Destaque

Cratera pode fechar Rodovia do Peixe e deputado pede intervenção do Governo do Estado

Fonte: Assessoria

O deputado estadual eleito Thiago Silva – MDB visitou na segunda-feira (28) a Associação de Pequenos Produtores Rurais da Gleba Selva de Pedra e da Gleba São José da Boa Esperança, região da Rodovia do Peixe.

O líder comunitário Alcimar Borges e outros representantes relataram para o parlamentar que as chuvas de sexta-feira (25) e sábado (26) provocaram várias avarias no asfalto.

O problema que mais preocupa é uma cratera aberta pela enxurrada, nos primeiros quilômetros da estrada, que já ocupa quase a metade de uma das pistas. Os moradores ainda mostraram outras regiões que também precisam de manutenção. “Moradores e donos de pequenas propriedades estão preocupados. Se nada for feito e com mais ocorrência de chuva o asfalto pode ceder ainda mais e interromper o trânsito totalmente. Vou procurar a Sinfra [Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística] e entregar um pedido de recuperação urgente da pista”, conta.

No mesmo documento, o deputado também pontuou a necessidade da limpeza da vegetação ao lado rodovia.

A MT-471, popular Rodovia do Peixe é o maior ponto turístico de Rondonópolis. Em maio de 2018, o governo anterior montou uma forte estrutura de publicidade para divulgar o término das obras de asfalto ao longo de 20km. “Infelizmente o serviço com menos de um ano não aguentou a primeira temporada de chuva. Isso é falta de responsabilidade com o dinheiro público. Buracos e erosão para um asfalto revitalizado há menos de 8 meses é indemissível”, critica Thiago.

Leia Também:  34ª Cavalgada da Exposul ocorre na manhã deste sábado (06) veja o trajeto e as regras desta edição

Comentários Facebook

Agricultura

Mulheres líderes do agro realizam visita técnica à Brasília

Lideranças femininas do setor agropecuário de Mato Grosso embarcaram hoje (10.08) para uma visita técnica em Brasília. Ao longo dos próximos dias, um grupo com 40 mulheres visitará a Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária (CNA), a sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), o Instituto Pensar Agro (IPA), entre outras instituições na capital federal.

As atividades fazem parte da programação da Academia de Liderança – Mulheres Líderes do Agro, a primeira organizada pelo Senar-MT exclusivamente ao público feminino. Ao todo, serão três encontros, de julho a setembro. Nesta segunda etapa, que ocorre em Brasília, as mulheres conhecerão mais sobre a atuação das instituições visitadas, seus representantes e a estrutura dos poderes executivo, legislativo e judiciário.

A Academia de Liderança reúne produtoras rurais, lideranças sindicais e mulheres que trabalham no setor agropecuário. O objetivo é formar líderes que possam atuar nas mais diversas esferas que envolvem a agropecuária no estado e impulsionar ainda mais o seu desenvolvimento.

No primeiro módulo, que ocorreu em Cuiabá, as participantes aprenderam mais sobre atuação política no agro e autoconhecimento e propósito. Além disso, tiveram a oportunidade de conhecer as áreas de atuação de cada uma das instituições do Sistema Famato: o Senar-MT, Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Instituto Agrihub, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) e os Sindicatos Rurais.

Leia Também:  IPCA: deflação foi puxada por combustíveis; preços de alimentos sobem

Essa é a primeira visita técnica da Academia de Liderança, após o início da pandemia de Covid-19. “Esse momento foi muito aguardado, a pandemia adiou o nosso projeto, mas finalmente conseguimos realizá-lo e estamos muito felizes em poder reunir e fortalecer as mulheres do nosso setor”, afirmou o superintendente do Senar-MT, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, mais conhecido como Chico da Pauliceia.

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA