Destaque

Prefeitura de Rondonópolis doa equipamentos não letais à Polícia Militar

Fonte: Valdeque Matos | Foto: Matusalém Teixeira – GCOM Prefeitura de Rondonópolis

Para ajudar no combate à criminalidade e no aumento da sensação de segurança da população, a Prefeitura de Rondonópolis, por meio do Gabinete de Apoio à Segurança Pública (Gasp), doou, no início da tarde desta segunda-feira (13), diversos equipamentos não letais à Polícia Militar (PM, como de pimenta e cartuchos para carregamento de armas de condutividade elétrica, chamadas de spark, que é um dispositivo elétrico que permite a incapacitação temporária do agressor, facilitando a imobilização.

Realizada no Palácio da Cidadania, a entrega dos equipamentos de segurança não letais foi feita pelo coordenador do Gasp, Valdemir Castilho, o Biliu, ao capitão Herik Henrik de Deus Pereira, que é o comandante adjunto do 5º Batalhão de PM.

Para o capitão, os equipamentos são importante e chegam em “boa hora”, pois irão ajudar os policiais no atendimento de ocorrências em que há necessidade de tomar medidas de controle de foça por meio de métodos não letais.

Leia Também:  CoronaVac dá proteção acima de 90% a quem tem comorbidades, diz estudo

“Vai subsidiar mais guarnições nas ações em que se faz necessário o uso progressivo de força não letais. Com certeza, os equipamentos irão ajudar a polícia a dar um atendimento melhor para sociedade”, frisou o capitão da PM.

Entre os equipamentos não letais doados estão 579 cartuchos de dispositivos elétricos incapacitantes, um datakit com pendrive (aparelho usado para armazenamento de dados e informações das sparks – pistolas) e 114 sprays de pimenta, sendo 62 em gel e 52 em espuma.

Conforme o Biliu, os equipamentos não letais doados à PM, na tarde desta segunda-feira, com intuito de ajudar no trabalho dos policiais no combate à criminalidade, foram recebidos pelo município ao aderir ao programa “Crack, É Possível”, que foi criado pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Justiça.

“Estes equipamentos foram repassados ao município para serem usados em operações conjuntas. Como não temos efetivo para usá-los, estamos doando à PM, que está em falta este material lá. Portanto, irão colaborar com a segurança pública da nossa Rondonópolis”, comentou Biliu, acrescentando que o prefeito Zé Carlos do Pátio também já autorizou a cedência do ônibus e duas motos, também doados ao município pelo programa “Crack, é possível vencer”, para auxiliar a PM em suas operações.

Leia Também:  Governo assina contrato para início da construção da 1° Ferrovia Estadual de MT na segunda-feira (20)

Comentários Facebook

Destaque

Oito pessoas são presas durante Operação Integrada de Lei Seca

Oito pessoas foram presas na 46ª edição da Operação Integrada de Lei Seca em Cuiabá. As abordagens iniciaram por volta 23h30 de sexta-feira (17) na Avenida Getúlio Vargas e 100 veículos foram fiscalizados e aplicados 109 testes de alcoolemia.

Foram aplicados 11 Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO), uma pelo motorista entregar o veículo a uma pessoa sem carteira nacional de habilitação, violando o artigo 310 do Código Brasileiro de Trânsito (CTB) e outras 10 por dirigirem sem habilitação.

Ao todo, foram aplicados 65 Autos de Infração de Trânsito, 21 por dirigirem sob efeito do álcool, 11 pela recusa do teste de alcoolemia, os 10 sem CNH, 15 por dirigirem veículo sem registro ou não licenciado e 8 por outros motivos.

Foram 44 veículos removidos, sendo 39 carros e 5 motocicletas. Vinte e quatro CNH foram recolhidas e um documento do veículo.

Em Cuiabá, a operação Lei Seca foi realizada pelo Gabinete de Gestão Integrada da Secretaria de Estado de Segurança Pública (GGI/Sesp), Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran), Detran, Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) e a policiais penais do Serviço de Operações Especiais Penitenciárias (SOE).

Leia Também:  Fiscais da Sema apreendem equipamentos utilizados em pesca predatória

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA