Destaque

Polícia Civil cumpre 15 mandados judiciais contra o tráfico de drogas

A Polícia Civil de Mato Grosso deflagrou, nesta terça-feira (19.07), a operação “Vento da Mudança”, visando dar cumprimento a 15 mandados, sendo sete de prisões e oito de busca e apreensão domiciliar, nos municípios de Colniza e Várzea Grande.

As ordens judiciais foram expedidas pelo juízo da Vara Única da Comarca de Colniza, região Noroeste do Estado, após investigação da Delegacia de Polícia para desarticular o tráfico de drogas na região.

O trabalho operacional contou com apoio da Delegacia Especializada de Repressão a Entorpecentes (DRE), a qual efetuou a prisão de um dos alvos, uma mulher, na cidade de Várzea Grande.

Em Colniza a ação resultou na prisão de quatro pessoas, na apreensão de um adolescente, e na apreensão de pedras de pasta base e um tablete grande de maconha. Os envolvidos também foram autuados em flagrante por tráfico de drogas.

Já em Várzea grande, foi dado cumprimento a prisão em desfavor de uma das investigadas de 24 anos. Ao ser abordada em uma residência no bairro Vila Arthur, a jovem foi comunicada da prisão, e conduzida para as providências cabíveis.

Leia Também:  Um em cada cem nascidos tem cardiopatia congênita em todo o mundo

Participaram da operação “Vento da Mudança”, policiais civis de Colniza, com apoio das equipes da Delegacia Regional de Juína, da DRE e da Polícia Militar.

Comentários Facebook

Agricultura

Mulheres líderes do agro realizam visita técnica à Brasília

Lideranças femininas do setor agropecuário de Mato Grosso embarcaram hoje (10.08) para uma visita técnica em Brasília. Ao longo dos próximos dias, um grupo com 40 mulheres visitará a Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária (CNA), a sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), o Instituto Pensar Agro (IPA), entre outras instituições na capital federal.

As atividades fazem parte da programação da Academia de Liderança – Mulheres Líderes do Agro, a primeira organizada pelo Senar-MT exclusivamente ao público feminino. Ao todo, serão três encontros, de julho a setembro. Nesta segunda etapa, que ocorre em Brasília, as mulheres conhecerão mais sobre a atuação das instituições visitadas, seus representantes e a estrutura dos poderes executivo, legislativo e judiciário.

A Academia de Liderança reúne produtoras rurais, lideranças sindicais e mulheres que trabalham no setor agropecuário. O objetivo é formar líderes que possam atuar nas mais diversas esferas que envolvem a agropecuária no estado e impulsionar ainda mais o seu desenvolvimento.

No primeiro módulo, que ocorreu em Cuiabá, as participantes aprenderam mais sobre atuação política no agro e autoconhecimento e propósito. Além disso, tiveram a oportunidade de conhecer as áreas de atuação de cada uma das instituições do Sistema Famato: o Senar-MT, Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Instituto Agrihub, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) e os Sindicatos Rurais.

Leia Também:  Homem morre após colisão entre moto e carro em Rondonópolis

Essa é a primeira visita técnica da Academia de Liderança, após o início da pandemia de Covid-19. “Esse momento foi muito aguardado, a pandemia adiou o nosso projeto, mas finalmente conseguimos realizá-lo e estamos muito felizes em poder reunir e fortalecer as mulheres do nosso setor”, afirmou o superintendente do Senar-MT, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, mais conhecido como Chico da Pauliceia.

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA