Destaque

Juiz manda prender empresário do agro acusado de encomendar morte de irmãos em MT

O empresário do agronegócio Sérgio João Marchett, acusado de ser o principal mandante do assassinato dos irmãos Brandão Araújo Filho e José Carlos Machado Araújo, crimes ocorridos em Rondonópolis nos anos 1999 e 2000, pode ser preso pela Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol).

Marchett tinha que cumprir medidas cautelares, dentre elas a de comparecimento em juízo a cada dois meses, o que não faz desde julho de 2015. Isso levou o juiz da 1ª Vara Criminal da Comarca de Rondonópolis (MT), Wagner Plaza Machado Junior, a decretar sua prisão preventiva. O acusado declarou residência em dois países que fazem fronteira com o Brasil: Bolívia e Colômbia, o que coloca a Interpol como uma das forças de segurança para prendê-lo.

A decisão também determina que o réu Sérgio Marchett seja julgado em sessão do Tribunal do Júri por envolvimento nas mortes dos “irmãos Araújo”, como ficou conhecido o caso.

Leia Também:  Polícia Civil cumpre mandados contra grupo envolvido em execução de empresário

Eles foram assassinados à luz do dia no Centro de Rondonópolis, em 10 de agosto de 1999 e 28 de dezembro de 2000. O ex-cabo da PM Hércules Agostinho, foi o primeiro a ser preso, após assumir o assassinato dos irmãos. Durante a reconstituição dos homicídios, entregou todos os envolvidos: Mônica Marchett, filha de Sérgio João Marchett, um irmão de Sérgio Marchett, Ildo Roque Guareschi e o Sargento José Jesus de Freitas.

Hércules informou que a família Marchett, proprietária da empresa Sementes Mônica, era mandante dos crimes. Em sessão realizada no Tribunal do Júri de Rondonópolis, em 14 de junho de 2018, o pistoleiro Célio Alves de Souza também confessou sua participação nos homicídios. Ele também acusou empresário Sérgio e sua filha de serem os mandantes, detalhando ainda a participação de todos os envolvidos.

Como pagamento pela execução dos irmãos, Hercules e Célio Alves de Souza receberam um veículo Gol. O veículo pertencia à empresa Mônica Armazéns Gerais Ltda, de propriedade de Mônica Marchett. Depois de 15 anos da morte dos irmãos, somente os pistoleiros foram julgados e condenados.

irmaaos araujo

Leia Também:  Corpo de homem é encontrado com facas cravadas no pescoço em Rondonópolis

Irmãos Araújo foram assassinados no centro de Rondonópolis a mando da família Marchett.

Leia também

Comentários Facebook

Agricultura

Mulheres líderes do agro realizam visita técnica à Brasília

Lideranças femininas do setor agropecuário de Mato Grosso embarcaram hoje (10.08) para uma visita técnica em Brasília. Ao longo dos próximos dias, um grupo com 40 mulheres visitará a Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária (CNA), a sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), o Instituto Pensar Agro (IPA), entre outras instituições na capital federal.

As atividades fazem parte da programação da Academia de Liderança – Mulheres Líderes do Agro, a primeira organizada pelo Senar-MT exclusivamente ao público feminino. Ao todo, serão três encontros, de julho a setembro. Nesta segunda etapa, que ocorre em Brasília, as mulheres conhecerão mais sobre a atuação das instituições visitadas, seus representantes e a estrutura dos poderes executivo, legislativo e judiciário.

A Academia de Liderança reúne produtoras rurais, lideranças sindicais e mulheres que trabalham no setor agropecuário. O objetivo é formar líderes que possam atuar nas mais diversas esferas que envolvem a agropecuária no estado e impulsionar ainda mais o seu desenvolvimento.

No primeiro módulo, que ocorreu em Cuiabá, as participantes aprenderam mais sobre atuação política no agro e autoconhecimento e propósito. Além disso, tiveram a oportunidade de conhecer as áreas de atuação de cada uma das instituições do Sistema Famato: o Senar-MT, Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Instituto Agrihub, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) e os Sindicatos Rurais.

Leia Também:  Veículo roubado no Rio de Janeiro é recuperado em Rondonópolis

Essa é a primeira visita técnica da Academia de Liderança, após o início da pandemia de Covid-19. “Esse momento foi muito aguardado, a pandemia adiou o nosso projeto, mas finalmente conseguimos realizá-lo e estamos muito felizes em poder reunir e fortalecer as mulheres do nosso setor”, afirmou o superintendente do Senar-MT, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, mais conhecido como Chico da Pauliceia.

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA