Destaque

Mulher é assassinada e enterrada com as mãos amarradas em MT

O corpo de Luziane Moraes, 30 anos, foi encontrado e desenterrado de uma área de mata, na zona rural de Guiratinga (328 km da Capital), no início da tarde desta terça-feira (20).

A vítima, desaparecida desde o dia 11 de julho, foi vítima de execução e o cadáver foi enterrado com mãos e pés amarrados e a cabeça coberta por um pano. Preliminarmente, não foi identificado perfurações ou marcas de tiros no corpo.

O corpo foi encontrado durante buscas da equipe de Polícia Civil do município, que durante patrulhamento na região de mata de um assentamento nas proximidades do Rio Taboca, onde os investigadores encontraram pelo chão recibos de depósitos bancários em nome da vítima.

Logo à frente, os investigadores identificaram uma parte da terra ‘remexida’, o que sugeriu que a mulher poderia estar enterrada ali. O local foi cavado e o cadáver encontrado.

Os policiais comunicaram o fato à Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), responsável pela investigação técnica no local e perícia preliminar no corpo.

Leia Também:  Produtores da região oeste recebem orientação sobre hidroponia

Em seguida, o cadáver foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), onde passou por exame de necropsia, que vai constatar a causo clínica da morte.

Ainda não há informações sobre a motivação do crime e possíveis suspeitos.

Luziane foi vista pela última vez por volta do meio dia de 11 de julho e desde então a família buscava informações pelo paradeiro da mulher, inclusive, pedindo ajuda pelas redes sociais.

O desaparecimento foi comunicado à Polícia Civil no dia seguinte, quando a família já estava sem notícias da vítima há mais de 24 horas.

No dia 13 de julho, terça-feira, uma amiga postou em sua página do facebook:

“Luziane Moraes está desaparecida desde de domingo, ela é de Guiratinga se alguém tiver notícias entrar em contato com a família, ou com a polícia ou com os amigos. Peço para meus amigos do face ajudar a divulgar essa foto para chegar ao paradeiro dela. A família está desesperada”.

Caso segue em investigação.

Fonte: Mário Andreazza – Repórter MT

Comentários Facebook

Destaque

Oito pessoas são presas durante Operação Integrada de Lei Seca

Oito pessoas foram presas na 46ª edição da Operação Integrada de Lei Seca em Cuiabá. As abordagens iniciaram por volta 23h30 de sexta-feira (17) na Avenida Getúlio Vargas e 100 veículos foram fiscalizados e aplicados 109 testes de alcoolemia.

Foram aplicados 11 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO), uma pelo motorista entregar o veículo a uma pessoa sem carteira nacional de habilitação, violando o artigo 310 do Código Brasileiro de Trânsito (CTB) e outras 10 por dirigirem sem habilitação.

Ao todo, foram aplicados 65 Autos de Infração de Trânsito, 21 por dirigirem sob efeito do álcool, 11 pela recusa do teste de alcoolemia, os 10 sem CNH, 15 por dirigirem veículo sem registro ou não licenciado e 8 por outros motivos.

Foram 44 veículos removidos, sendo 39 carros e 5 motocicletas. Vinte e quatro CNH foram recolhidas e um documento do veículo.

Em Cuiabá, a operação Lei Seca foi realizada pelo Gabinete de Gestão Integrada da Secretaria de Estado de Segurança Pública (GGI/Sesp), Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran), Detran, Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) e a policiais penais do Serviço de Operações Especiais Penitenciárias (SOE).

Leia Também:  Produtores da região oeste recebem orientação sobre hidroponia

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA