Mato Grosso

Projeto Renascer emprega 51 reeducandos em atividades laborais

Desenvolvido no Centro de Ressocialização de Sorriso, o Projeto Renascer emprega atualmente 51 reeducandos em diversas atividades laborais, entre elas a marcenaria, onde são produzidas, em média, 40 peças de móveis rústicos ao mês.

Na marcenaria, que foi ampliada no último ano, 30 reeducandos trabalham na fabricação de móveis, brinquedos e objetos para jardins. A matéria-prima para a produção vem de doações de instituições e de outros parceiros do município.

“O que arrecadamos na venda dos móveis e objetos vai uma parte para os reeducandos e outra para a compra de insumos. Com isso, ofertamos um trabalho aos reeducandos que podem se qualificar e ter uma atividade profissional quando saírem daqui”, explica o diretor da unidade prisional, Enilson Castro.

Quem deseja adquirir os móveis pode procurar a unidade prisional, localizada na Rua São Cristóvão, bairro Jardim Califórnia. A marcenaria também trabalha com móveis sob encomenda.

Capacitação profissional

No ano passado, por meio de parcerias com instituições do município, o Centro de Ressocialização ofertou seis cursos de qualificação aos recuperandos. Em média, 15 participaram de cada curso: Confecção de bonecas de pano; reaproveitamento de madeira; revestimento em cerâmica; pintura predial; libras e classificação de grãos que foram ofertados pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) prisional, Prefeitura de Sorriso, Senar e Senai-MT.

Leia Também:  Assaí tem 170 vagas de emprego em Rondonópolis, Cuiabá, Várzea Grande e Sinop

O secretário adjunto de Administração Penitenciária, Emanoel Flores, destaca a importância dos cursos de qualificação no processo de ressocialização. “Com um curso que o qualifica em uma atividade, o reeducando tem melhores chances de conseguir um emprego remunerado quando sai da unidade prisional, o que possibilita sua reinserção ao meio social”.

A qualificação dos reeducandos também se reverte na manutenção da unidade prisional. Reparos e manutenções nas instalações prediais, elétrica e hidráulica são feitos por eles, desonerando os custos para o poder público.

“Proporcionando qualificação damos oportunidade para que o reeducando se ocupe enquanto está aqui dentro e possibilitamos que ele adquira uma formação que poderá ser aproveitada dignamente quando sair daqui. E a parceria das instituições, que ofertam todos os cursos e materiais, é fundamental para conseguirmos essas qualificações”, observa Castro.

Comentários Facebook

Destaque

Senar-MT lança mais dois cursos que qualificam profissionais para atuar no setor de máquinas agrícolas

Já estão disponíveis no portfólio do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) mais dois cursos. O objetivo destes dois novos produtos é qualificar pessoas que vão atuar no setor de máquinas e implementos agrícolas. Aplicação de sólidos utilizando distribuidor autopropelido e Operação de escavadeira hidráulica são os dois novos cursos. Além destes, a instituição oferece mais de 350 outros cursos para capacitar e qualificar o homem do campo.

O Aplicação de sólidos utilizando distribuidor Autopropelido será numa modalidade híbrida e a carga horária será de 24 horas, distribuída em dois módulos – 16 horas de conteúdo EaD e 08 horas presencial.

Este treinamento surgiu em função da necessidade de aprimorar os conhecimentos dos profissionais que já atuam na atividade de operação de máquinas agrícolas. O objetivo é aplicar mais essa tecnologia que é a de aplicar sólidos utilizando o autopropelido.

O conteúdo programático inclui assuntos como:

– Fertilizantes e corretivos com distribuidor autopropelido

– Aspectos legais e de segurança na aplicação de fertilizantes e corretivos

– Aplicação de corretivos e fertilizantes com distribuidor autopropelido

– A agricultura de precisão na distribuição de fertilizantes e corretivos

Leia Também:  Caminhonete furtada em Mato Grosso é recuperada pela PM em Rondônia

– Barra de luzes e o piloto automático na agricultura de precisão

– Distribuidor de corretivos e fertilizantes autopropelido

– Cabine do distribuidor

– Parâmetros da aplicação de corretivos e fertilizantes

– Revisão dos componentes do distribuidor de corretivos e fertilizantes do distribuidor

– Configuração do distribuidor conforme o produto a ser aplicado

– Regulagens e calibrações do distribuidor

– Aplicação do produto

Já a Operação de escavadeira hidráulica é presencial com carga horária de 40 horas. O objetivo é que o participante aprenda a operar a escavadeira hidráulica de acordo com a recomendação do manual do operador. É importante destacar que a escavadeira é uma máquina de grande utilidade para o setor rural e da construção civil e para ser manuseada precisa de profissionais qualificados. O curso capacitará o operador a exercer o trabalho com eficácia e respeito às Normas de Segurança.

Conteúdo programático inclui assuntos como:

– Legislação

– Normas regulamentadoras da atividade

– Saúde e Segurança do Trabalho

– Conceito e histórico da escavadeira hidráulica

– Configuração de uma escavadeira: carro superior e inferior

– Utilização dos implementos de escavadeira hidráulica

Leia Também:  Empresária de MT morre em acidente de moto em expedição

– Importância da cabine do operador

– Verificação dos níveis dos sistemas

– Componentes da escavadeira hidráulica

– Deslocamento operacional da escavadeira hidráulica;

– Operação de escavação

– Movimentação de carga

Crédito: Aline Lima

Colheita de Talentos – Após concluir os cursos do Senar-MT, os participantes têm seus currículos cadastrados no Colheita de Talentos, que é plataforma do Senar-MT que tem como objetivo aproximar as empresas do agro e produtores rurais interessados em contratar profissionais qualificados e as pessoas qualificadas pelo Senar-MT.

Parcerias – para realizar as aulas práticas nos Centros de Treinamentos do Senar-MT conta com dezenas de parceiros. Dentre eles,os abaixo relacionados.

Centro Oeste Máquinas – Massey Ferguson.

Terra Premium – New Holland.

Agrofito – Case.

Jorge Máquinas Agrícolas – Plataforma.

Guimáquina – Jacto.

Grupo Vamos – Fendt.

Fazenda Guarita – Joel Strobel.

Rota Oeste – PC Deer.

Sotreq – PC Caterpillar.

IMA Rondonópolis.

Fazenda Red River – Ronaldo Alves Batista Pinto.

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA