Destaque

Dona de açougue chora e diz que cuiabanos comem restos de carne crua

A dona do açougue Atacadão da Carne, Samara Rodrigues, que distribui “ossinhos” em Cuiabá, contou ao Fantástico – da TV Globo – que muitas famílias cuiabanas comem restos de carne crua.

A reportagem foi ar na noite deste domingo (25) e fez um balanço sobre o aumento da fome no país.

Conforme o Fantástico, dezenove milhões de brasileiros acordam atualmente sem saber se vão conseguir alguma refeição para o dia. Dois anos atrás, eram 10 milhões. Essa situação tem levado famílias brasileiras a cenas como as ocorridas na Capital de Mato Grosso, onde centenas buscam pelos “ossinhos”.

O Atacadão da Carne, localizado no bairro CPA 3, que distribui os ossos há 10 anos, diz que isso acontecia antes apenas uma vez por semana e, agora, são três. A crise provocada pela pandemia só fez a fila crescer.

“Tem gente que pega e já come cru, ali mesmo”, se emociona Samara Rodrigues.

O programa destacou que um dos motivos desse aumento do painel da fome, desde o início da pandemia, é devido ao reajuste no preço dos alimentos.

Leia Também:  Rondonópolis suspende vacinação de adolescentes sem comorbidades

O arroz ficou 56% mais caro e o preço do feijão-preto aumentou 71%. A saída para muitos brasileiros tem sido os grãos de segunda linha, como arroz fragmentado e feijão bandinha, que vem quebrados e com mais impureza.

A auxiliar de serviços gerais Cátia Barbosa Gomes está desempregada e conta apenas com R$ 260 do Bolsa Família para alimentar os três filhos, é uma delas.

“O feijão bandinha deve estar uns três ou quatro reais. O outro tá oito reais”, conta.

Fonte: Repórter MT / G1

Comentários Facebook

Destaque

Oito pessoas são presas durante Operação Integrada de Lei Seca

Oito pessoas foram presas na 46ª edição da Operação Integrada de Lei Seca em Cuiabá. As abordagens iniciaram por volta 23h30 de sexta-feira (17) na Avenida Getúlio Vargas e 100 veículos foram fiscalizados e aplicados 109 testes de alcoolemia.

Foram aplicados 11 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO), uma pelo motorista entregar o veículo a uma pessoa sem carteira nacional de habilitação, violando o artigo 310 do Código Brasileiro de Trânsito (CTB) e outras 10 por dirigirem sem habilitação.

Ao todo, foram aplicados 65 Autos de Infração de Trânsito, 21 por dirigirem sob efeito do álcool, 11 pela recusa do teste de alcoolemia, os 10 sem CNH, 15 por dirigirem veículo sem registro ou não licenciado e 8 por outros motivos.

Foram 44 veículos removidos, sendo 39 carros e 5 motocicletas. Vinte e quatro CNH foram recolhidas e um documento do veículo.

Em Cuiabá, a operação Lei Seca foi realizada pelo Gabinete de Gestão Integrada da Secretaria de Estado de Segurança Pública (GGI/Sesp), Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran), Detran, Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) e a policiais penais do Serviço de Operações Especiais Penitenciárias (SOE).

Leia Também:  Rondonópolis suspende vacinação de adolescentes sem comorbidades

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA