Mato Grosso

Politec emite todos os RGs que estavam na fila de impressão

A Diretoria Metropolitana de Identificação Técnica da Politec emitiu todos os RGs que estavam atrasados devido à falta de papel moeda, ocorrida no final de outubro de 2018.

Um lote contendo 50 mil cédulas de identidade foi entregue na última sexta-feira (18.01) na Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec). O material foi utilizado na emissão dos RGs solicitados nos meses de novembro e dezembro de 2018, do interior do Estado, e de dezembro e início de janeiro na capital e região metropolitana.

Já os RGs solicitados no final de outubro do interior do Estado, e do mês de novembro de Cuiabá e Várzea Grande, foram emitidos com a remessa de 10 mil cédulas recebidas no início de janeiro.

Os documentos estão sendo enviados gradativamente aos postos de identificação em malotes dos Correios após serem cadastrados no Sistema de Identificação Civil. O prazo entre a finalização dos RGs até o envio dos malotes aos correios leva cerca de sete dias.

Informações sobre o andamento das solicitações podem ser obtidas na Central de Atendimento ao Cidadão (CAC), por meio do número 0800 647 8987.

Leia Também:  Sine MT oferta 2,9 mil vagas de emprego em 27 municípios

Atendimento

Em 2018 o número de solicitações de carteiras de identidade em Mato Grosso aumento 25% em relação ao ano anterior. O aumento da demanda ocasionou a falta de papel moeda utilizado na impressão do documento, levando à suspensão temporária da emissão. Foram mais de 215 mil documentos expedidos até novembro.

A crescente demanda por documentos de identidade é resultado da modernização no processamento, e abertura de novos postos de identificação dentro dos Ganha Tempos de Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Barra do Garças e Sinop.

Comentários Facebook

Agricultura

Mulheres líderes do agro realizam visita técnica à Brasília

Lideranças femininas do setor agropecuário de Mato Grosso embarcaram hoje (10.08) para uma visita técnica em Brasília. Ao longo dos próximos dias, um grupo com 40 mulheres visitará a Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária (CNA), a sede do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), o Instituto Pensar Agro (IPA), entre outras instituições na capital federal.

As atividades fazem parte da programação da Academia de Liderança – Mulheres Líderes do Agro, a primeira organizada pelo Senar-MT exclusivamente ao público feminino. Ao todo, serão três encontros, de julho a setembro. Nesta segunda etapa, que ocorre em Brasília, as mulheres conhecerão mais sobre a atuação das instituições visitadas, seus representantes e a estrutura dos poderes executivo, legislativo e judiciário.

A Academia de Liderança reúne produtoras rurais, lideranças sindicais e mulheres que trabalham no setor agropecuário. O objetivo é formar líderes que possam atuar nas mais diversas esferas que envolvem a agropecuária no estado e impulsionar ainda mais o seu desenvolvimento.

No primeiro módulo, que ocorreu em Cuiabá, as participantes aprenderam mais sobre atuação política no agro e autoconhecimento e propósito. Além disso, tiveram a oportunidade de conhecer as áreas de atuação de cada uma das instituições do Sistema Famato: o Senar-MT, Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Instituto Agrihub, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) e os Sindicatos Rurais.

Leia Também:  Sine MT oferta 2,9 mil vagas de emprego em 27 municípios

Essa é a primeira visita técnica da Academia de Liderança, após o início da pandemia de Covid-19. “Esse momento foi muito aguardado, a pandemia adiou o nosso projeto, mas finalmente conseguimos realizá-lo e estamos muito felizes em poder reunir e fortalecer as mulheres do nosso setor”, afirmou o superintendente do Senar-MT, Francisco Olavo Pugliesi de Castro, mais conhecido como Chico da Pauliceia.

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA