Politica MT

Deputado Thiago Silva entrega de certificados de cursos profissionalizantes em Paranatinga


Entrega de certificados em Paranatinga

Foto: HENRIQUE COSTA PIMENTA BRAGA

O deputado estadual Thiago Silva (MDB) participou ontem (15) da entrega de certificados de conclusão dos cursos técnicos de salgadeiro e padeiro em Paranatinga. O parlamentar destinou emenda para a criação dos cursos em seis cidades do estado. A vereadora Professora Eva Auxiliadora (MDB) fez a indicação em parceria com a prefeitura para atender o município.

Ao todo, 35 pessoas concluíram os cursos do Programa Qualifica MT, ministrados pelo Senai, e estão aptos para ingressar no mercado de trabalho na área de alimentos na região de Paranatinga e distritos. O deputado Thiago Silva parabenizou todos os concluintes e se colocou a disposição para continuar trabalhando para viabilizar cursos para o município.

“Para mim é motivo de muita alegria ver o brilho nos olhos de cada aluno que concluiu o curso e agora já estão planejando para começar a produzir e gerar emprego e renda, diante da pandemia onde muitos acabaram perdendo seus postos de trabalho. Agradeço o apoio da amiga vereadora Eva, prefeito Marquinhos, Vice-prefeita Darci e todos que contribuíram para a realização do curso profissionalizante. Paranatinga tem um futuro promissor, com amplo crescimento, e fico feliz em fazer parte da história dessas famílias”, disse o deputado Thiago.

Leia Também:  Pessoas obesas terão poltronas especiais no transporte público, cinemas e teatros

A vereadora destacou a importância da qualificação para mais de 30 pessoas do município e solicitou o apoio do deputado para ampliação dos cursos. “Agora essas famílias estão prontas para o mercado, podendo aumentar a sua renda e pra nós é uma honra ter a presença do deputado Thiago em nossa cidade. Iremos ampliar essa parceria para garantir novos cursos técnicos para a nossa população”, disse a vereadora.

Representando a prefeitura municipal, a vice-prefeita Darci Souza (MDB) prestigiou o evento de entregas e agradeceu todo o apoio do deputado Thiago Silva, que tem destinado emendas para o município e sempre se faz presente. “É motivo de alegria receber o deputado em nossa cidade e juntos realizarmos a capacitação para o mercado de trabalho. Contem com o apoio da prefeitura municipal e prefeito Marquinhos para realizar ações para a qualificação na nossa cidade”, disse Darci.

O deputado Thiago Silva também destinou R$ 200 mil para ajudar a prefeitura na criação do primeiro curso superior da história da Unemat em Paranatinga (Administração), que vai beneficiar 100 pessoas com o curso superior.

Leia Também:  Projeto de lei institui a "hora do colinho" na saúde pública mato-grossense
Fonte: ALMT

Comentários Facebook

Politica MT

Projeto de lei institui a “hora do colinho” na saúde pública mato-grossense


O tempo de “colo” mostra melhoria de indicadores como tempo de sono e ganho de peso

Foto: Ronaldo Mazza / Secretaria de Comunicação Social

Dr. Gimenez explica que o mesmo projeto foi implantado com sucesso no estado da Paraíba

Foto: MARCOS LOPES / ALMT

O Projeto de Lei nº 990/2021, de autoria do deputado estadual Dr. Gimenez (PV), institui a “hora do colinho” na rede de saúde pública de Mato Grosso. O objetivo é oferecer acolhimento afetivo a bebês recém-nascidos órfãos ou que por algum motivo estejam privados da presença materna durante a hospitalização.  

Conforme o parlamentar, o projeto será implementado por meio do Protocolo Operacional Padrão (POP), oferecido pela equipe multiprofissional competente. Poderão participar profissionais treinados pelas unidades hospitalares cadastrados ao projeto.  

“Após tantos anos trabalhando com crianças, posso dizer que, sem sombra de dúvida, o amor cura, pois a resposta do bebê será muito positiva ao tratamento depois desse momento de relaxamento proporcionado pela equipe de profissionais. A humanização ajuda a diminuir o estresse e reduz as sensações de eventuais dores”.  

Leia Também:  Profissionais da Saúde agradecem Wilson Santos por projeto pró-canabidiol

A orientação é que o governo estadual faça convênio com os municípios para a efetivação do POP, ampliando a abrangência para a rede municipal de saúde. Além de capacitação, essas unidades poderão criar uma sala específica, tecnicamente preparada e apta com ambiente silencioso, acolhedor e conforto para a recepção dos bebês recém-nascidos órfãos.

Os estabelecimentos de saúde que adotarem o projeto “hora do colinho” estarão autorizados a firmar convênios público-privados locais, nacionais ou internacionais de capacitação, treinamento, divulgação, publicidade e cooperação técnica pertinente ao uso do Protocolo.

Dr. Gimenez explica que Mato Grosso seria um dos pioneiros na implantação da proposta que vem sendo estudada pelo Ministério da Saúde para uso via Sistema Único de Saúde (SUS). “Muitas crianças ficaram órfãs durante a pandemia, o que nos sensibilizou muito e então veio a ideia de criar o projeto, afinal, a mão que cuida também é o colo que acalenta”.

Ele explica que o tempo de colo deve ser ajustado de acordo com a demanda do bebê. A técnica aprimora a respiração e promove a expansão da caixa torácica do recém-nascido, auxiliando o funcionamento do intestino e do estômago. 

Leia Também:  Allan Kardec representa Assembleia Legislativa no Fórum Mundial de Bioeconomia

“Nós avaliamos os dados preliminares da Maternidade Frei Damião, na Paraíba, onde esse projeto já foi implementado com muito sucesso e é realmente animador observar que de fato o tempo de “colo” mostra melhoria de indicadores como tempo de sono e ganho de peso, além da redução do refluxo e do tempo de internação”.  

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA