Politica MT

Moradores do Centro América serão beneficiados com asfalto


Foto: MAURICIO BARBANT / ALMT

Localizado na região da grande Morada da Serra, na capital, o bairro Centro América será asfaltado nos próximos meses, conforme explicou o deputado Eduardo Botelho (DEM), primeiro-secretário da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), que interviu junto ao governo do estado para atender essa reivindicação dos três mil moradores do bairro.

“É uma ação importante para melhorar a infraestrutura do bairro, um compromisso que fiz com a população e, agora, começa a ser executado”, afirmou o deputado.  

O contrato foi publicado no Diário Oficial, no final de setembro deste ano, formalizando o prazo de vigência e da execução dos serviços contratados pela Secretaria de Infraestrutura e Logística – Sinfra, conforme Extrato do Instrumento Contratual nº 080/2021/00/00/SINFRA, Processo: 206505/2021, para a execução de serviços de pavimentação asfáltica e drenagem de vias urbanas no loteamento Centro América, em Cuiabá, e outras localidades, totalizando o valor do contrato de R$ 3,4 milhões.

Os moradores aguardam ansiosos pelo investimento, que vai melhorar as condições de moradia e, consequentemente, a qualidade de vida. Pois, mesmo sendo bem localizado, o bairro ainda não tem infraestrutura adequada e, seus moradores, padecem com a poeira no período da estiagem e lama na época das chuvas.

Leia Também:  MT-130 na região de Paranatinga será pavimentada

De acordo com o presidente do bairro Centro América, Luciano de Campos, muitas reuniões foram realizadas à consolidação da obra, mas somente após o intermédio do deputado Botelho esse sonho começa a se tornar realidade.

“Se não fosse o deputado Botelho esse projeto estaria parado ainda, mas com a ajuda dele o projeto está a todo vapor e as obras prestes a serem iniciadas. É uma demanda muito antiga, o bairro vem lutando há muitos anos para o asfalto acontecer. Devido a tantas lutas e dificuldades, a obra já era para ter sido concretizada, mas o governo passado não efetuou o pagamento à empreiteira e a obra não aconteceu. Então, recorremos ao deputado Botelho, que não mediu esforços e está nos ajudando. Graças a ele, vivenciamos uma nova realidade”, afirmou Campos.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook

Politica MT

Comissão de Meio Ambiente ouve coordenador de comitê ambiental do Tribunal de Contas


Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

A Comissão de Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Recursos Minerais recebeu, na tarde desta terça-feira (7), o secretário-geral de Controle Externo do Tribunal de Contas do Estado (TCE/MT), Roberto Carlos Figueiredo, que apresentou ações do Comitê Interno de Gestão Ambiental (Ciga), do qual é coordenador na corte estadual.

O convidado destacou a atuação feita pelo Ciga em sete municípios e também as observações encaminhadas para os órgãos competentes após análise do comitê. Entre os apontamentos elaborados pelo Tribunal de Contas está o chamamento dos chefes de executivo e legislativo municipais para contribuírem no enfrentamento às queimadas florestais por meio da disponibilização de maquinário pesado e operador para a abertura de aceiros, com reembolso do combustível gasto por parte do governo estadual. 

As observações também continham a necessidade de urgente realização de campanhas voltadas à conscientização da população para a não utilização da técnica de queima de expansão (fogo contra fogo). “O tribunal esteve presente lá naquele momento e constatou algumas observações do que precisava ser feito de imediato”, explica Roberto Carlos Figueiredo. “Nós viemos aqui na Assembleia também defender que o plano do governo para 2022 tem de ser feito ouvindo o pantaneiro”, completou.

Leia Também:  ALMT derruba parecer e aprova projeto que permite realização de "prova de vida" em domicílio

O titular da Secretaria de Assessoria Parlamentar do TCE, Carlos Brito, argumentou que o trabalho de acompanhamento de investimentos e diálogo com diferentes poderes permite que seja feita um planejamento mais efetivo de gestão ambiental no estado.

No encontro, o presidente da Comissão de Meio Ambiente, deputado Carlos Avallone (PSDB), mostrou satisfação com as ações tomadas pelo governo do estado e pelo TCE para evitar impactos maiores causados pelos incêndios no Pantanal. “Sem dúvidas, o Ciga já influenciou o trabalho este ano. Em 2021, houve uma união impressionante da comunidade e poder público, investimento de 63 milhões do estado no combate ao fogo, compra de equipamentos, treinamentos. O resultado foi uma diminuição de 85% neste ano em relação ao ano passado nos incêndios”, ressaltou o parlamentar. 

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

Além de outros representantes do TCE/MT, também participou da reunião o deputado Gilberto Cattani (PSL).

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA