Destaque

No verão é preciso reforçar a prevenção contra animais peçonhentos

Cuidados para evitar animais peçonhentos devem ser redobrados no verão. A orientação é do biólogo do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) da Prefeitura de Rondonópolis, José Márcio da Silva. Ele explica que, nessa estação do ano, cresce incidência de acidentes causados por esses bichos, pois, com a chuva, há uma proliferação de insetos – que são suas presas. “O aumento da oferta de alimento atrai os peçonhentos para o ambiente onde pode encontrá-lo”, assegura o profissional.

Sombra e umidade são elementos necessários para esses animais sobreviverem, conforme ressalta José Márcio: “Esses bichos se alojam no mato, em terrenos com vegetação, entulhos, tijolos, telhas e madeira podre onde vivem os insetos”.

Apesar do aumento de aranhas, escorpiões e serpentes no verão, é possível evitá-los. Para tanto, o biólogo recomenda o uso de proteção nos locais que permitam seu acesso, como telas adequadas para janelas e ralos, vedação na caixa de gordura e, ainda, mosquiteiros nos berços dos bebês. “É necessário manter sempre a casa bem limpa, sem restos de construção ou galhos de poda, que são matéria orgânica que favorece seu abrigo e alimentação”, assinala. Ele lembra que, se forem picados, crianças e idosos devem receber atenção diferenciada, já que são faixas etárias que têm a imunidade mais suscetível.

Leia Também:  Homem é espancado por populares após agredir mulher em MT

Ao constatar a existência de algum desses bichos em qualquer cômodo ou área externa, José Márcio orienta que, se for possível mantê-lo vivo, a pessoa deve prendê-lo em um vasilhame. Mas, mesmo que seja morto, pode ser guardado, pois sua identificação pela equipe do CCZ facilita tanto o trabalho de combate como, em caso de ataque, o do médico, que saberá a que espécie ele pertence, se venenosa ou não.

Quando ocorre a picada é importante levar a vítima imediatamente à UPA e também entrar em contato com o CCZ, que atende pelo telefone 3411-5188 e funciona de segunda à sexta-feira, da 7h às 11h e das 13h às 17 horas. “Ao sermos comunicados, vamos ao lugar onde aconteceu a agressão, fazemos a busca ativa e verificamos o motivo da presença do animal no ambiente. Se for preciso, realizamos o controle químico e expandimos a busca pelo bairro”, destaca José Márcio, que indica que quem preferir, pode levar o bicho ao CCZ, que fica na MT 130 Km 02, Globo Recreio – sentido Poxoréu.

Leia Também:  TCE rejeita denúncia e libera prefeitura a gastar R$ 1,8 milhão com insulfilm

Fonte: Assessoria / Ministério da Saúde

Comentários Facebook

Agricultura

Mulheres líderes do agro realizam visita técnica à Brasília

Lideranças femininas do setor agropecuário de Mato Grosso embarcaram hoje (10.08) para uma visita técnica em Brasília. Ao longo dos próximos dias, um grupo com 40 mulheres visitará a Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária (CNA), a sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), o Instituto Pensar Agro (IPA), entre outras instituições na capital federal.

As atividades fazem parte da programação da Academia de Liderança – Mulheres Líderes do Agro, a primeira organizada pelo Senar-MT exclusivamente ao público feminino. Ao todo, serão três encontros, de julho a setembro. Nesta segunda etapa, que ocorre em Brasília, as mulheres conhecerão mais sobre a atuação das instituições visitadas, seus representantes e a estrutura dos poderes executivo, legislativo e judiciário.

A Academia de Liderança reúne produtoras rurais, lideranças sindicais e mulheres que trabalham no setor agropecuário. O objetivo é formar líderes que possam atuar nas mais diversas esferas que envolvem a agropecuária no estado e impulsionar ainda mais o seu desenvolvimento.

No primeiro módulo, que ocorreu em Cuiabá, as participantes aprenderam mais sobre atuação política no agro e autoconhecimento e propósito. Além disso, tiveram a oportunidade de conhecer as áreas de atuação de cada uma das instituições do Sistema Famato: o Senar-MT, Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Instituto Agrihub, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) e os Sindicatos Rurais.

Leia Também:  Sine MT oferta 2,9 mil vagas de emprego em 27 municípios

Essa é a primeira visita técnica da Academia de Liderança, após o início da pandemia de Covid-19. “Esse momento foi muito aguardado, a pandemia adiou o nosso projeto, mas finalmente conseguimos realizá-lo e estamos muito felizes em poder reunir e fortalecer as mulheres do nosso setor”, afirmou o superintendente do Senar-MT, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, mais conhecido como Chico da Pauliceia.

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA