Agricultura

Fazenda no Pará é produtiva e invasores deverão ser responsabilizados, afirma Nabhan

Invasores da Fazenda Novo Mundo, no município de Itupiranga, a 50 Km de Marabá (PA), deverão ser responsabilizados civil e criminalmente, de acordo com o secretário especial de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Nabhan Garcia. O secretário conversou com o governador do Pará, Helder Barbalho, e pediu empenho para que seja mantido o estado democrático de direito, identificados os autores da invasão e tomadas as medidas cabíveis pelas autoridades locais.

“É uma propriedade particular, altamente produtiva, condição reconhecida pelo Incra, não havendo interesse em desapropriá-la, que cumpre sua função social”. Nabhan informou que a sede foi invadida por homens armados e que cerca de 15 funcionários chegaram a ser mantidos em cárcere privado, por várias horas, sendo liberados gradualmente. Cerca de 300 invasores se encontram no local.

A propriedade, informou, tem médio porte (2.900 hectares) cria gado e mantém diversas culturas. Como determina a Lei 8.629/1993, a propriedade invadida não poderá ser vistoriada nem desapropriada por um prazo de dois anos, após ser invadida.

Leia Também:  Agricultura leva feira de pequenos produtores e Vitrine Tecnológica para a 48ª Exposul

“O governo vai cumprir a lei e não vai aceitar esta prática de invadir propriedades, nem vandalismo. A reforma agrária está na lei e vai continuar na lei, seja para Pedro ou para Paulo. Se tiver um proprietário com terra improdutiva, o Incra irá lá, fará a vistoria, e, então, será desapropriada”, comentou.

O secretário observou que a União Nacional Camponesa, que assumiu a invasão, não é uma entidade legalmente registrada.

Recursos para assentamentos

Durante entrevista coletiva, Nabhan Garcia adiantou que serão repassados recursos à construção de mil casas para assentados no Nordeste. “Os assentados serão orientados e assistidos pelo governo. Vamos transformá-los em verdadeiros produtores rurais.

A respeito do Conselho Interministerial de Demarcações de Terras, que terá a participação de cinco ministérios, Garcia adiantou que estão sendo definidos os integrantes e os órgãos que estarão ligados a ele.

Em relação à venda de terras a estrangeiros, disse que, na sua opinião, serão benvindos, desde que tudo seja feito dentro da lei e respeitando as suas limitações.

Leia Também:  Mulheres líderes do agro realizam visita técnica à Brasília

Mais informações à Imprensa
Coordenação Geral de Comunicação Social
Janete Lima
imprensa@agricultura.gov.br

Comentários Facebook

Agricultura

Mulheres líderes do agro realizam visita técnica à Brasília

Lideranças femininas do setor agropecuário de Mato Grosso embarcaram hoje (10.08) para uma visita técnica em Brasília. Ao longo dos próximos dias, um grupo com 40 mulheres visitará a Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária (CNA), a sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), o Instituto Pensar Agro (IPA), entre outras instituições na capital federal.

As atividades fazem parte da programação da Academia de Liderança – Mulheres Líderes do Agro, a primeira organizada pelo Senar-MT exclusivamente ao público feminino. Ao todo, serão três encontros, de julho a setembro. Nesta segunda etapa, que ocorre em Brasília, as mulheres conhecerão mais sobre a atuação das instituições visitadas, seus representantes e a estrutura dos poderes executivo, legislativo e judiciário.

A Academia de Liderança reúne produtoras rurais, lideranças sindicais e mulheres que trabalham no setor agropecuário. O objetivo é formar líderes que possam atuar nas mais diversas esferas que envolvem a agropecuária no estado e impulsionar ainda mais o seu desenvolvimento.

No primeiro módulo, que ocorreu em Cuiabá, as participantes aprenderam mais sobre atuação política no agro e autoconhecimento e propósito. Além disso, tiveram a oportunidade de conhecer as áreas de atuação de cada uma das instituições do Sistema Famato: o Senar-MT, Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Instituto Agrihub, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) e os Sindicatos Rurais.

Leia Também:  Mulheres líderes do agro realizam visita técnica à Brasília

Essa é a primeira visita técnica da Academia de Liderança, após o início da pandemia de Covid-19. “Esse momento foi muito aguardado, a pandemia adiou o nosso projeto, mas finalmente conseguimos realizá-lo e estamos muito felizes em poder reunir e fortalecer as mulheres do nosso setor”, afirmou o superintendente do Senar-MT, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, mais conhecido como Chico da Pauliceia.

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA