Cuiabá

Cerca de 500 ciclistas participam do primeiro Pedal Ecológico da Semob; projeto arrecada meia tonelada de alimentos

O primeiro Pedal Ecológico-2021 da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) ocorreu na manhã de domingo (10) e teve a adesão de quase 500 ciclistas, que percorreram 48 km — tendo como ponto de partida, o Comando Geral da Polícia Militar, na avenida Historiador Rubens de Mendonça (av.do CPA), concluindo o percurso no distrito do Coxipó do Ouro.

Conforme o coordenador do Pedal da Semob, Raimundo Alves Ribeiro, foram 720 inscritos e foram arrecadados cerca de meia tonelada de alimentos para a campanha solidária de fim de ano idealizada pela primeira-dama Márcia Pinheiro.

“É o primeiro Pedal Ecológico da Semob e é uma interação dos ciclistas e natureza. Será realizado provavelmente duas vezes por ano o Pedal Ecológico e Solidário. Estamos arrecadando alimentos e até então, foram meia tonelada de alimentos já arrecadados. Nós queremos arrecadar uma tonelada. Esses alimentos serão entregues para a campanha da primeira-dama”, comentou ele.

Diretor de Trânsito da Semob, Michel Diniz, lembra que o Pedal começou no ano de 2018 para incentivar a mobilidade urbana e uso da bike dentro do modal de transporte no nosso município e também para incentivar a prática desportiva.

Leia Também:  Abertas as inscrições de cursos gratuitos para jovens de 16 a 25 anos

“O Pedal da Semob acontece todas às terças-feiras e também lançamos neste ano o Pedal Ecológico para os ciclistas conhecer a natureza, essas áreas mais afastadas, até mesmo para alavancar o turismo desses distritos. A adesão tem mostrado que quem participa gosta e adere ao pedal. O Pedal Semob e o Pedal Ecológico foram criados na gestão Emanuel Pinheiro, que é uma gestão humanizada e que se preocupa para que as pessoas pratiquem esportes”, disse.

Jonas Juvenal da Silva, um dos coordenadores do pedal ‘Além da Visão’, para pessoas com deficiência visual, avalia o Pedal da Semob como inclusivo e que garante lazer aos PCDs — Pessoas com Deficiência.

“Esse projeto começou no início deste ano com a proposta de promover a inclusão para pessoas com deficiência visual. Percebemos a necessidade neste momento de pandemia, que o isolamento é mais crônico para quem tem deficiência visual e o ciclismo traz para elas mais qualidade de vida e a leva a ser inserida na sociedade que muitas vezes é excludente. Com um grupo com mais de 30 pessoas, o projeto ainda tem poucas bicicletas que são as adaptadas, chamadas de duplas ou tandem, que permite duas pessoas pedalando na bicicleta. Outro motivo do porquê é importante projeto como esse da Semob é porque muitos são privados de estarem em uma academia , parque e outros. Eles aqui, estão mostrando a cara e mostram que são capazes”, elogiou.

Leia Também:  Dois drones com 6 celulares e 35 chips são interceptados em penitenciária

Com deficiência visual, o atleta paraolímpico, Tiago Lima, foi o idealizador do projeto ‘Além da Visão’. “Conhecendo a realidade de outros estados fui buscar informações sobre esse projeto de ciclismo para pessoas que têm deficiência visual. Esse projeto é de inclusão. Temos o guia e o guiado na bicicleta, mas ainda precisamos de incentivos e de políticas públicas voltados para nós e para todos , porque todos irão envelhecer um dia. As políticas públicas que pedimos são ciclovias, melhoramento das calçadas e mais projetos como esse da Semob”, relatou ele.

Fonte: Secom

Comentários Facebook

Cuiabá

Prefeito de Cuiabá é afastado do cargo por supostas irregularidades na Saúde

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, foi afastado do cargo, por determinação do Poder Judiciário de Mato Grosso, em meio a investigações que, segundo denúncias da Procuradoria-Geral de Justiça, apontam “ilícitos perpetrados no âmbito da Secretaria Municipal de Saúde”.

Originada no Núcleo de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, a investigação sobre improbidade administrativa e ilegalidades na Secretaria Municipal de Saúde resultou na deflagração, hoje (19), da Operação Capistrum.

As medidas cautelares determinadas pela Justiça estão sendo cumpridas pela Polícia Civil. Entre elas, busca, apreensão e sequestro de bens em desfavor do prefeito Emanuel Pinheiro e de sua esposa, Márcia Aparecida Kuhn Pinheiro; do chefe de gabinete, Antônio Monreal Neto; da secretária adjunta de Governo e Assuntos Estratégicos, Ivone de Souza; e do ex-coordenador de Gestão de Pessoas Ricardo Aparecido Ribeiro.

Prisão temporária é decretada

Tanto o prefeito como o chefe de gabinete e a secretária foram afastados da função pública. Monreal Neto, inclusive, teve prisão temporária decretada.

Após ter sido notificado de seu afastamento, o prefeito Emanuel Pinheiro divulgou, no site da prefeitura, uma nota oficial na qual diz ter recebido “com surpresa” a decisão que gerou o afastamento de suas funções.

Leia Também:  Dois drones com 6 celulares e 35 chips são interceptados em penitenciária

Ele acrescentou que se manifestará posteriormente e reitera estar “à disposição das autoridades competentes” e que vai “colaborar para o pronto esclarecimento dos fatos”.

Outro lado

Veja abaixo, na íntegra, a nota divulgada pelo prefeito:

“O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, informa que recebeu notificação judicial na manhã de hoje (19) sobre investigação do Ministério Público do Estado de Mato Grosso.

Recebeu com surpresa decisão que gerou afastamento de suas funções em razão de apuração por contratação irregular de servidores da Saúde em Cuiabá.

Amparado pela transparência, o gestor púbico posteriormente irá se manifestar à população e imprensa.

Reitera que está à disposição das autoridades competentes e vai colaborar para o pronto esclarecimento dos fatos.”

Fonte: Agência Brasil | Foto: Assessoria

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA