Destaque

Polícia Civil prende em Pedra Preta motorista suspeito de furtar carga de soja

Um motorista de carreta suspeito de envolvimento no furto da carga de soja que transportava foi preso em flagrante pela Polícia Civil, na madrugada deste sábado, durante trabalho investigativo realizado pela equipe da Delegacia de Pedra Preta. O suspeito foi autuado em flagrante por furto qualificado.

Durante a madrugada, os policiais da Delegacia de Pedra Preta receberam informações de que o motorista estava desaparecido desde às 12 horas e que o veículo estava nas proximidades da cidade.

Logo após o acionamento, os policiais foram até o local indicado, uma vez que havia a possibilidade do motorista ter sido feito de refém durante roubo. Durante as diligências, os investigadores localizaram o veículo que estava trancado, já sem a carga, e com as cortinas internas da cabine fechada.

Os policiais realizaram a abordagem, sendo o caminhão aberto pelo motorista, que relatou que havia sido roubado e que estava sem o seu aparelho celular. Durante a busca veicular, os investigadores localizaram a chave do veículo na ignição, o aparelho celular escondido dentro de um compartimento, além de documentos e dinheiro.

Leia Também:  Onze motoristas são presos por embriaguez ao volante durante Operação Lei Seca

Questionado, o motorista apresentou diversas contradições e não conseguiu explicar o ocorrido. Em contato com a transportadora responsável, foi informado que a carga não chegou ao seu destino de descarregamento.

Diante dos fatos, o motorista foi conduzido à Delegacia de Pedra Preta, onde após ser interrogado, foi autuado em flagrante por furto qualificado.

Comentários Facebook

Brasil

Decreto cria verbas para pagar Auxílio Brasil de R$ 400 em dezembro

A edição extra do Diário Oficial da União (DOU) de terça-feira (7) trouxe o texto da medida provisória (MP) 1.076 de 2021, que antecipa o pagamento do novo valor do Auxílio Brasil – programa social de distribuição de renda que substitui o antigo Bolsa Família.

O instrumento cria um benefício extraordinário que complementa as parcelas já previstas do Auxílio Brasil para o valor de R$ 400 divulgado pelo governo. A manobra ocorre devido à necessidade de promulgação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios, que deverá ser fatiada e que possibilitará a alocação de recursos para o pagamento integral do Auxílio Brasil.

Segundo o calendário de pagamentos já divulgado pela Caixa, os créditos relativos à parcela de dezembro do Auxílio Brasil serão recebidos a partir da próxima sexta-feira (10).

Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro comentou sobre a PEC dos Precatórios e afirmou que o instrumento não é “calote”, mas uma forma viável de realocar dívidas em prol de uma revisão justa de benefícios sociais.

Leia Também:  Polícia Civil e PRF apreendem 74 quilos de cloridrato de cocaína camuflados em motor de veículo

“[A PEC dos Precatórios] não é um calote, muito pelo contrário. É uma renegociação, um alongamento de dívida para quem tinha mais de R$ 600 mil para receber do governo. É isso que nos permite um saldo, um espaço, para potencializar com justiça o programa”, disse o presidente durante a cerimônia de assinatura da concessão de frequências do 5G no Palácio do Planalto.

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA