Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá lança programa para climatizar 100% de todas as salas de aula da rede municipal de Ensino

Até abril de 2020, nas comemorações dos 301 anos da capital, as 1.278 salas de aulas da rede pública municipal de Cuiabá deverão estar climatizadas. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (30), pelo prefeito Emanuel Pinheiro, durante o lançamento do programa “Climatizar é Humanizar”.

A meta para abril deste ano é de instalar aparelhos de ar-condicionado em 300 salas de aulas. “Temos discutido esse programa há bastante tempo e estávamos ansiosos para lançá-lo oficialmente. Este é um passo a mais no processo de humanização, e em respeito aos profissionais de educação e ao nosso maior patrimônio, as nossas crianças, alunos da rede pública municipal de Ensino”, disse o prefeito Emanuel Pinheiro, para os diretores e coordenadores escolares e da Secretaria Municipal de Educação, que compareceram ao lançamento oficial do programa, no Salão Nobre do Palácio Alencastro.  

O secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira Passos agradeceu o esforço, a parceria e a dedicação dos profissionais, na implantação de vários programas que estão transformando a Educação na Capital. “Este é mais um programa, que tem por objetivo tornar a nossa rede o mais adequada possível para receber nossos profissionais e alunos. Com recursos da Fonte 100, ou seja, recursos próprios do município, no valor de R$ 2 milhões de reais, divididos em duas etapas, o programa representa um investimento ainda maior já que muitas unidades passarão por adequações nas instalações elétricas, para receber os equipamentos”, disse Alex Vieira Passos.

Leia Também:  Sine Municipal disponibiliza 529 vagas de emprego nesta sexta-feira (12)

Segundo o secretário, em paralelo ao programa que já instalou 68 aparelhos novos, 122 unidades foram atendidas com manutenção de ar-condicionado, geladeira, freezer e bebedouro, de julho do ano passado até agora.

O presidente do Conselho Municipal de Educação, Luiz Batista Jorge, que esteve presente ao lançamento, destacou a humanização como a grande marca da gestão Emanuel Pinheiro, que optou por pensar nas pessoas, e lembrou que o programa “Climatizar é Humanizar” é um exemplo disso. “Este programa vai beneficiar todo o corpo administrativo, os profissionais e as mais de 51 mil crianças e adolescentes matriculadas na rede pública municipal, com um resultado imediato na qualidade do ensino. Tenho tido oportunidade de conhecer vários sistemas de educação como presidente do Conselho. Os investimentos que estão sendo feitos pelo município de Cuiabá, de acordo com uma pesquisa divulgada recentemente num encontro realizado em São Leopoldo, na Universidade Unisinos (RS), das 27 capitais brasileiras, Cuiabá é a terceira em investimentos na qualidade do ensino”, destacou ele.

Programa

Um levantamento da Diretoria Administrativa da Secretaria de Educação, mostrou que das 1.278 salas de aulas existentes na rede, 807 já são climatizadas. Essas, passam rotineiramente por manutenção preventiva, que inclui troca de peças e higienização.

Leia Também:  Quem pode e como doar leite materno? Pediatra esclarece principais dúvidas

Das demais 471 salas ainda não climatizadas, 300 terão aparelhos de ar-condicionado instalados até o dia do aniversário de Cuiabá, o restante 171 salas, serão climatizadas até abril de 2020.

Após a climatização das salas, a SME pretende climatizar outros espaços como salas de direção, secretarias, e dos professores, de apoio multifuncional, biblioteca, refeitório e outros, totalizando 565 salas.

As unidades estão recebendo aparelhos de quatro modelos, de 36 mil, 30 mil, 18 mil e 12 mil BTUS.

A diretora da EMEB Deputado Ulisses Silveira Guimarães, Sandra Aparecida Silva Moraes, disse que o programa fará a diferença nas unidades. “Maravilhoso, em razão do clima da nossa capital, o que torna a climatização uma necessidade. Os alunos terão um aproveitamento e um desenvolvimento melhor”, disse ela.

Lorandi Ferreira de Moraes, diretora da EMEB Orzina Amorim Soares concorda. “Esse projeto vai agregar muito no ensino aprendizagem das crianças já que um dos fatores que trazem dificuldade na aprendizagem é o calor que temos em Cuiabá. Acredito que uma melhor condição física em sala de aula vamos ter reflexos positivos inclusive nos resultados do Ideb. E também vamos ganhar muito em relação à disciplina em sala de aula”.

Participaram do lançamento a secretária adjunta de Educação, Edilene Machado, diretores e coordenadores das unidades de ensino, e da Secretaria Municipal de Educação.

 

Comentários Facebook

Cuiabá

Quem pode e como doar leite materno? Pediatra esclarece principais dúvidas

Incentivar a amamentação é o principal objetivo da campanha “Agosto Dourado”, realizada durante todo este mês de agosto, escolhido mundialmente para reforçar a promoção da amamentação e conscientizar as mães sobre a importância dessa prática.

Melhor alimento nos primeiros meses de vida, o leite materno possui inúmeros nutrientes que auxiliam no crescimento saudável dos bebês. Mesmo sabendo da importância da amamentação, muitas mulheres ainda têm dúvidas sobre como doar, por exemplo, e precisam de apoio e orientação.

A médica pediatra e neonatologista Fernannda Pigatto Vilela, diretora-técnica do Hospital e Maternidade Femina, em Cuiabá, esclarece as principais dúvidas relacionadas à amamentação.

O hospital é referência em atendimento materno e infantil e oferece um posto de coleta de leite para as mães que pretendem doar. A unidade ainda mantém o projeto “Cegonhas do Bem”, que auxilia as mães a amamentarem seus filhos.

Quem pode e como doar leite materno?
Toda mulher saudável, que não está tomando medicamentos incompatíveis com a amamentação, pode doar. Entretanto, é preciso apresentar exames atualizados do pré-natal (hemograma completo, HIV, HBSAG – Hepatite B, Sifílis), com validade de até seis meses. A retirada do leite pode ser feita em casa e depois a mulher pode fazer a doação em um banco de leite. Antes de retirar o leite, a mulher deve seguir algumas recomendações. Preparar o frasco, que deve ser obrigatoriamente fornecido pelo banco de leite ou frasco de vidro com tampa plástica, devidamente higienizada. Fazer a higiene pessoal, lavar as mãos com água e sabão e as mamas somente com água. Ao iniciar a retirada, a mulher deve estar em um local tranquilo, sentar-se em local confortável.

Leia Também:  Sine Municipal disponibiliza 529 vagas de emprego nesta sexta-feira (12)

Onde guardar o leite materno?
O leite recolhido deve ser mantido no freezer ou no congelador da geladeira por no máximo 10 dias.

É possível amamentar um recém-nascido internado na UTI Neonatal?
Sim. O leite materno traz inúmeros benefícios e sempre será a melhor escolha para o recém-nascido, pois oferece proteção imunológica. Mesmo ele não conseguindo sugar, o leite da mãe é fornecido por sonda.

O que é colostro? Para que serve? Pode ser doado?
Colostro é o primeiro leite produzido pela mulher para amamentar o bebê e dura entre 3 a 5 dias, portanto, dificilmente ocorre quantidade suficiente para doação (mínimo 100 ml para pasteurizar). Nutritivo e calórico, o colostro estimula o sistema imune do bebê, garantindo anticorpos que previnem o desenvolvimento de doenças como alergia ou diarreia, por exemplo, além de diminuir o risco de morbidade e mortalidade infantil.

Mães portadoras de HIV ou infectadas pela Covid-19 podem doar?
A mãe infectada por Covid-19 deve se paramentar para amamentar seu filho, porém, não é possível realizar a doação do leite. As portadoras de HIV também não podem doar.

Leia Também:  Quem pode e como doar leite materno? Pediatra esclarece principais dúvidas

Como doar ao banco de leite do Hospital e Maternidade Femina, em Cuiabá? Quais os horários e informações de atendimento?
O Hospital e Maternidade Femina possui um posto de coleta de leite humano (PCLH) credenciado ao BLH do Hospital Júlio Muller, a fim de realizar coletas seguras, oferecendo qualidade sanitária ao paciente. O horário de atendimento do posto de coleta de leite humano do Hospital e Maternidade Femina funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30 e, das 13h30 às 17h30. Aos sábados, das 8h às 11h. Após esse horário, serão atendidas somente as mães que estejam com seus filhos internados na UTI Neo. Doadoras devem se dirigir primeiramente à recepção do hospital para prévio atendimento.

Informações: recepção 21289000 (PABX), 21289199 (Lactário), 21289064 (Nutrição)

Sobre a Femina
O Hospital e Maternidade Femina atua há 43 anos em Cuiabá, nas áreas de Pediatria, Obstetrícia, Clínica-Geral e pronto atendimento com plantão 24 horas. Também conta com estrutura laboratorial de análises clínicas, no caso de exames solicitados durante os pronto-atendimentos. Ainda fazem parte de sua estrutura UTI adulta, UTI Neonatal e UTI pediátrica.

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA