deverá ganhar agência regional da ANTT

O titular da Secretaria de Assessoria Parlamentar do TCE, Carlos Brito, argumentou que o trabalho de acompanhamento de investimentos e diálogo com diferentes poderes permite que seja feita um planejamento mais efetivo de gestão ambiental no estado.

No encontro, o presidente da Comissão de Meio Ambiente, deputado Carlos Avallone (PSDB), mostrou satisfação com as ações tomadas pelo governo do estado e pelo TCE para evitar impactos maiores causados pelos incêndios no Pantanal. “Sem dúvidas, o Ciga já influenciou o trabalho este ano. Em 2021, houve uma união impressionante da comunidade e poder público, investimento de 63 milhões do estado no combate ao fogo, compra de equipamentos, treinamentos. O resultado foi uma diminuição de 85% neste ano em relação ao ano passado nos incêndios”, ressaltou o parlamentar. 

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

Além de outros representantes do TCE/MT, também participou da reunião o deputado Gilberto Cattani (PSL).

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA