Politica MT

Delegado Claudinei solicita melhorias na infraestrutura do posto da PRF entre Itaúba e Nova Santa Helena


Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) reivindicou a necessidade da construção de um barracão para a realização de inspeções e de um canil no posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) que está localizado na rodovia BR-163, entre as cidades de Itaúba e Nova Santa Helena. As demandas foram apresentadas, na quinta-feira (9), em sessão plenária na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), sendo encaminhadas por meio das indicações de n.º 6.107/2021   e n.º 6.106/2021   à Superintendência e Diretoria Geral da instituição policial. 

Com a grande movimentação de veículos de cargas pesadas, que realizam a condução de produções agrícolas para o devido escoamento na região, os servidores da PRF têm que fazer a implementação de barreiras para fazerem as fiscalizações e, consequentemente, as inspeções de veículos e cargas. 

“A construção do barracão vai ajudar a proteger os policiais e motoristas parados durante as inspeções nos períodos de chuva e sol. Isso vai dar até melhores condições de trabalho aos servidores que diariamente estão na ativa no posto policial”, explica o parlamentar. 

Leia Também:  Deputado participa de ação social para crianças feita por bombeiros militares

Já a instalação de um canil na unidade policial vai favorecer que os cães farejadores fiquem à disposição, sendo preciso um local apropriado para abrigar e manter a permanência dos animais no local. “Os cães auxiliam os policiais em buscas e nas vistorias dos veículos abordados e a falta do canil, acaba interferindo na agilidade do trabalho dos policiais, devido os animais estarem na unidade de forma esporádica”. 

De acordo com Alexandre Batista de Oliveira, vice-presidente do Conselho Comunitário de Segurança de Itaúba (Conseg), essas demandas já foram discutidas na Câmara Municipal de Vereadores para melhorar a estrutura para os policiais rodoviários da região. “A gente reuniu com os prefeitos de Itaúba e Santa Helena, representantes da PRF, vereadores, entidades, associações de castanheiros e fazendeiros e a sociedade civil organizada. Precisamos que a PRF continue na nossa região, mas precisa ser feito uma nova estrutura e buscar meios para oferecer uma condição melhor para os servidores. Agradecemos o deputado Claudinei por ter abraçado a causa”, declarou. 

Leia Também:  Paulo Araújo quer instituir programa de conscientização sobre o descarte de cartuchos e toners

Região – Os municípios de Itaúba e Nova Santa Helena ficam localizados na região norte de Mato Grosso. Já o posto da PRF fica situado no km 946,8, na rodovia da BR-163.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook

Politica MT

Projeto de lei institui a “hora do colinho” na saúde pública mato-grossense


O tempo de “colo” mostra melhoria de indicadores como tempo de sono e ganho de peso

Foto: Ronaldo Mazza / Secretaria de Comunicação Social

Dr. Gimenez explica que o mesmo projeto foi implantado com sucesso no estado da Paraíba

Foto: MARCOS LOPES / ALMT

O Projeto de Lei nº 990/2021, de autoria do deputado estadual Dr. Gimenez (PV), institui a “hora do colinho” na rede de saúde pública de Mato Grosso. O objetivo é oferecer acolhimento afetivo a bebês recém-nascidos órfãos ou que por algum motivo estejam privados da presença materna durante a hospitalização.  

Conforme o parlamentar, o projeto será implementado por meio do Protocolo Operacional Padrão (POP), oferecido pela equipe multiprofissional competente. Poderão participar profissionais treinados pelas unidades hospitalares cadastrados ao projeto.  

“Após tantos anos trabalhando com crianças, posso dizer que, sem sombra de dúvida, o amor cura, pois a resposta do bebê será muito positiva ao tratamento depois desse momento de relaxamento proporcionado pela equipe de profissionais. A humanização ajuda a diminuir o estresse e reduz as sensações de eventuais dores”.  

Leia Também:  Primeiro-secretário recebe Moeda Honorífica da Polícia Militar

A orientação é que o governo estadual faça convênio com os municípios para a efetivação do POP, ampliando a abrangência para a rede municipal de saúde. Além de capacitação, essas unidades poderão criar uma sala específica, tecnicamente preparada e apta com ambiente silencioso, acolhedor e conforto para a recepção dos bebês recém-nascidos órfãos.

Os estabelecimentos de saúde que adotarem o projeto “hora do colinho” estarão autorizados a firmar convênios público-privados locais, nacionais ou internacionais de capacitação, treinamento, divulgação, publicidade e cooperação técnica pertinente ao uso do Protocolo.

Dr. Gimenez explica que Mato Grosso seria um dos pioneiros na implantação da proposta que vem sendo estudada pelo Ministério da Saúde para uso via Sistema Único de Saúde (SUS). “Muitas crianças ficaram órfãs durante a pandemia, o que nos sensibilizou muito e então veio a ideia de criar o projeto, afinal, a mão que cuida também é o colo que acalenta”.

Ele explica que o tempo de colo deve ser ajustado de acordo com a demanda do bebê. A técnica aprimora a respiração e promove a expansão da caixa torácica do recém-nascido, auxiliando o funcionamento do intestino e do estômago. 

Leia Também:  Ferrovia estadual deverá prestar homenagem ao senador Vicente Vuolo

“Nós avaliamos os dados preliminares da Maternidade Frei Damião, na Paraíba, onde esse projeto já foi implementado com muito sucesso e é realmente animador observar que de fato o tempo de “colo” mostra melhoria de indicadores como tempo de sono e ganho de peso, além da redução do refluxo e do tempo de internação”.  

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA