Policial

Em Poconé, suspeito de roubar fazenda e estelionatário são presos

Assessoria | PJC-MT

Investigadores da Delegacia da Polícia Civil de Poconé prenderam dois homens na sexta-feira (11), sendo em cumprimento de mandado de prisão por crime de roubo e outro em flagrante pela prática de estelionato de venda de um veículo pela internet.

O suspeito, Jean Carlos Gonçalves Neto, teve o mandado de prisão temporária cumprido por roubo em fazenda, na zona rural do município. Ele também responde por corrupção de menores, por empregar menores no crime ocorrido em novembro de 2018. Após ser notificado da ordem de prisão, o suspeito encontra-se sob responsabilidade do Sistema Prisional para ser apresentado em audiência de custódia.

O segundo preso trata-se de Weverton Marques de Souza, 29 anos, conhecido por Pituca. Ele foi preso por estelionato.  A prisão ocorreu dentro da agência bancária, quando o suspeito tentava sacar dinheiro proveniente de uma golpe.

Funcionários do banco acionaram a Polícia Civil, após a vitima moradora do estado da Bahia ver um anúncio de venda de um veículo em um site da OLX. A vítima, depois de negociar a compra, depositou o dinheiro na conta informada pelo anunciante, mas quando foi buscar o carro, constatou que havia caído no golpe.

Leia Também:  Três criminosos morrem em confronto com a PM

Imediatamente, a vítima registrou boletim de ocorrência e informou o banco sobre o depósito  R$ 19.485.00, na conta de Weverton Marques, que foi preso no momento que tentou sacar uma segunda parte do dinheiro. No dia anterior, quinta-feira (10), conseguiu tirar R$ 10 mil.

Já na segunda tentativa a conta estava bloqueada devido a comunicação da vítima. Ele foi conduzido para Delegacia e autuado em flagrante delito. O  preso será encaminhado para audiência de custódia.

Comentários Facebook

Destaque

Três criminosos morrem em confronto com a PM

Três suspeitos de terem cometido um assassinato no fim de semana em Sorriso, morreram em confronto com a polícia na manhã desta segunda-feira segunda-feira (15/08), no bairro Novo Horizonte 3.

A polícia informou que foram ao imóvel depois de uma denúncia e foi recebida a tiros.

Segundo consta no boletim de ocorrências, quando os policiais chegaram residência perceberam que os suspeitos estavam portando armas de fogo e que ao visualizarem a equipe policial apontaram as armas em direção dos policiais, então, diante da iminente e injusta agressão foram realizados disparos de arma de fogo em direção aos suspeitos até cessar a ação dos indivíduos, sendo desarmados.

Neste momento foi percebido que o suspeito Bruno Dutra portava uma arma de fogo do tipo pistola, Josiel Lima da Silva e Júlio Cesar Menezes da Cruz um revólver cada.

Posteriormente, foi acionado a equipe do corpo de bombeiros militar, que socorreram os suspeitos e encaminharam ao Hospital Regional de Sorriso, mas não resistiram aos ferimentos

Leia Também:  Mulher quebra garrafa de pinga e é espancada pelo marido em MT

Os mortos são Júlio Cézar Menezes da Cruz, 20 anos, Bruno Dutra, 17, e Josiel Lima da Silva, de 16 anos.

Na casa, foram apreendidas três armas, 33 munições e porções de drogas, além das roupas que o trio usava quando cometeram o crime.

Uma quarta pessoa, também suspeita de participar do homicídio, está foragida.

MORTE NA TANGARÁ

O homicídio foi registrado na madrugada de sábado (13/08), em um conjunto de quitinetes, na região leste do município.

A vítima foi identificada como Israel Oliveira da Cruz, de 22 anos, e tinha três perfurações de arma de fogo.

Imagens capturadas por câmeras de segurança ajudaram a polícia a identificar os suspeitos.

A polícia investiga.

Fonte: G1/JKNotícias

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA