Destaque

Rondonópolis leva prêmio como município que mais vacinou em MT

A Prefeitura de Rondonópolis subiu ao podium para ocupar o primeiro lugar nesta sexta-feira (8) entre os municípios mato-grossenses com população superior a 60 mil habitantes que mais vacinaram contra Influenza e Covid-19 até 31 de setembro. Os dados são do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI) e a premiação foi instituída pelo Programa Imuniza Mais MT, lançado em 21 de julho pelo Governo do Estado de Mato Grosso com a intenção de estimular a vacinação buscando aumentar o índice de proteção dos cidadãos contra doenças cujos imunobiológicos estão disponíveis e, assim, atingir as metas definidas pelo Ministério da Saúde.

De acordo com os critérios estabelecidos pelo programa, receberiam um ponto os municípios que tivessem entre 80% e 85% da população imunizada contra o vírus influenza, três pontos os que conseguissem vacinar de 85% a 90% e cinco pontos aqueles com 90% a 95% dos habitantes vacinados.

Também foram adotadas regras para a pontuação sobre a vacinação de Covid-19 levando em consideração as primeira e segunda doses contra o coronavírus distribuídas até 21 de setembro pelo Ministério da Saúde e aplicadas até o último dia do mês passado. O cálculo, feito a partir da quantidade de imunizantes recebidos pela população em relação às unidades ofertadas ao município, atribuiu dois pontos para os que conseguissem vacinar entre 90% e 95% do público e cinco pontos para aqueles que abarcaram de 95% a 100% dos munícipes que tinham o perfil adequado para receberem a medicação.

Leia Também:  Entenda as novas regras da Tarifa Social de Energia Elétrica

Seguido por Lucas do Rio Verde e Primavera do Leste que ocuparam, respectivamente, o segundo e o terceiro lugar no grupo daqueles acima de 60 mil habitantes, Rondonópolis aplicou 264 mil doses de vacinas contra o coronavírus das 290.421 unidades entregues ao município, chegando à marca de 90,90%, totalizando dois pontos. Em relação à Influenza, o município rondonopolitano alcançou 93,97% de cobertura vacinal, com cinco pontos. Ao todo, a cidade somou sete pontos. Com esse resultado, levantou o troféu do Imuniza Mais MT, passando a ser referência para os outros municípios mato-grossenses no quesito acesso a saúde para o cidadão.

Apesar de Lucas do Rio Verde ter empatado com Rondonópolis, com 91,33% de cobertura contra Covid-19 (dois pontos) e 93,29% contra a gripe H1N1 (cinco pontos), ficou atrás na classificação do desempate. Primavera obteve 103,53% na proteção contra o coronavírus (cinco pontos) e 81,02% contra Influenza (um ponto), reunindo seis pontos.

Além de conquistar a vitória correspondendo às exigências da avaliação, Rondonópolis também fez o dever de casa nos parâmetros estipulados para desempate que são maior homogeneidade de cobertura contra Influenza e melhor desempenho nos grupos prioritários de Covid-19, quais sejam gestantes, pessoas com comorbidades e indivíduos acima de 60 anos. Nesses quesitos a cidade fechou a pontuação com 100% ao passo que Lucas obteve 89,20%. Com esse desempenho, o município rondonopolitano será contemplado pelo Governo de Mato Grosso com um montante de R$300 mil que deve ser investido em ações e serviços dedicados à vacinação. A transferência do incentivo financeiro será feita em parcela única.

Leia Também:  Decreto cria verbas para pagar Auxílio Brasil de R$ 400 em dezembro

Fonte: Roberta Azambuja – GCOM

Comentários Facebook

Brasil

Decreto cria verbas para pagar Auxílio Brasil de R$ 400 em dezembro

A edição extra do Diário Oficial da União (DOU) de terça-feira (7) trouxe o texto da medida provisória (MP) 1.076 de 2021, que antecipa o pagamento do novo valor do Auxílio Brasil – programa social de distribuição de renda que substitui o antigo Bolsa Família.

O instrumento cria um benefício extraordinário que complementa as parcelas já previstas do Auxílio Brasil para o valor de R$ 400 divulgado pelo governo. A manobra ocorre devido à necessidade de promulgação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios, que deverá ser fatiada e que possibilitará a alocação de recursos para o pagamento integral do Auxílio Brasil.

Segundo o calendário de pagamentos já divulgado pela Caixa, os créditos relativos à parcela de dezembro do Auxílio Brasil serão recebidos a partir da próxima sexta-feira (10).

Mais cedo, o presidente Jair Bolsonaro comentou sobre a PEC dos Precatórios e afirmou que o instrumento não é “calote”, mas uma forma viável de realocar dívidas em prol de uma revisão justa de benefícios sociais.

Leia Também:  Polícia Civil cumpre oito mandados em operação contra organização criminosa envolvida em roubo

“[A PEC dos Precatórios] não é um calote, muito pelo contrário. É uma renegociação, um alongamento de dívida para quem tinha mais de R$ 600 mil para receber do governo. É isso que nos permite um saldo, um espaço, para potencializar com justiça o programa”, disse o presidente durante a cerimônia de assinatura da concessão de frequências do 5G no Palácio do Planalto.

Comentários Facebook
Continue lendo

MAIS LIDAS DA SEMANA