Destaque

PM prende homem em flagrante por tentativa de homicídio em casa de show

A equipe do 25 º Batalhão de Polícia Militar prendeu um homem de 36 anos em flagrante por homicídio tentado em uma casa de shows, nesta terça-feira (12.10), em Várzea Grande. Três pessoas ficaram feridas e foram encaminhadas ao hospital.

Durante a madrugada, os policiais foram acionados via 190 para checarem uma denúncia de briga em uma casa de show no bairro Cristo Rei. No local, a PM foi informada por testemunhas que o homem havia fugido em um carro VW Fox.

Os policiais realizavam diligências pela região quando souberam que o homem no veículo havia se envolvido em um acidente de trânsito, e que logo depois, teria retornado a casa show armado e atirado contra populares. Os policiais constataram que três pessoas foram baleadas. As vítimas foram atendidas pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

A PM voltou a casa noturna e localizou o suspeito tentando fugir em uma motocicleta. Os policiais perseguiram o suspeito, que perdeu o controle do veículo e caiu no chão. Após a queda, o homem pegou a arma na cintura e apontou para a equipe policial, que reagiu, efetuando dois disparos para repelir a agressão.

Leia Também:  Safra de grãos deve subir 6,4% em 2022, estima Conab

O homem foi preso com um revólver calibre 38 carregado. O suspeito foi encaminhado para a Central de Flagrantes. As vítimas sofreram ferimentos na perna, pés e mão – todos foram levados para o Hospital Municipal de Várzea Grande.

A ocorrência foi entregue para a Polícia Judiciária Civil.

Comentários Facebook

Agricultura

Safra de grãos deve subir 6,4% em 2022, estima Conab

A safra de grãos brasileira 2021/2022 deve alcançar 271,8 milhões de toneladas, um aumento de 6,4% na comparação com o ciclo anterior, informou a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). A estimativa, que faz parte do 8º levantamento da safra divulgado pela empresa, aponta ainda um ganho de 2,5 milhões de toneladas quando comparado com a estimativa publicada no mês anterior.

Segundo a Conab, essa melhora na produção é explicada pela maior área plantada de milho de segunda safra, além do melhor desenvolvimento no final do ciclo das lavouras, sobretudo de arroz, milho e soja.

“Em final de abril, as culturas de primeira safra, estavam com a colheita praticamente finalizada, as de segunda safra, desde a fase de crescimento até o processo de colheita e as de terceira safra juntamente com as culturas de inverno, em fase inicial de plantio. Portanto, o resultado final do volume desta safra ainda depende do comportamento climático, fator preponderante para o desenvolvimento das culturas”, diz o levantamento.

A empresa informou que para o milho é esperada uma produção total 116,19 milhões de toneladas, elevação de 33,4% em comparação com a safra 2020/21. O levantamento mostra que a janela mais alongada para plantio da segunda safra somada às condições de mercado favoreceram o crescimento de área do cereal.

Leia Também:  Sine disponibiliza 2 mil vagas de trabalho nesta semana

Em relação ao arroz, a produção será menor ao que foi produzido na safra passada. A queda estimada é de 9,1%. Com isso a safra deve ficar em 10,7 milhões de toneladas, das quais 9,9 milhões são de cultivo irrigado e 0,8 milhões com o plantio sequeiro.

Segundo a Conab, a soja também terá uma queda na produção, estimada em 123,8 milhões de toneladas, uma redução de 10,4% em relação à safra anterior.

Colheita de algodão. Foto: Wenderson Araujo/Trilux
Colheita de algodão – CNA/ Wenderson Araujo/Trilux

Já as safras de feijão e de algodão terão aumento em relação à safra anterior. Na de feijão, a Conab estima alta de 8,14% em relação à safra anterior, com a produção ficando em 3,14 milhões.

A safra de algodão deve subir 19,5%, favorecida, em parte, pelas condições climáticas e pelo aumento na área plantada. A estimativa é de que a safra seja de 2,82 milhões de toneladas de pluma.

“A cotação da pluma em patamar elevado, que proporciona boa rentabilidade ao produtor, foi a causa primordial nessa elevação da área de plantio”, disse a Conab.

Já as culturas de inverno, como aveia, canola, centeio, cevada, trigo e triticale, segundo a Conab, ainda apresentam uma plantação incipiente e devem somar 9,8 milhões de toneladas, das quais 8,1 milhões de trigo e 1,1 milhão de aveia.

Leia Também:  Fim de semana terá Lua de Sangue “triplamente especial”

Área plantada

Em relação à área plantada, a Conab informou que a atual safra é estimada em 73,7 milhões de hectares, crescimento de 5,6% se comparada à safra 2020/21. Os maiores incrementos são observados na soja (4,4% ou 1,73 milhão de hectares), e no milho (9,4% ou 1,87 milhão de hectares).

A Conab informou também que não alterou as estimativas de importação de nenhum produto em relação ao levantamento anterior. Já a projeção para exportação de milho para 2022 subiu, passando de 37 milhões de toneladas para 38 milhões de toneladas.

Para os demais produtos, as estimativas de exportação foram mantidas: algodão em 2,05 milhões de toneladas, arroz em 1,3 milhão de toneladas, feijão em 200 mil toneladas e soja em 77 milhões de toneladas.

“No caso do trigo, as informações ainda são referentes à safra 2021, que possui o ano comercial de agosto de 2021 a julho de 2022. Para o cereal, a expectativa de venda para o mercado internacional segue em 3 milhões de toneladas”, disse a Conab.

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA