Destaque

Mulher é presa por abrir conta no nome da mãe para prática de golpes em Rondonópolis

Uma mulher que usou o nome da própria a mãe para prática de estelionato pela internet, conhecido como “Golpe da OLX” foi presa em flagrante pela Polícia Civil, na sexta-feira (15.10), após ser identificada em investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá).

A suspeita de 20 anos utilizou os dados da mãe para abrir uma conta bancária em que eram recebidos os valores adquiridos com os golpes e foi autuada em flagrante por estelionato. A ação resultou ainda no bloqueio de R$ 45 mil subtraídos da vítima.

As investigações iniciaram após os policiais da Derf receberem informações sobre uma vítima da cidade de Goiânia (GO) que sofreu um golpe de estelionato referente a compra de um veículo SW4 e depositou o valor de R$ 80 mil na conta de uma mulher na cidade de Rondonópolis.

Com base nas informações passadas, os policiais da Derf Rondonópolis iniciaram as diligências conseguindo localizar a proprietária da conta. Durante a conversa, foi verificado que a ação foi esquematizada pela filha dela, que usou os dados da mãe para abrir uma conta que seria utilizada para receber valores de golpes. A suspeita receberia o valor de R$ 500 pelo empréstimo da conta.

Leia Também:  Indea apreende 39 caminhões de madeira irregular no mês de novembro

Diante dos fatos, a jovem foi detida e encaminhada à Derf de Rondonópolis, onde após ser interrogada foi autuada em flagrante por estelionato. Ainda em continuidade aos trabalhos, foi possível fazer o bloqueio na conta de R$ 45 mil subtraídos e que serão restituídos á vítima.

Comentários Facebook

Brasil

Decreto cria verbas para pagar Auxílio Brasil de R$ 400 em dezembro

A edição extra do Diário Oficial da União (DOU) de terça-feira (7) trouxe o texto da medida provisória (MP) 1.076 de 2021, que antecipa o pagamento do novo valor do Auxílio Brasil – programa social de distribuição de renda que substitui o antigo Bolsa Família.

O instrumento cria um benefício extraordinário que complementa as parcelas já previstas do Auxílio Brasil para o valor de R$ 400 divulgado pelo governo. A manobra ocorre devido à necessidade de promulgação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios, que deverá ser fatiada e que possibilitará a alocação de recursos para o pagamento integral do Auxílio Brasil.

Segundo o calendário de pagamentos já divulgado pela Caixa, os créditos relativos à parcela de dezembro do Auxílio Brasil serão recebidos a partir da próxima sexta-feira (10).

Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro comentou sobre a PEC dos Precatórios e afirmou que o instrumento não é “calote”, mas uma forma viável de realocar dívidas em prol de uma revisão justa de benefícios sociais.

Leia Também:  Sema-MT abre inscrições para seletivo com salários de até R$ 10 mil

“[A PEC dos Precatórios] não é um calote, muito pelo contrário. É uma renegociação, um alongamento de dívida para quem tinha mais de R$ 600 mil para receber do governo. É isso que nos permite um saldo, um espaço, para potencializar com justiça o programa”, disse o presidente durante a cerimônia de assinatura da concessão de frequências do 5G no Palácio do Planalto.

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA