Mato Grosso

Novo Diretor da Acadepol tem missão de reestruturar a unidade de ensino da Polícia Civil

No dia 11 de fevereiro, os 15 delegados empossados em dezembro passado iniciam o curso de formação técnico-profissional, na Academia da Polícia Judiciária Civil. A capacitação, que irá preparar os delegados para assumirem delegacias, é a primeira da gestão do delegado Welber Batista Franco, nomeado diretor da Academia da Polícia (Acadepol) pelo delegado geral, Mário Dermeval Aravéchia de Resende.

O curso tem a previsão de durar cinco meses e dele também participam mais três delegados, que tiveram nomeações ocorridas no período de  2017/2018 e aguardavam para finalizar a capacitação trabalhando em delegacias do interior.

O novo diretor da Acadepol tem experiência de mais de 20 anos na função de delegado de policial. Foi delegado no Estado de Pernambuco, até que em 2001 passou no concurso público para delegado em Mato Grosso. De lá para cá atuou em Juara, Porto dos Gaúchos, São José dos Quatro Marcos, Ribeirão Cascalheira, Canarana, Água Boa, Porto Alegre do Norte, Confresa, Vila Rica, Alto Araguaia, Rondonópolis, São José do Rio Claro e por último foi delegado regional de Água Boa, de onde deixou o cargo após 5 anos e 6 meses, para assumir a diretoria da Academia de Polícia.

Leia Também:  Sine MT oferta 2,9 mil vagas de emprego em 27 municípios

Como principal missão recebeu a incumbência de buscar a restruturação do espaço físico da academia, para que possa ser melhor aproveitado em cursos e atividades oficiais, como eventos da instituição.

“Precisamos revitalizar de forma completa o prédio, priorizando a rede elétrica e hidráulica, e vamos implementar periodicamente cursos de aperfeiçoamento que também foram recomendados pelo delegado geral. De imediato estamos realizando limpeza da área externa e manutenção no estante de tiros que será usado pelos novos alunos delegados”, disse Welber.

O delegado Welber Batista Franco também deverá buscar reforço no corpo técnico para que haja expansão das capacitações, cursos de aprimoramento profissional e intercâmbios com outras polícias da federação, entre outros projetos previstos para a unidade de ensino.

Para ele, sair da atividade fim para a área educacional representa “aprendizado e início de uma nova missão”, para qual está de “espírito aberto para também apreender”, explica.

O diretor da Acadepol também ressaltou a receptividade dos colegas em ministrar aulas sem remuneração, nesse período de recuperação econômica do Estado. “Demonstrando compromisso com a instituição”, afirma.

Leia Também:  Jovem de 16 anos tenta atravessar rio e morre afogado

O delegado Bruno Lima Barcellos, será o adjunto da Acadepol, trabalhando no gerenciamento e supervisionamento de todas as capacitações e treinamentos da PJC.

Comentários Facebook

Agricultura

Mulheres líderes do agro realizam visita técnica à Brasília

Lideranças femininas do setor agropecuário de Mato Grosso embarcaram hoje (10.08) para uma visita técnica em Brasília. Ao longo dos próximos dias, um grupo com 40 mulheres visitará a Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária (CNA), a sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), o Instituto Pensar Agro (IPA), entre outras instituições na capital federal.

As atividades fazem parte da programação da Academia de Liderança – Mulheres Líderes do Agro, a primeira organizada pelo Senar-MT exclusivamente ao público feminino. Ao todo, serão três encontros, de julho a setembro. Nesta segunda etapa, que ocorre em Brasília, as mulheres conhecerão mais sobre a atuação das instituições visitadas, seus representantes e a estrutura dos poderes executivo, legislativo e judiciário.

A Academia de Liderança reúne produtoras rurais, lideranças sindicais e mulheres que trabalham no setor agropecuário. O objetivo é formar líderes que possam atuar nas mais diversas esferas que envolvem a agropecuária no estado e impulsionar ainda mais o seu desenvolvimento.

No primeiro módulo, que ocorreu em Cuiabá, as participantes aprenderam mais sobre atuação política no agro e autoconhecimento e propósito. Além disso, tiveram a oportunidade de conhecer as áreas de atuação de cada uma das instituições do Sistema Famato: o Senar-MT, Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Instituto Agrihub, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) e os Sindicatos Rurais.

Leia Também:  Mulheres líderes do agro realizam visita técnica à Brasília

Essa é a primeira visita técnica da Academia de Liderança, após o início da pandemia de Covid-19. “Esse momento foi muito aguardado, a pandemia adiou o nosso projeto, mas finalmente conseguimos realizá-lo e estamos muito felizes em poder reunir e fortalecer as mulheres do nosso setor”, afirmou o superintendente do Senar-MT, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, mais conhecido como Chico da Pauliceia.

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA