Destaque

Gasp e Polícia Civil prendem dois homens em flagrante por descarte irregular de lixo

Mais uma vez o Gabinete de Apoio à Segurança Pública do Município (Gasp), junto a Polícia Civil, realizou duas prisões em flagrante por descarte irregular de lixo em Rondonópolis. A ocorrência foi registrada nesta terça-feira (19), às margens do Anel Viário, nas proximidades da entrada para a comunidade de Campo Limpo.

O flagrante ocorreu durante a fiscalização intensiva para coibir o descarte ilegal de lixo na cidade. Dois homens que estavam descartando capas de fios elétricos no local foram orientados, primeiramente, a recolher o lixo e encaminhá-lo para a destinação correta e depois foram levados para a 1ª Delegacia de Rondonópolis. Os dois irão responder por crime ambiental.

O coordenador do Gasp, Valdemir Castilho Soares, Biliu, destacou que a Prefeitura e a Polícia Civil intensificou a fiscalização com o objetivo de coibir o descarte ilegal de lixo na cidade. Essas ações continuarão em andamento e pessoas flagradas cometendo esse tipo de crime serão multadas e responderão judicialmente por crime ambiental.

“A Prefeitura vem realizando a limpeza periódica dos bolsões de lixo irregular da cidade e as pessoas precisam se conscientizar de que não podem descartar o lixo irregularmente. A fiscalização intensiva não tem prazo para terminar e será feita, inclusive, aos fins de semana e feriados”, reforçou.

Leia Também:  PM flagra racha de veículos e prende 11 motociclistas em flagrante

A cidade conta com coleta de lixo regular, bem como com os ecopontos, onde se pode fazer o descarte correto de alguns tipos de resíduos como móveis, restos de jardinagem, entre outros.

Fonte: Danielly Tonin – Gcom

Comentários Facebook

Brasil

Decreto cria verbas para pagar Auxílio Brasil de R$ 400 em dezembro

A edição extra do Diário Oficial da União (DOU) de terça-feira (7) trouxe o texto da medida provisória (MP) 1.076 de 2021, que antecipa o pagamento do novo valor do Auxílio Brasil – programa social de distribuição de renda que substitui o antigo Bolsa Família.

O instrumento cria um benefício extraordinário que complementa as parcelas já previstas do Auxílio Brasil para o valor de R$ 400 divulgado pelo governo. A manobra ocorre devido à necessidade de promulgação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios, que deverá ser fatiada e que possibilitará a alocação de recursos para o pagamento integral do Auxílio Brasil.

Segundo o calendário de pagamentos já divulgado pela Caixa, os créditos relativos à parcela de dezembro do Auxílio Brasil serão recebidos a partir da próxima sexta-feira (10).

Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro comentou sobre a PEC dos Precatórios e afirmou que o instrumento não é “calote”, mas uma forma viável de realocar dívidas em prol de uma revisão justa de benefícios sociais.

Leia Também:  PM flagra racha de veículos e prende 11 motociclistas em flagrante

“[A PEC dos Precatórios] não é um calote, muito pelo contrário. É uma renegociação, um alongamento de dívida para quem tinha mais de R$ 600 mil para receber do governo. É isso que nos permite um saldo, um espaço, para potencializar com justiça o programa”, disse o presidente durante a cerimônia de assinatura da concessão de frequências do 5G no Palácio do Planalto.

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA