Mato Grosso

Governador pede que ministra libere recursos para dar celeridade em cadastros rurais

Dar celeridade em 50 mil Cadastros Ambientais Rurais (CAR) que estão parados na Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), foi um dos temas discutidos pelo governador Mauro Mendes com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina. 

O governador requereu a liberação de um recurso do Fundo da Amazônia, de um convênio que foi assinado no ano passado, no valor de R$ 20 milhões.

Caso seja liberado pelo Governo Federal valor, o valor será aplicado para dar celeridade na avaliação e regularização dos cadastros, segundo o governador.

“Esse recurso é extremamente importante para que possamos dar celeridade na política de regularização ambiental do Estado”, destacou.

“Hoje na Secretaria de Meio Ambiente há mais de 50 mil CARs protocolados e, no ano passado, a secretaria conseguiu analisar apenas dois mil, dos quais 600 foram cancelados em operação realizada pelo Ministério Público Estadual, por indícios de regularidades. Se continuar nesse mesmo ritmo de 2018, nos iríamos levar quase 30 anos para fazer a análise e a devolutiva para o cidadão que realmente precisa desse documento”, ressaltou.

Leia Também:  Sine MT oferta 2,9 mil vagas de emprego em 27 municípios

Ainda de acordo com Mauro Mendes, a falta da regularização prejudica o proprietário que não consegue obter financiamento nas instituições bancárias. 

“Com o documento ele poderá produzir, gerar emprego e até contribuir com o Estado de Mato Grosso”, ponderou.

“Por isso a importância desse recurso, para que possamos fazer um grande programa de regularização do CAR, que é fundamental para destravar esse setor, fazer a Sema funcionar e cumprir o seu papel perante os proprietários de milhares de imóveis rurais do nosso Estado”, disse.

Comentários Facebook

Agricultura

Mulheres líderes do agro realizam visita técnica à Brasília

Lideranças femininas do setor agropecuário de Mato Grosso embarcaram hoje (10.08) para uma visita técnica em Brasília. Ao longo dos próximos dias, um grupo com 40 mulheres visitará a Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária (CNA), a sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), o Instituto Pensar Agro (IPA), entre outras instituições na capital federal.

As atividades fazem parte da programação da Academia de Liderança – Mulheres Líderes do Agro, a primeira organizada pelo Senar-MT exclusivamente ao público feminino. Ao todo, serão três encontros, de julho a setembro. Nesta segunda etapa, que ocorre em Brasília, as mulheres conhecerão mais sobre a atuação das instituições visitadas, seus representantes e a estrutura dos poderes executivo, legislativo e judiciário.

A Academia de Liderança reúne produtoras rurais, lideranças sindicais e mulheres que trabalham no setor agropecuário. O objetivo é formar líderes que possam atuar nas mais diversas esferas que envolvem a agropecuária no estado e impulsionar ainda mais o seu desenvolvimento.

No primeiro módulo, que ocorreu em Cuiabá, as participantes aprenderam mais sobre atuação política no agro e autoconhecimento e propósito. Além disso, tiveram a oportunidade de conhecer as áreas de atuação de cada uma das instituições do Sistema Famato: o Senar-MT, Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Instituto Agrihub, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) e os Sindicatos Rurais.

Leia Também:  Homem é espancado por populares após agredir mulher em MT

Essa é a primeira visita técnica da Academia de Liderança, após o início da pandemia de Covid-19. “Esse momento foi muito aguardado, a pandemia adiou o nosso projeto, mas finalmente conseguimos realizá-lo e estamos muito felizes em poder reunir e fortalecer as mulheres do nosso setor”, afirmou o superintendente do Senar-MT, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, mais conhecido como Chico da Pauliceia.

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA