Destaque

Polícia apreende caminhão com 292 tabletes de cloridrato de cocaína na BR-364

A Polícia Civil de Mato Grosso apreendeu na tarde desta quarta-feira (13.07), em Várzea Grande, um caminhão transportando 292 tabletes de cloridrato de cocaína. O entorpecente estava escondido em um compartimento grosseiramente feito na cabine da carreta, onde a equipe da Gerência de Combate ao Crime Organizado localizou as dezenas de tabletes.

O motorista, de 45 anos, foi preso em flagrante. O material apreendido representa um golpe nas organizações criminosas ligadas ao tráfico de, aproximadamente, R$ 7 milhões.

O caminhão foi abordado próximo ao Trevo do Lagarto, no entrocamento da rodovia BR-364, onde a equipe responsável na GCCO pela apuração de roubo de cargas fazia diligências para localizar um veículo que havia sido roubado no município de Sapezal, na região noroeste do estado, e cujo motorista estava desaparecido.

Os policiais da unidade especializada realizaram buscas nas rodovias BR-364 e MT-246, que ligam a Capital ao médio-norte do estado. Durante as diligências, as equipes avistaram um caminhão Mercedes Benz/1944, com semirreboque, com características semelhantes às do caminhão roubado. O veículo foi abordado na entrada de Várzea Grande e o motorista se mostrou bastante nervoso, o que chamou atenção dos policiais.

Leia Também:  Homem morre após colisão entre moto e carro em Rondonópolis

Ao ser indagado sobre o trajeto feito e a ausência de carga, ele ficou ainda mais apreensivo e os policiais notaram um compartimento grosseiramente feito no interior da cabine do caminhão.

Nas buscas realizadas no interior do caminhão, no fundo e teto da cabine, as equipes encontraram os tabletes de cloridrato de cocaína.

Conduzido à GCCO, o motorista foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. Contra ele, os policiais localizaram um registro criminal no estado de São Paulo, de dias atrás, por trafegar com o caminhão com placa diversa da regular.

O entorpecente, totalizando 315 quilos, será encaminhado para realização de perícia pela Politec-MT.

Comentários Facebook

Agricultura

Mulheres líderes do agro realizam visita técnica à Brasília

Lideranças femininas do setor agropecuário de Mato Grosso embarcaram hoje (10.08) para uma visita técnica em Brasília. Ao longo dos próximos dias, um grupo com 40 mulheres visitará a Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária (CNA), a sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), o Instituto Pensar Agro (IPA), entre outras instituições na capital federal.

As atividades fazem parte da programação da Academia de Liderança – Mulheres Líderes do Agro, a primeira organizada pelo Senar-MT exclusivamente ao público feminino. Ao todo, serão três encontros, de julho a setembro. Nesta segunda etapa, que ocorre em Brasília, as mulheres conhecerão mais sobre a atuação das instituições visitadas, seus representantes e a estrutura dos poderes executivo, legislativo e judiciário.

A Academia de Liderança reúne produtoras rurais, lideranças sindicais e mulheres que trabalham no setor agropecuário. O objetivo é formar líderes que possam atuar nas mais diversas esferas que envolvem a agropecuária no estado e impulsionar ainda mais o seu desenvolvimento.

No primeiro módulo, que ocorreu em Cuiabá, as participantes aprenderam mais sobre atuação política no agro e autoconhecimento e propósito. Além disso, tiveram a oportunidade de conhecer as áreas de atuação de cada uma das instituições do Sistema Famato: o Senar-MT, Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Instituto Agrihub, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) e os Sindicatos Rurais.

Leia Também:  Mulheres líderes do agro realizam visita técnica à Brasília

Essa é a primeira visita técnica da Academia de Liderança, após o início da pandemia de Covid-19. “Esse momento foi muito aguardado, a pandemia adiou o nosso projeto, mas finalmente conseguimos realizá-lo e estamos muito felizes em poder reunir e fortalecer as mulheres do nosso setor”, afirmou o superintendente do Senar-MT, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, mais conhecido como Chico da Pauliceia.

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA