Tecnologia

Apple vai compartilhar localização de usuários que fizerem ligação de emergência

Brasil Econômico


Usuário de iPhone que fizer ligação de emergência nos Estados Unidos terá sua localização compartilhada com a polícia pela Apple
Divulgação/Apple

Usuário de iPhone que fizer ligação de emergência nos Estados Unidos terá sua localização compartilhada com a polícia pela Apple

A Apple
anunciou nesta segunda-feira (18) que o usuário americano de iPhone que fizer uma ligação para o número de emergência
dos Estados Unidos, 911, terá sua localização automativamente compartilhada com a polícia local. A mudança faz parte do pacote de novidades que integrará o iOS 12, que está prestes a chegar aos smartphones da empresa.

Leia também: Usuários do Uber no Brasil poderão dar gorjeta para motoristas pelo aplicativo

Compartilhando a localização
dos usuários, a Apple espera contribuir com as autoridades a oferecer uma atendimento mais ágil, já que quase 80% das chamadas para serviços de emergência são feitas por telefones celulares. A novidade, porém, não tem prazo para chegar ao Brasil.

A novidade pretende funcionar integrando a tecnologia de localização que já existe nos iPhones ao software dos serviços que atendem o 911. Vale destacar que desde 2015, a Apple usa uma compilação de dados de diversas fontes para cruzar as localizações e indicar a posição mais precisa possível de alguém que faz uma ligação, o que inclui pontos de conexão ao Wi-Fi, torres de celular, outros dispositivos próximos e claro a função de GPS do próprio celular, caso esteja ativada.

Leia também: Google recua e afirma que não usará inteligência artificial para criar armas

Dessa forma, será possível enviar automaticamente um endereço bem aproximado da localização do usuário para o atendente da políca ou dos bombeiros que atender a chamada.

Apple apressadinha

A iniciativa da Apple, no entanto, adianta uma exigência da Comissão Federal das Comunicações (FCC, na sigla em inglês) dos Estados Unidos que passará a valer para operadoras de telefone a partir de 2021.

A partir dessa data, todas as empresas de telecomunicações deverão informar a localização de quem liga para o 911 com uma precisão de 50 metros e com êxito em pelo menos 80% das tentativas.

Leia também: Quer trabalhar perto de casa? LinkedIn lança ferramenta de geolocalização no app

A Apple ainda informou que seu sistema de localização é mais preciso do que isso e funciona até em “ambiente urbanos e densos”, onde saber em qual residência ou estabelecimento a pessoa se encontra passa a ser bem mais difícil.

Comentários Facebook

Brasil

WhatsApp lança recursos premium para atrair empresas

O WhatsApp anunciou o lançamento de novas bibliotecas de funcionalidades, conhecidas como APIs, baseadas em serviços de nuvem – quando o processamento dos aplicativos é feito em tempo real por servidores e enviado via internet para o usuário – com foco específico no uso empresarial do aplicativo. A novidade foi apresentada pelo presidente-executivo da Meta, antiga Facebook e dona do WhatsApp, Mark Zuckerberg.

A rede social de troca de mensagens instantâneas tem atraído cada vez mais usuários corporativos, e tem lançado diversas atualizações que visam aprimorar a relação entre clientes e empresas, como a possibilidade de transferir dinheiro dentro da própria plataforma.

Zuckerberg disse que a oferta significa que “qualquer empresa ou desenvolvedor pode acessar facilmente nosso serviço, projetar diretamente no WhatsApp para personalizar sua experiência e acelerar o tempo de resposta aos clientes usando nosso seguro WhatsApp Cloud API hospedada pela Meta.”

A Meta, que comprou o WhatsApp por 19 bilhões de dólares em 2014, disse que as empresas não poderão enviar mensagens para as pessoas no WhatsApp, exceto se elas pedirem para ser contatadas.

Fonte: Agência Brasil | Foto: Freepik

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA