Brasil

Leilão da Receita tem celulares Xiaomi por R$ 300, iPhones e mais

A Receita Federal realiza leilões de lotes de produtos que foram apreendidos em aeroportos e fronteiras do Brasil. Nesta semana, o órgão vai realizar um pregão, em São Paulo, de pacotes com iPhones, celulares Xiaomi, eletrônicos diversos e até patinetes elétricos, a partir de R$ 300. As propostas serão abertas em 18 de julho.

Os lotes anunciados pela Receita Federal podem ter desde um produto até dezenas de itens. O pacote de número 23, por exemplo, inclui apenas um Redmi Note 8 pelo lance inicial de R$ 600.

Já os pacotes 44 e 59 garantem três unidades do Redmi 7A — sendo que cada um deles têm lance inicial de R$ 300. Enquanto isso, o lote de número 1 traz dois iPhone 7, com duas películas e uma capa por R$ 2.500.

A Receita Federal ainda oferece alguns itens curiosos, como lotes de milhares de patinetes elétricos da Grin. Os pacotes 165, 166, 167 e 168 têm, ao todo, 4.992 unidades do produto. Os lances começam em R$ 200 mil ou R$ 260 mil, dependendo da quantidade de patinetes no lote.

Leia Também:  Votorantim oferta vagas para curso gratuito de qualificação profissional para pessoas com deficiência

Como participar do leilão da Receita Federal

Para tentar arrematar um lote no do leilão da Receita Federal você precisa seguir os seguintes passos:

  1. Obtenha um certificado digital (comprado à parte);
  2. Consiga um código de acesso pelo Portal e-CAC;
  3. Acesse o site da Receita Federal e procure o edital de número 0817900/000003/2022;
  4. Apresente suas propostas.

As propostas podem ser realizadas até o dia 18 de julho, às 08h (horário de Brasília. A classificação e a sessão para lances irão ocorrer em 27 de julho, às 9h e 10h, respectivamente.

Para participar do leilão é preciso ter pelo menos 18 anos ou ser emancipado. Tanto pessoas jurídicas quanto físicas podem apresentar propostas.

Vale lembrar que a Receita Federal não envia os produtos arrematados. Caso consiga comprar algum pacote, é preciso retirá-lo no local indicado pelo órgão. Para o edital 0817900/000003/2022, dependendo do lote, as mercadorias ficam armazenadas em 10 lugares diferentes, no estado de São Paulo. São eles:

  • DMA Ipiranga;
  • Mooca Multilog;
  • CNAGA;
  • Santo André;
  • AGESBEC;
  • SBC Lachmann;
  • LOCALFRIO S.A Armazéns Gerais Frigoríficos;
  • EMBRAGEN;
  • AURORA EADI – Aurora Terminais e Serviços Ltda.;
  • Barueri Multilog.
Leia Também:  Acordar na madrugada para comer pode ser distúrbio de sono, diz médica

Celulares e itens de destaque no leilão

Confira, logo abaixo, tabela com os principais lotes de produtos deste leilão da Receita Federal:

Lote Lance mínimo Produtos
1 R$ 2.500,00 2x iPhone 7 2x Películas 1x Capa
12 R$ 1.250,00 2x Redmi Note 8
13 R$ 1.250,00 2x Redmi Note 8
14 R$ 2.400,00 3x Redmi Note 8 Pro
15 R$ 2.400,00 3x Redmi Note 8 Pro
16 R$ 2.400,00 3x Redmi Note 8 Pro
17 R$ 2.400,00 3x Redmi Note 8 Pro
18 ao 22 R$ 1.800,00 3x Redmi Note 8
23 R$ 600,00 1x Redmi Note 8
24 ao 32 R$ 1.800,00 3x Redmi Note 8
33 R$ 600,00 1x Redmi Note 8
35 R$ 800,00 3x Redmi Note 8
36 R$ 600,00 1x Redmi Note 8 Pro 2x Moto C
37 R$ 1.200,00 1x Redmi 6 1x Mi 8 Lite 2x Smartwatch Xiaomi 1x Redmi Note 8 1x “sport bracelet”
38 R$ 900,00 3x Redmi Note 8
39 R$ 700,00 3x Mi A3
40 R$ 900,00 3x Mi A3
41 R$ 1.900,00 1x Mi 9T 1x Redmi Note 8 3x Mi Smart Band 1x Redmi 6
42 R$ 700,00 3x Mi A3
43 R$ 900,00 3x Redmi Note 7
44 R$ 300,00 3x Redmi 7A
45 R$ 700,00 1x Redmi 8A 1x Redmi Note 8 Pro 1x Redmi Note 7
46 ao 48 R$ 800,00 3x Redmi Note 8
49 R$ 1.700,00 2x Mi A3 2x Redmi Note 8
50 R$ 900,00 1x Moto C 1x Redmi 8A
51 e 52 R$ 400,00 3x Redmi 7A
53 R$ 800,00 3x Redmi Note 8
54 R$ 600,00 1x Redmi 7A 2x Redmi Note 8
55 R$ 800,00 3x Mi 8 Lite
56 R$ 1.500,00 2x iPhone 6S Plus
57 R$ 1.300,00 3x iPhone 6s
58 R$ 2.800,00 3x iPhone 6s 3x Apple Watch series 3
59 R$ 300,00 3x Redmi 7A
60 R$ 1.100,00 2x Mi 9 LIte 1x Mi 9 SE
61 R$ 600,00 2x Mi 8 Lite 1x CAT B25
62 e 63 R$ 800,00 3x Redmi Note 8
64 R$ 1.800,00 3x Moto E Play
65 R$ 700,00 2x Redmi Note 8 1x Redmi 8A
66 R$ 1.700,00 3x Mi 9T Pro
67 R$ 1.000,00 3x Redmi Note 8 Pro
68 R$ 800,00 3x Redmi Note 8
69 R$ 1.000,00 2x Redmi Note 7 1x Redmi Note 8 Pro
70 R$ 800,00 3x Mi 8 Lite
71 R$ 900,00 2x Redmi Note 7 1x Mi 8 Lite
72 ao 76 R$ 1.100,00 3x Redmi Note 8
77 R$ 1.300,00 2x Moto E Play 1x Galaxy J5
78 ao 81 R$ 900,00 3x Mi A3
82 ao 90 R$ 800,00 3x Redmi Note 8
91 R$ 700,00 1x Redmi Note 8 2x Redmi 7
92 R$ 1.300,00 2x Mi A1 1x smartwatch 1x Redmi Note 7
93 R$ 600,00 1x Redmi 8 2x Redmi 8A
94 ao 98 R$ 1.100,00 3x Redmi Note 8
99 e 100 R$ 400,00 3x Redmi 8A
101 e 102 R$ 2.100,00 3x Redmi 7 3x Amazfit (não especificada)
103 ao 105 R$ 1.700,00 3x Redmi 7A 3x Amazfix (não especificada)
106 R$ 1.500,00 1x Redmi 8A 1x Mi 9 SE 1x Galaxy J5 1x Mi Band 4?
107 R$ 1.900,00 2x Redmi 7 1x Redmi 7A 3x Mi Band 4?
108 R$ 1.400,00 2x Amazfit (não especificada) 1x “pulseira M4” 2x Redmi Note 8
109 R$ 2.100,00 1x Mi Band 4? 1x Mi 9 Lite 2x Mi Smart Band 4 2x Redmi Note 8 2x Redmi Airdots
110 R$ 2.200,00 3x Amazfit (não especificada) 3x Redmi Airdots 3x Mi A3
111 R$ 2.100,00 3x Mi Band 4? 3x Redmi Airdots 1x Mi A3 1x Redmi 8 1x Redmi Note 8
112 R$ 900,00 2x Moto C 3c Redmi Airdots 1x Redmi Note 8
113 R$ 2.800,00 3x Amazfit (não especificada) 3x Redmi Airdots 2x smartphone (não especificado) 1x Redmi Note 8
114 R$ 3.100,00 3x Amazfit (não especificada) 3x Redmi Airdots 3x smartphone (não especificado)
115 R$ 2.200,00 3x Amazfit (não especificada) 3x Redmi Airdots 3x Redmi Note 8
116 R$ 2.900,00 3x Mi Band 4? 1x Redmi Airdots 1x Redmi Note 8 Pro 2x smartphone (não especificado)
117 R$ 2.700,00 3x Mi Band 4? 2x smartphone (não especificado) 2x Redmi Note 8
118 R$ 2.800,00 3x Amazfit (não especificada) 2x smartphone (não especificado) 1x Redmi Note 8 Pro
119 R$ 2.700,00 3x Amazfit (não especificada) 2x smartphone (não especificado) 1x Redmi Note 8
120 R$ 2.700,00 3x Amazfit (não especificada) 2x smartphone (não especificado) 1x Redmi Note 8
121 R$ 3.000,00 3x Amazfit (não especificada) 3x smartphone (não especificado)
122 R$ 2.400,00 3x Amazfit (não especificada) 1x smartphone (não especificado) 1x Redmi 8 1x Redmi Note 8
123 R$ 2.300,00 3x Amazfit (não especificada) 2x Redmi Note 8 Pro 1x Mi A3
124 R$ 2.300,00 3x Amazfit (não especificada) 2x Redmi Note 8 Pro 1x Redmi Note 8
125 R$ 2.200,00 3x Amazfit (não especificada) 2x Redmi Note 8 1x Redmi Note 8 Pro
126 R$ 2.100,00 3x Amazfit (não especificada) 1x Redmi 8 1x Redmi Note 8 Pro 1x Redmi Note 8
127 R$ 2.200,00 3x Amazfit (não especificada) 2x Redmi Note 7 1x Mi 9 Lite
128 R$ 2.400,00 3x Amazfit (não especificada) 1x Redmi Note 8 1x Mi 9 Lite 1x Redmi 8
129 R$ 1.100,00 3x smartwatch (não especificado) 1x Redmi Note 8 2x Redmi Note 7
130 ao 136 R$ 2.900,00 3x Mi Band 4? 3x Redmi Note 8
137 R$ 1.600,00 2x Mi Band 4? 1x smartwatch (não especificado) 3x Mi A3
138 R$ 1.700,00 3x smartwatch (não especificado) 3x Redmi Note 8
139 R$ 700,00 1x smartwatch (não especificado) 3x Mi A3
140 R$ 600,00 1x Mi A3 2x Redmi Note 8
141 R$ 600,00 1x Xiaomi “Lite 8” 1x Redmi Note 8 1x Redmi 8A
142 ao 153 R$ 1.600,00 3x Redmi Note 8
165 R$ 260.000,00 1536x Patinetes elétricos (da Grin)
166 R$ 200.000,00 1152x Patinetes elétricos (da Grin)
167 R$ 200.000,00 1152x Patinetes elétricos (da Grin)
168 R$ 200.000,00 1152x Patinetes elétricos (da Grin)
182 R$ 238.000,00 21x Servidor Dell PowerEdge R640
203 R$ 10.000,00 300x SSD Kingston 120GB 20x SSD Lexar 128GB 12x SSD Lexar 256GB
204 R$ 3.000,00 2x iPad (não especificado) 1x MacBook Air

Fonte: IG TECNOLOGIA

 

 

 

Comentários Facebook

Brasil

Entidade alerta para risco de diabetes em gestantes

Um dos momentos mais especiais na vida de uma mulher pode se tornar um pesadelo se os cuidados devidos não forem tomados. A Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) alerta para a diabetes mellitus gestacional, que afeta 18% das gestações no Brasil.

Condição temporária gerada pelas mudanças no equilíbrio hormonal durante a gravidez, a diabetes gestacional ocorre porque, em algumas mulheres, o pâncreas não funciona direito na gestação. Normalmente, o órgão produz mais insulina que o habitual nesse período para compensar os hormônios da placenta que reduzem a substância no sangue. No entanto, em algumas gestações, o mecanismo de compensação não funciona, elevando as taxas de glicose.

O problema pode causar complicações tanto para a mãe como para o bebê. No curto prazo, a doença pode estimular o parto prematuro e até a pré-eclâmpsia. O bebê pode nascer acima do peso e sofrer de hipoglicemia e de desconforto respiratório.

A diabetes gestacional normalmente desaparece após o parto, mas pode deixar sequelas duradouras. As mulheres com o problema têm mais chance de progredirem para a diabetes mellitus tipo 2. As crianças também têm mais chances de desenvolverem a doença e de ficarem obesos.

Leia Também:  Sistema Fecomércio-MT inicia segunda etapa do projeto ‘Movimenta’ em Rondonópolis e Jaciara

Recomendações
A doença pode acometer qualquer mulher. Como nem sempre os sintomas são identificáveis, a SBD recomenda que todas as gestantes pesquisem a glicemia de jejum no início da gestação e, a partir da 24ª semana de gravidez (início do 6º mês). Elas também devem fazer o teste oral de tolerância à glicose, que mede a glicemia após estímulo da ingestão de glicose.

As recomendações principais, no entanto, são o pré-natal e a alimentação saudável. Quanto mais cedo o obstetra diagnosticar a doença e iniciar o tratamento, menores as chances de a mãe e o bebê sofrerem alguma complicação no curto e no longo prazo.

Além do controle das glicemias capilares, o tratamento da diabetes gestacional consiste num estilo de vida mais saudável, com atividade física e alimentação regrada. As refeições devem ser fracionadas ao longo do dia. As gorduras devem dar lugar às frutas, verduras, legumes e alimentos integrais. Se não houver contraindicação do obstetra, exercícios físicos moderados também devem fazer parte da rotina.

Na maior parte das vezes, esses cuidados dispensam a aplicação de insulina. Se, ainda assim, os níveis de glicose continuarem altos, o médico pode indicar a substância. A SBD alerta que as mulheres diabéticas tipo 1 ou 2 que engravidam não são consideradas portadoras de diabetes gestacional porque essa doença só aparece após o início da gravidez. As mulheres com altos níveis de glicemia na gestação devem fazer um novo teste de sobrecarga de glicose seis semanas depois de darem à luz.

Leia Também:  Sine Municipal disponibiliza 529 vagas de emprego nesta sexta-feira (12)

Perfil
Em todo o mundo, o problema afeta cerca de 15% das gestações, segundo a International Diabetes Federation, o que representa 18 milhões de nascimentos por ano. No entanto, a prevalência varia conforme a região, indo de 9,5% na África para 26,6% no Sudeste Asiático. No Brasil, estima-se que a prevalência é de 18%.

Para prevenir a doença, as mulheres devem prestar atenção a fatores de risco: história familiar de diabetes mellitus; glicose alterada em algum momento antes da gravidez; excesso de peso antes ou durante a gravidez; gravidez anterior com feto nascido com mais de 4 quilos; histórico de aborto espontâneo sem causa esclarecida; hipertensão arterial; pré-eclampsia ou eclampsia em gestações anteriores; síndrome dos ovários policísticos e uso de corticoides.

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA